Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
15
08
2021

Softwares de gestão logística podem reduzir custos em seu negócio

Tag
logística
gestão
gestão de logística

A crise econômica despertou ainda mais a disputa pela preferência do consumidor. 

Gestores modernos devem ter em mente que o comportamento do consumidor mudou com o passar dos anos, pode-se dizer que, hoje, eles estão mais seletivos e exigentes na hora de fechar negócios

Assim, é necessário compreender que é hora de acompanhar as mudanças nos negócios. Conquistar a fidelidade de um cliente exige inovação e estratégias inteligentes.

3 Softwares de gestão logística para reduzir custos 

Inicialmente, pode até parecer estranho a ideia de reduzir custos na logística a partir do investimento em automação, afinal, demanda dinheiro. Contudo, estar alinhado com tecnologias e automação de processos é uma maneira inteligente de reduzir gastos.

Não se esqueça que o investimento inicial necessário para a compra de softwares e outras ferramentas e recursos tecnológicos será compensado a longo prazo. 

Ao compactuar com tecnologias para a logística, seu negócio se tornará muito mais eficiente e seguro, livre de falhas humanas e processos lentos. A automação dos processos logísticos envolve tarefas administrativas e operacionais. Diante disso, você adotará uma execução de atividades padronizadas, o resultado será um ritmo de trabalho contínuo e ágil.

Atualmente, as ferramentas tecnológicas de gestão logística vêm possibilitando maior ganho de tempo e produtividade aos negócios que dependem da logística. Dessa forma, são aliadas estratégicas para a otimização da operação de transporte e armazenamento, entre outras funções da atividade.

O TMS, ERP e WMS estão entre essas soluções, acompanhe neste conteúdo as principais diferenças entre as técnicas. 

1. Sistemas de Gestão de Transportes (TMS)

O TMS, sigla para Transportation Management System, trata-se de um sistema de gestão voltado centralmente às atividades de transporte. O software é considerado indispensável para as rotinas de negócios que lidam com uma frota própria ou transportadoras.

Esta solução abrange diversas funções vantajosas, capazes de contribuir para o planejamento e otimização de processos logísticos. De modo geral, o software controla qualquer tipo de informação e tarefa relacionado ao transporte como:

  • gestão de frota;
  • otimização de carga e rotas;
  • auditoria de frete;
  • emissão de documentos e notas;
  • despacho e entregas;
  • entre outros.

Dessa maneira, através dele, com precisão,  a empresa percebe ganhos no seu dia a dia, por exemplo:

  • redução de custos;
  • aumento da visibilidade do negócio e de toda cadeia de transportes;
  • garantia da conformidade;
  • maior flexibilidade;
  • torna possível acompanhar os processos por meio de indicadores de desempenho, dando apoio às tomadas de decisão.

2. Sistema de Gestão Empresarial (ERP)

O ERP tem propostas completas para negócios modernos. 

A sigla tem origem no seu significado, que é Enterprise Resource Planning. Atualmente, muitas empresas fazem uso desta soluções, nos mais variados setores, e é composta por módulos. Sendo assim, é possível integrar outros programas como o TMS ou o WMS. Ou seja, seus processos logísticos são centralizados a partir de uma única solução. 

Por consequência, um dos maiores benefícios do ERP é a capacidade de integração logística, o que favorece a troca de informações entre setores e parceiros.

Se tratando dos softwares que potencializam a gestão logística, a lista é longa e sempre está atualizando. No entanto, vale considerar que todas apresentam excelentes vantagens e vão auxiliar seu negócio a alcançar outro patamar e ter mais lucros.

Principais funções oferecidas pelo ERP:

  • Automação de tarefas manuais, como consequência há um aumento da agilidade nos processos internos;
  • Organização, controle e padronização de processos logísticos;
  • Redução de erros e eliminação de retrabalho;
  • Redução de custos logísticos;
  • Melhorias na organização fiscal e financeira;
  • Aprimoramento dos custos de estoque e do fluxo de caixa;
  • Otimização dos relatórios de negócios;
  • Entre outros.

