Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
15
07
2021

Top 5 softwares para gestão logística

Tag
plataforma
gestão
logística

Nenhuma empresa, independentemente do setor, sobrevive sem tecnologia e automação nos dias atuais. 

Isso não é uma opinião, é um fato, certo?

No setor logística, a tecnologia e a automação têm uma presença cada vez mais relevante na cadeia de suprimentos, tanto que, hoje em dia, é muito difícil alcançar a alta performance e ter serviços competitivos e rentáveis, sem o suporte de softwares na gestão logística.

Por consequência, para suprir as demandas do novo mercado, uma ampla gama de sistemas modernos foram desenvolvidos para cumprir com as etapas do fluxo de distribuição, promovendo maior integração, agilidade e eficiência. Como resultado, as atividades se tornam mais produtivas, econômicas e inteligentes.

Neste conteúdo vamos destacar programas que têm feito os gestores ganharem mais tempo para focar em estratégias empresariais e buscar formas de oferecer um diferencial para seus clientes, fortalecendo a imagem do negócio.

Top 5 softwares de gestão logística que você precisa conhecer

1. Sistemas de Gestão de Transportes (TMS)

O TMS, sigla para Transportation Management System, trata-se de um sistema de gestão voltado centralmente às atividades de transporte. O software é considerado indispensável para as rotinas de negócios que lidam com uma frota própria ou transportadoras.

Esta solução abrange diversas funções vantajosas, capazes de contribuir para o planejamento e otimização de processos logísticos. De modo geral, o software controla qualquer tipo de informação e tarefa relacionado ao transporte como:

  • gestão de frota;
  • otimização de carga e rotas;
  • auditoria de frete;
  • emissão de documentos e notas;
  • despacho e entregas;
  • entre outros.

Dessa maneira, através dele, com precisão,  a empresa percebe ganhos no seu dia a dia, por exemplo:

  • redução de custos;
  • aumento da visibilidade do negócio e de toda cadeia de transportes;
  • garantia da conformidade;
  • maior flexibilidade;
  • torna possível acompanhar os processos por meio de indicadores de desempenho, dando apoio às tomadas de decisão.

2. Sistemas de Gestão de Armazéns (WMS)

O foco do Warehouse Management System (WMS) é a gestão de armazéns e estoques, o software nada mais é que um sistema de logística que integra a cadeia de suprimentos (SCM – Supply Chain Management), e seu principal objetivo é o gerenciamento e a automatização de todos os processos logísticos que ocorrem em um armazém ou centro de distribuição. No fim, as equipes se tornam mais produtivas e diversas tarefas operacionais são aprimoradas. Entre suas tantas funcionalidades do WMS, podemos destacar:

  • inventário de materiais;
  • separação de pedidos (picking);
  • controle de portaria;
  • endereçamento de encomendas;
  • estocagem;
  • recebimento e averiguação de cargas;
  • embalagem, carregamento e expedição;
  • emissão de notas fiscais;
  • gestão do fluxo de informações administrativas;
  • entre outros. 

Com isso, houve uma revolução nos setores que demandam logística eficiente. Se antes o controle era feito manualmente, a partir dessa solução o próprio software assume total controle do estoque, desde o momento da chegada de um produto, até a etapa de expedição. O resultado? Diminuição de falhas nos processos logísticos e redução de custos, mas a lista não para por aí, além disso:

  • Otimização do tempo gasto;
  • Organização de todos os processos internos;
  • Controle da entrada e saída de produtos;
  • Planejamento de recursos;
  • Melhoria na comunicação;
  • Controle e abastecimento da linha de produção;

O sistema WMS na logística se conecta a um banco de dados, ali são registrados toda e qualquer movimentação que acontece dentro do armazém, tudo é mediado a partir do uso de códigos de barras, QR codes ou sensores automáticos. Algumas atividades realizadas pelo software, capaz de reduzir falhas importantes na logística:

  • Registra entrada e saída de mercadorias;
  • Atualizar o inventário com informações gerais sobre os produtos, como data de validade, peso, dimensões e número de lote;
  • Impulsiona a organização do estoque, com base na demanda, otimizando o espaço disponível;
  • Fornece relatórios atualizados sobre o status dos produtos no armazém.

