Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
16
07
2020

Quero abrir uma loja virtual! O que eu tenho que fazer?

e-commerce
loja virtual
e-commerce brasileiro

Primeiramente, é necessário compreender que a forma que se planeja um e-commerce é bem diferente de uma loja física. Um dos grandes erros dos que começam a montar uma loja online é seguir passos de se criar uma loja física e tentar adaptá-los na loja virtual.

O resultado acaba sendo frustração por não conseguir alcançar os objetivos, e como consequência, terminam por abandonar o plano inicial de montar um negócio na internet

Em uma loja virtual, a maneira que você a constrói deve ser pensada para gerar boas experiências aos clientes, de modo que eles voltem a comprar com você. Como ele vai chegar até a sua loja e navegar sozinho por ela, tudo precisa ser fácil encontrar tudo o que ele precisa.

Mas não se preocupe. Nesse artigo, vamos apresentar um passo a passo descomplicado para abrir uma loja virtual do zero. Boa leitura! 

Como abrir uma loja virtual do zero

Quero abrir uma loja virtual! O que eu tenho que fazer?

1) Defina um nome para a sua loja virtual

Esta informação pode parecer simples, e até mesmo óbvia, mas toda loja virtual precisa de um nome. Mas a questão aqui é que o nome que você escolher deve ser diferente dos que já existem na internet.

Diferente das lojas físicas, em que é possível encontrar inúmeros lojas com o mesmo nome e isso não interferir muito na hora das vendas, o nome da sua loja virtual precisa ser único.

Afinal, além de se destacar da concorrência, é necessário que o nome que o nome escolhido esteja disponível no domínio de seu e-commerce e nas redes sociais

Por exemplo, se você escolher um nome que já é utilizado por outro e-commerce, você não vai conseguir criar um site personalizado, com o seu nome na URL. Além disso, é bem provável que esse nome também esteja sendo usado nas redes sociais.

O que vai dificultar muito na hora que você for criar perfis nessas plataformas, isso porque você não vai conseguir. Tenha em mente que as pessoas precisam te encontrar não só no e-commerce, porém também em outras redes. Se você abre uma loja virtual deve pensar também nos outros canais.

Dica: é importante ter um nome original, use a criatividade e fujas dos nomes parecidos com outros e-commerces. Isso também pode confundir o seu público. 

2) Faça uma identidade visual para a sua loja

Já com o nome definido, comece a planejar a identidade visual do seu negócio. Escolha as cores que vão compor a sua marca e o logotipo. 

É essencial que você defina isso tudo para que, no momento de montar a sua loja virtual do zero, siga esses padrões. A identidade visual é essencial, afinal, quando um cliente chega no seu site, ele vai sentir mais confiança se o seu e-commerce tiver uma aparência mais profissional.

Você pode também contratar um designer para criar um logotipo para você. Porém, se não for possível, a dica é que você use o Canva

3) Registrar o seu domínio

Quero abrir uma loja virtual! O que eu tenho que fazer?

Você já definiu o nome da loja virtual, e viu também que trata-se de um nome original e inconfundível, não é mesmo? 

Perfeito! Agora é a hora de fazer o registro! 

A sugestão é que você registre esse endereço tanto com o “.com” como no “.com.br”. Registrar esses dois é essencial, afinal, muitos clientes acabam digitando errado, se você tiver apenas um deles. 

Além disso, esta ação irá evitar que, no futuro, alguém que tenha escolhido um nome igual ao teu use algum dos dois. Esse registro é válido por 1 ano e você deve renová-lo anualmente para não perder esses domínios. 

Atenção: se você não fazer a renovação corre o risco de alguém pegar o seu domínio. 

4) Conecte o seu domínio com a sua Loja Virtual

Agora que você tem o registro do endereço do site, é necessário fazer a integração da loja virtual.  Cada e-commerce tem a sua própria forma de integrar com o domínio. Portanto, essa etapa deve ser vista na plataforma da sua loja.

5) Organize a sua Loja Virtual

A estrutura da sua loja virtual está pronta e, nessa etapa, é necessário organizar os produtos como se fosse em “prateleiras”.

Para isso, crie categorias e subcategorias dentro da sua loja virtual para colocar os produtos. Saiba de uma coisa, quanto mais simples for a distribuição das categorias, mais fácil será  a navegação do seu cliente pelo e-commerce. 

Busque sempre pensar como que o seu consumidor pode encontrar o produto de maneira mais intuitiva e rápida. Nessa etapa, além das categorias, pense também na descrição dos seus produtos na loja virtual. Evite colocar somente as especificações como as medidas, porque o seu cliente quer mais do que isso, principalmente o consumidor moderno

Faça descrições personalizadas, que conectem o consumidor com o produto. Conte uma história, mostre os feedbacks de pessoas que compraram aquele produto com você. 

Não se esqueça de adicionar imagens de boa qualidade e que mostre cada detalhe do produto. Uma ótima maneira de mostrar o produto é produzir vídeos para ensinar como se usa, mostrar os diferenciais. Uma loja virtual bem organizada e com bastante informação gera uma ótima experiência ao cliente, além de mostrar que o seu negócio é profissional.

6) Configure os meios de pagamento

Feito os processos acima, o próximo passo é configurar o meio de pagamento da sua loja virtual. Para começar, a melhor alternativa é optar pelos meios de pagamento que já estão validados na internet e as pessoas confiam, como PagSeguro, Mercado Pago ou PayPal.

Esses serviços são conhecidos como intermediadores da transação de pagamento entre o consumidor e você. É bem simples usá-los, basta fazer um cadastro em uma das instituições.