3. Sistemas de Gestão de Armazéns (WMS) 

Por outro lado, o WMS é um software exclusivo para o gerenciamento do armazém, otimização dos processos intra logísticos e do fluxo de materiais. Este sistema de gestão logística auxilia na gestão cotidiano de toda a operação interna de um negócio, indo desde o direcionamento e controle dos recursos, execução das tarefas até o acompanhamento do desempenho. O WMS rastreia a movimentação de todas as mercadorias, fornecendo assim a inteligência necessária para otimizar o estoque e os processos logísticos, tendo como base informações em tempo real. Com o WMS, é possível:

  • analisar os dados;
  • analisar os status; 
  • analisar o lote;
  • analisar datas;
  • analisar validade;
  • analisar dimensões;
  • acesso a localização no estoque;
  • entre outras informações essenciais.

Os registros desses dados, hoje em dia, é o que faz toda a diferença nos processos logísticos, basta lembrar que os consumidores modernos mudaram totalmente seus comportamentos, e estão mais exigentes. Necessitam de informações precisas. Dessa forma, o sistema é capaz de determinar o melhor endereçamento, além de direcionar o picking, as movimentações internas, a expedição e o carregamento. Além disso, outra vantagem do WMS é que ele também oferece suporte na realização de inventários periódicos. Podemos dizer então que o sistema de gestão de armazéns atua o tempo todo com o objetivo de otimizar o uso dos recursos (pessoas, equipamentos e área), reduzir erros e retrabalhos, aumentar a produtividade da operação, garantir um correto controle de qualidade e a saúde na gestão de estoque.

Principais ganhos oferecidos pelo WMS 

  • Melhorias em torno do controle do estoque;
  • Melhorias no aproveitamento do espaço interno;
  • Melhores no tempo de processamento de pedidos;
  • Maior rastreabilidade;
  • Diminuição de perdas e redução de custos logísticos;
  • Eliminação de erros e retrabalhos;
  • Análise de desempenho em tempo real.

Por fim, é importante considerar que, para uma logística eficiente, integrar as soluções é o melhor caminho. Por exemplo, o ERP e o WMS são dois softwares que juntos se complementam,  e assim podem potencializar a gestão logística atingindo todos os setores. WMS é essencial para negócios voltados para a cadeia de suprimentos. Já o ERP é capaz de aumentar de maneira significativa a capacidade de processamento de pedidos, afinal, aumenta a velocidade do picking, na armazenagem logística e em todas as outras movimentações dentro de uma armazenagem logística. 

Gostou do conteúdo? 

Continue acompanhando nosso blog para receber mais dicas para seu negócio. 



Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
logística
gestão
gestão de logística

Softwares de gestão logística podem reduzir custos em seu negócio

A crise econômica despertou ainda mais a disputa pela preferência do consumidor. 

Gestores modernos devem ter em mente que o comportamento do consumidor mudou com o passar dos anos, pode-se dizer que, hoje, eles estão mais seletivos e exigentes na hora de fechar negócios

Assim, é necessário compreender que é hora de acompanhar as mudanças nos negócios. Conquistar a fidelidade de um cliente exige inovação e estratégias inteligentes.

3 Softwares de gestão logística para reduzir custos 

Inicialmente, pode até parecer estranho a ideia de reduzir custos na logística a partir do investimento em automação, afinal, demanda dinheiro. Contudo, estar alinhado com tecnologias e automação de processos é uma maneira inteligente de reduzir gastos.

Não se esqueça que o investimento inicial necessário para a compra de softwares e outras ferramentas e recursos tecnológicos será compensado a longo prazo. 

Ao compactuar com tecnologias para a logística, seu negócio se tornará muito mais eficiente e seguro, livre de falhas humanas e processos lentos. A automação dos processos logísticos envolve tarefas administrativas e operacionais. Diante disso, você adotará uma execução de atividades padronizadas, o resultado será um ritmo de trabalho contínuo e ágil.

Atualmente, as ferramentas tecnológicas de gestão logística vêm possibilitando maior ganho de tempo e produtividade aos negócios que dependem da logística. Dessa forma, são aliadas estratégicas para a otimização da operação de transporte e armazenamento, entre outras funções da atividade.

O TMS, ERP e WMS estão entre essas soluções, acompanhe neste conteúdo as principais diferenças entre as técnicas. 

1. Sistemas de Gestão de Transportes (TMS)

O TMS, sigla para Transportation Management System, trata-se de um sistema de gestão voltado centralmente às atividades de transporte. O software é considerado indispensável para as rotinas de negócios que lidam com uma frota própria ou transportadoras.

Esta solução abrange diversas funções vantajosas, capazes de contribuir para o planejamento e otimização de processos logísticos. De modo geral, o software controla qualquer tipo de informação e tarefa relacionado ao transporte como:

  • gestão de frota;
  • otimização de carga e rotas;
  • auditoria de frete;
  • emissão de documentos e notas;
  • despacho e entregas;
  • entre outros.