3. Sistema de Rastreamento de Entregas

Algumas inovações conhecidas, como o GPS (Global Positioning System) — que permite localizar algum móvel ou dispositivo via satélite — transformaram a logística moderna. 

A principal função do da ferramenta de Rastreamento de Entregas é alcançar uma boa experiência de compra, tanto para o cliente quanto para a empresa. 

Através dele, é possível conferir, em tempo real, a localização de uma carga e o status da remessa. 

Para os gestores, ele é um aliado por ser um apoio na hora de acompanhar a qualidade do trabalho de profissionais remotos, conferir o fluxo das entregas, identificar não conformidades, erros e problemas.

Para os consumidores, é uma excelente maneira de deixá-lo tranquilo e seguro do andamento da compra. Afinal, ele recebe alertas sobre a situação de seu pedido. Se algum imprevisto acontecer, a transportadora consegue se comunicar com facilidade com o condutor e avisar o usuário final sobre algum imprevisto ou atraso. São ações importantes para fortalecer a confiabilidade, a segurança e o controle que os consumidores modernos tanto prezam. 

4. Sistemas de Roteirização

O e-commerce consolidado no mercado, permitiu que a demanda pelo sistema de cargas fracionadas — no qual um mesmo veículo faz entregas para diferentes clientes em um mesmo trajeto — aumentasse de maneira considerável.

Simultaneamente a isso, o trânsito intenso nas grandes capitais, bem como os crescentes perigos nas estradas são aspectos que chamam atenção dos gestores para a necessidade do planejamento de rotas.

A elaboração de mapas de entrega otimizados é um grande diferencial no quesito custo e cumprimento de prazo, e é uma das oportunidades que as novas tendências oferecem. Nesse sentido, sistemas conhecidos como Roteirizadores são os que cumprem a função de calcular a quilometragem e elaborar os melhores trajetos para os motoristas de transporte logístico. A empresa fornece os dados sobre suas entregas no sistema e escolhe seus critérios de preferência. A partir da roteirização de entrega é possível traçar as rotas considerando detalhes como:

  • percurso mais curto;
  • gasto com combustível;
  • quantidade de pedágios na via;
  • histórico de assaltos e acidentes em determinadas estradas;
  • volume de entregas;
  • pontos de carga e descarga;
  • restrições de horário e exigências dos clientes;
  • custo do trajeto;
  • entre muitos outros.

Na prática, o Roteirizador funciona como um instrumento capaz de agregar valor à organização de rotas, distribuição e carregamento de cargas. O gestor de logística, por meio dessas soluções, passa a ter mais controle sobre os processos logísticos, percorrendo por detalhes sobre como as entregas serão feitas e todas as condições da viagem, podendo transferir despesas e recursos com maior eficiência, tendo todo o controle, também, da cadeia de suprimentos.

5. Sistema de Gestão Empresarial (ERP)

O ERP tem propostas completas para negócios modernos. 

A sigla tem origem no seu significado, que é Enterprise Resource Planning. Atualmente, muitas empresas fazem uso desta soluções, nos mais variados setores, e é composta por módulos. Sendo assim, é possível integrar outros programas como o TMS ou o WMS. Ou seja, seus processos logísticos são centralizados a partir de uma única solução. 

Por consequência, um dos maiores benefícios do ERP é a capacidade de integração logística, o que favorece a troca de informações entre setores e parceiros.

Se tratando dos softwares que potencializam a gestão logística, a lista é longa e sempre está atualizando. No entanto, vale considerar que todas apresentam excelentes vantagens e vão auxiliar seu negócio a alcançar outro patamar e ter mais lucros. 