Através desses meios de pagamento, é possível oferecer aos seus clientes o parcelamento sem juros, o que vai facilitar o cotidiano deles. Além disso, também pode dar a possibilidade de pagar à vista no boleto para quem não tiver cartão de crédito e débito. 

Os meios de pagamento são essenciais na decisão de compra do consumidor. Não desconsidere essa questão crucial da sua loja virtual, dê ao cliente o máximo de segurança e conforto na hora de pagar.

7) Configure os Meios de Envio

Quero abrir uma loja virtual! O que eu tenho que fazer?

Essa etapa tem tudo a ver com a configuração da logística da sua loja virtual. É ela que vai definir o valor do frete para o seu cliente.

Há inúmeras maneiras de fazer a entrega dos produtos. Normalmente, as plataformas de lojas virtuais já oferecem a opção de envios pelos Correios como padrão.

Mas você também pode configurar para alguma transportadora particular que você já tenha contrato. É só adicionar ela na plataforma.

8) Adapte a sua Loja para o Mobile

O número de vendas feitas por meio dos smartphones cresce cada vez mais, e uma certeza é que o número de vendas online aumentou ainda mais em decorrência da pandemia

Pessoas que não compravam via mobile tiveram que se adaptar. Nesse sentido, é muito importante que você configure a sua loja virtual de forma que seus clientes também possam chegar nela pelo celular.

O ideal é que você busque compreender como funciona essa configuração na plataforma da sua loja virtual. É essencial que o site seja responsivo.

9) Faça testes na sua Loja Virtual

Tendo feito a configuração dos itens básicos da sua loja virtual, é a hora de fazer um teste para ver se está tudo certo.

Faça o passo a passo, como se você um cliente. Entre no site, navegue pelas categorias, vá adicionando os itens no carrinho para ter certeza que todo esse processo está funcionando da maneira correta. 

Por último, teste os pagamentos. Faça pedidos e teste cada uma das formas de pagamento que tem lá, seja por boletos ou por cartões. Esse teste é essencial e muitas pessoas acabam ignorando. 

Faça pedidos simples, coloque algum produto por um preço muito barato, como 5 reais. Vá em cada meio de pagamento e pague por esses pedidos, também observe se a compra foi realizada e também se o dinheiro caiu na sua conta.

10) Obtenha um Certificado Digital

O certificado digital é importante pois oferece uma licença para que você possa emitir notas fiscais eletrônicas das vendas que você realiza. É um documento obrigatório para a sua empresa, é com ele que você consegue despachar os seus produtos.

Trata-se basicamente de um arquivo eletrônico que garante a autenticidade e proteção das informações trocadas entre você e seu cliente. O contrato desse certificado é feito                                                    por um período de, no mínimo, 1 ano.

11) Contrate um Sistema de ERP

O ERP é um sistema de gestão que permite integrar todos os aspectos do seu negócio em somente um local. Ali, você encontra todas as informações sobre as vendas, o estoque, recursos humanos e a seção financeira da sua loja virtual.

Abrir uma loja virtual utilizando um sistema de ERP vai te ajudar muito a organizar a sua loja virtual, pois você terá uma visão geral de tudo o que está acontecendo. Isso reduz bastante o tempo que você perderia voltar o olhar parte por parte para administrar a sua loja.

Além disso, os relatórios gerados por esse sistema irão te dar informações mais direcionadas para que você crie estratégias melhores para vendas.

12) Divulgue a sua Loja Virtual

Quero abrir uma loja virtual! O que eu tenho que fazer?

Depois de seguir todos esses passos, percebeu que a sua loja virtual está funcionando perfeitamente? 

Pronto! Agora é a hora de começar a colocar seu ‘’bloco na rua’’. Ou seja, divulgar. Afinal, as pessoas precisam saber que a sua loja virtual existe. Para isso, invista em anúncios, marketing e redes sociais.

Busque estar presente nas redes sociais do seu negócio para criar conteúdos relevantes que atraiam o seu público. Lá, você também vai poder direcionar a sua audiência para a sua loja virtual. 

Além disso, as técnicas de SEO (otimização para sites) são sempre importantes de aplicar, afinal, elas vão fazer com que as pessoas que buscam pelo seu produto, o encontrem de maneira mais rápida através dos motores de busca, como o Google. 

13) Terceirização de Logística com a Pier 8

Algumas das vantagens de terceirizar a logística de seu e-commerce com a Pier 8:

  • Diminuição nos custos de estoque;
  • Menos pessoas de sua equipe alocada;
  • Know-how do parceiro serviço de mais qualidade;
  • Redução no preço final do frete segurança prazos. 

Independentemente da operação, seja ela terceirizada ou interna, utilize essas dicas em seu processo de fulfillment. Essas estratégias irão te ajudar a reduzir custos e otimizar sua gestão na loja virtual.

  1. Picking & Packing: Todo o nosso processo de picking é feito por código de barras e dupla conferência. No packing atendemos o que o seu produto precisar. 
  2. Transporte: Pelo grande volume de vendas feito por nossos clientes possuímos condições diferenciadas de frete para reduzir seus custos e do cliente final. 
  3. WMS: Temos parceria com diversas Plataformas de ERP, assim conseguimos integrar seus pedidos em nossa plataforma de forma simples e automatizada.
  4. Segurança: Seu produto na Pier8 é nossa responsabilidade. Trabalhamos somente com produtos com NF e Seguro. 
  5. 100% Online: Sua ferramenta de gestão é 100% online, onde você consegue acompanhar todas as etapas do seu processo.

Essas são somente algumas das vantagens que a terceirização de logística para a sua virtual. Entre em contato com a gente, vamos ser parceiros! 

Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?