Dessa maneira, através dele, com precisão,  a empresa percebe ganhos no seu dia a dia, por exemplo:

  • redução de custos;
  • aumento da visibilidade do negócio e de toda cadeia de transportes;
  • garantia da conformidade;
  • maior flexibilidade;
  • torna possível acompanhar os processos por meio de indicadores de desempenho, dando apoio às tomadas de decisão.

2. Sistema de Gestão Empresarial (ERP)

O ERP tem propostas completas para negócios modernos. 

A sigla tem origem no seu significado, que é Enterprise Resource Planning. Atualmente, muitas empresas fazem uso desta soluções, nos mais variados setores, e é composta por módulos. Sendo assim, é possível integrar outros programas como o TMS ou o WMS. Ou seja, seus processos logísticos são centralizados a partir de uma única solução. 

Por consequência, um dos maiores benefícios do ERP é a capacidade de integração logística, o que favorece a troca de informações entre setores e parceiros.

Se tratando dos softwares que potencializam a gestão logística, a lista é longa e sempre está atualizando. No entanto, vale considerar que todas apresentam excelentes vantagens e vão auxiliar seu negócio a alcançar outro patamar e ter mais lucros.

Principais funções oferecidas pelo ERP:

  • Automação de tarefas manuais, como consequência há um aumento da agilidade nos processos internos;
  • Organização, controle e padronização de processos logísticos;
  • Redução de erros e eliminação de retrabalho;
  • Redução de custos logísticos;
  • Melhorias na organização fiscal e financeira;
  • Aprimoramento dos custos de estoque e do fluxo de caixa;
  • Otimização dos relatórios de negócios;
  • Entre outros.

3. Sistemas de Gestão de Armazéns (WMS) 

Por outro lado, o WMS é um software exclusivo para o gerenciamento do armazém, otimização dos processos intra logísticos e do fluxo de materiais. Este sistema de gestão logística auxilia na gestão cotidiano de toda a operação interna de um negócio, indo desde o direcionamento e controle dos recursos, execução das tarefas até o acompanhamento do desempenho. O WMS rastreia a movimentação de todas as mercadorias, fornecendo assim a inteligência necessária para otimizar o estoque e os processos logísticos, tendo como base informações em tempo real. Com o WMS, é possível:

  • analisar os dados;
  • analisar os status; 
  • analisar o lote;
  • analisar datas;
  • analisar validade;
  • analisar dimensões;
  • acesso a localização no estoque;
  • entre outras informações essenciais.

Os registros desses dados, hoje em dia, é o que faz toda a diferença nos processos logísticos, basta lembrar que os consumidores modernos mudaram totalmente seus comportamentos, e estão mais exigentes. Necessitam de informações precisas. Dessa forma, o sistema é capaz de determinar o melhor endereçamento, além de direcionar o picking, as movimentações internas, a expedição e o carregamento. Além disso, outra vantagem do WMS é que ele também oferece suporte na realização de inventários periódicos. Podemos dizer então que o sistema de gestão de armazéns atua o tempo todo com o objetivo de otimizar o uso dos recursos (pessoas, equipamentos e área), reduzir erros e retrabalhos, aumentar a produtividade da operação, garantir um correto controle de qualidade e a saúde na gestão de estoque.

Principais ganhos oferecidos pelo WMS 

  • Melhorias em torno do controle do estoque;
  • Melhorias no aproveitamento do espaço interno;
  • Melhores no tempo de processamento de pedidos;
  • Maior rastreabilidade;
  • Diminuição de perdas e redução de custos logísticos;
  • Eliminação de erros e retrabalhos;
  • Análise de desempenho em tempo real.

Por fim, é importante considerar que, para uma logística eficiente, integrar as soluções é o melhor caminho. Por exemplo, o ERP e o WMS são dois softwares que juntos se complementam,  e assim podem potencializar a gestão logística atingindo todos os setores. WMS é essencial para negócios voltados para a cadeia de suprimentos. Já o ERP é capaz de aumentar de maneira significativa a capacidade de processamento de pedidos, afinal, aumenta a velocidade do picking, na armazenagem logística e em todas as outras movimentações dentro de uma armazenagem logística. 

Gostou do conteúdo? 

Continue acompanhando nosso blog para receber mais dicas para seu negócio. 



Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?