A Pier 8 tem soluções em logística para seu negócio, como a integração de sistemas como WMS e ERP. Entre em contato



Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
plataforma
gestão
logística

Top 5 softwares para gestão logística

Nenhuma empresa, independentemente do setor, sobrevive sem tecnologia e automação nos dias atuais. 

Isso não é uma opinião, é um fato, certo?

No setor logística, a tecnologia e a automação têm uma presença cada vez mais relevante na cadeia de suprimentos, tanto que, hoje em dia, é muito difícil alcançar a alta performance e ter serviços competitivos e rentáveis, sem o suporte de softwares na gestão logística.

Por consequência, para suprir as demandas do novo mercado, uma ampla gama de sistemas modernos foram desenvolvidos para cumprir com as etapas do fluxo de distribuição, promovendo maior integração, agilidade e eficiência. Como resultado, as atividades se tornam mais produtivas, econômicas e inteligentes.

Neste conteúdo vamos destacar programas que têm feito os gestores ganharem mais tempo para focar em estratégias empresariais e buscar formas de oferecer um diferencial para seus clientes, fortalecendo a imagem do negócio.

Top 5 softwares de gestão logística que você precisa conhecer

1. Sistemas de Gestão de Transportes (TMS)

O TMS, sigla para Transportation Management System, trata-se de um sistema de gestão voltado centralmente às atividades de transporte. O software é considerado indispensável para as rotinas de negócios que lidam com uma frota própria ou transportadoras.

Esta solução abrange diversas funções vantajosas, capazes de contribuir para o planejamento e otimização de processos logísticos. De modo geral, o software controla qualquer tipo de informação e tarefa relacionado ao transporte como:

  • gestão de frota;
  • otimização de carga e rotas;
  • auditoria de frete;
  • emissão de documentos e notas;
  • despacho e entregas;
  • entre outros.

Dessa maneira, através dele, com precisão,  a empresa percebe ganhos no seu dia a dia, por exemplo:

  • redução de custos;
  • aumento da visibilidade do negócio e de toda cadeia de transportes;
  • garantia da conformidade;
  • maior flexibilidade;
  • torna possível acompanhar os processos por meio de indicadores de desempenho, dando apoio às tomadas de decisão.

2. Sistemas de Gestão de Armazéns (WMS)

O foco do Warehouse Management System (WMS) é a gestão de armazéns e estoques, o software nada mais é que um sistema de logística que integra a cadeia de suprimentos (SCM – Supply Chain Management), e seu principal objetivo é o gerenciamento e a automatização de todos os processos logísticos que ocorrem em um armazém ou centro de distribuição. No fim, as equipes se tornam mais produtivas e diversas tarefas operacionais são aprimoradas. Entre suas tantas funcionalidades do WMS, podemos destacar:

  • inventário de materiais;
  • separação de pedidos (picking);
  • controle de portaria;
  • endereçamento de encomendas;
  • estocagem;
  • recebimento e averiguação de cargas;
  • embalagem, carregamento e expedição;
  • emissão de notas fiscais;
  • gestão do fluxo de informações administrativas;
  • entre outros. 

Com isso, houve uma revolução nos setores que demandam logística eficiente. Se antes o controle era feito manualmente, a partir dessa solução o próprio software assume total controle do estoque, desde o momento da chegada de um produto, até a etapa de expedição. O resultado? Diminuição de falhas nos processos logísticos e redução de custos, mas a lista não para por aí, além disso:

  • Otimização do tempo gasto;
  • Organização de todos os processos internos;
  • Controle da entrada e saída de produtos;
  • Planejamento de recursos;
  • Melhoria na comunicação;
  • Controle e abastecimento da linha de produção;

O sistema WMS na logística se conecta a um banco de dados, ali são registrados toda e qualquer movimentação que acontece dentro do armazém, tudo é mediado a partir do uso de códigos de barras, QR codes ou sensores automáticos. Algumas atividades realizadas pelo software, capaz de reduzir falhas importantes na logística:

  • Registra entrada e saída de mercadorias;
  • Atualizar o inventário com informações gerais sobre os produtos, como data de validade, peso, dimensões e número de lote;
  • Impulsiona a organização do estoque, com base na demanda, otimizando o espaço disponível;
  • Fornece relatórios atualizados sobre o status dos produtos no armazém.

3. Sistema de Rastreamento de Entregas

Algumas inovações conhecidas, como o GPS (Global Positioning System) — que permite localizar algum móvel ou dispositivo via satélite — transformaram a logística moderna. 

A principal função do da ferramenta de Rastreamento de Entregas é alcançar uma boa experiência de compra, tanto para o cliente quanto para a empresa. 

Através dele, é possível conferir, em tempo real, a localização de uma carga e o status da remessa. 

Para os gestores, ele é um aliado por ser um apoio na hora de acompanhar a qualidade do trabalho de profissionais remotos, conferir o fluxo das entregas, identificar não conformidades, erros e problemas.

Para os consumidores, é uma excelente maneira de deixá-lo tranquilo e seguro do andamento da compra. Afinal, ele recebe alertas sobre a situação de seu pedido. Se algum imprevisto acontecer, a transportadora consegue se comunicar com facilidade com o condutor e avisar o usuário final sobre algum imprevisto ou atraso. São ações importantes para fortalecer a confiabilidade, a segurança e o controle que os consumidores modernos tanto prezam. 

4. Sistemas de Roteirização

O e-commerce consolidado no mercado, permitiu que a demanda pelo sistema de cargas fracionadas — no qual um mesmo veículo faz entregas para diferentes clientes em um mesmo trajeto — aumentasse de maneira considerável.

Simultaneamente a isso, o trânsito intenso nas grandes capitais, bem como os crescentes perigos nas estradas são aspectos que chamam atenção dos gestores para a necessidade do planejamento de rotas.

A elaboração de mapas de entrega otimizados é um grande diferencial no quesito custo e cumprimento de prazo, e é uma das oportunidades que as novas tendências oferecem. Nesse sentido, sistemas conhecidos como Roteirizadores são os que cumprem a função de calcular a quilometragem e elaborar os melhores trajetos para os motoristas de transporte logístico. A empresa fornece os dados sobre suas entregas no sistema e escolhe seus critérios de preferência. A partir da roteirização de entrega é possível traçar as rotas considerando detalhes como:

  • percurso mais curto;
  • gasto com combustível;
  • quantidade de pedágios na via;
  • histórico de assaltos e acidentes em determinadas estradas;
  • volume de entregas;
  • pontos de carga e descarga;
  • restrições de horário e exigências dos clientes;
  • custo do trajeto;
  • entre muitos outros.

Na prática, o Roteirizador funciona como um instrumento capaz de agregar valor à organização de rotas, distribuição e carregamento de cargas. O gestor de logística, por meio dessas soluções, passa a ter mais controle sobre os processos logísticos, percorrendo por detalhes sobre como as entregas serão feitas e todas as condições da viagem, podendo transferir despesas e recursos com maior eficiência, tendo todo o controle, também, da cadeia de suprimentos.

5. Sistema de Gestão Empresarial (ERP)

O ERP tem propostas completas para negócios modernos. 

A sigla tem origem no seu significado, que é Enterprise Resource Planning. Atualmente, muitas empresas fazem uso desta soluções, nos mais variados setores, e é composta por módulos. Sendo assim, é possível integrar outros programas como o TMS ou o WMS. Ou seja, seus processos logísticos são centralizados a partir de uma única solução. 

Por consequência, um dos maiores benefícios do ERP é a capacidade de integração logística, o que favorece a troca de informações entre setores e parceiros.

Se tratando dos softwares que potencializam a gestão logística, a lista é longa e sempre está atualizando. No entanto, vale considerar que todas apresentam excelentes vantagens e vão auxiliar seu negócio a alcançar outro patamar e ter mais lucros. 

A Pier 8 tem soluções em logística para seu negócio, como a integração de sistemas como WMS e ERP. Entre em contato



Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?