Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
19
02
2020

Quais as melhores práticas de logística na loja virtual

e-commerce
loja virtual
logística

Considerada uma área crítica com a qual você definitivamente deve se preocupar, a logística em loja virtual eficiente é crucial. Afinal, é a partir dela que você consegue garantir a eficiência das entregas aos consumidores! Sem contar que a logística ainda contribui para uma boa gestão financeira e é parte fundamental da experiência do cliente, o que impacta na satisfação geral com o e-commerce.


Para quem ainda está começando, isso pode parecer um processo fácil, acredite: conforme suas vendas aumentam, tudo vai se tornando mais complexo. Diante disso, a exigência de planejamento e a precisão no controle de cada etapa só aumentam. Pensando nisso, o melhor mesmo é começar com tudo em dia, implementando melhores práticas de logística na loja virtual desde o início. Confira neste artigo as melhores práticas de logística!


Vamos lá!

Leia também: Quais são os benefícios da Pier 8 para sua loja virtual

Quais são as melhores práticas de logística na loja virtual

Quais as melhores práticas de logística na loja virtual

1. Seleção de fornecedores

Não é sempre que o fornecedor mais barato ou aquele que é amigo do seu amigo é o ideal. Você deve pensar na qualidade dos produtos e na percepção de valor dos seus clientes. 


Um fornecedor que realmente é de qualidade é aquele que ajuda a gerar reputação para sua loja virtual. O melhor disso está diante do fato de que, fazendo uma boa escolha nesse âmbito, seus problemas com produtos defeituosos, danificados ou com prazo de validade vencido são eliminados. 


Outra vantagem em torno disso, ou seja, estabelecer um rigoroso processo de seleção de fornecedores, é que você poderá avaliar critérios como prazo de entrega, condições de pagamento, acordo de nível de serviço, além de outros requisitos. Com essas informações em mãos, poderá escolher os fornecedores mais vantajosos para fechar uma parceria.

2. Previsão de demandas

O que é melhor? 


Estoque cheio, meio cheio ou no limite? A decisão de quantos produtos manter em estoque deve ser feita com base na sua previsão de demandas (fluxo de vendas). Caso você venda somente 10 produtos Y por mês, por que ter 100 em estoque? Um estoque lotado gera custos adicionais de armazenamento e controle, e também deve-se considerar que reduz imediatamente seu fluxo de caixa, sem gerar lucratividade com a mesma agilidade. E é claro que isso impacta no financeiro do seu e-commerce!


Dessa forma, o melhor a ser feito é prever a saída de cada produto e manter um estoque baixo, que dê conta da demanda sem prejudicar nos resultados de vendas. Retomando nosso exemplo do parágrafo anterior, se tivesse 15 produtos Y em estoque, isso já estaria de bom tamanho.

3. Reposição dos produtos

Aproveitando o momento que estamos falando em previsão de demandas e na manutenção do estoque baixo para evitar custos que não têm necessidade, aqui vai uma dica muito importante: planeje a reposição do seu estoque com mais frequência ao invés de fazer pedidos grandes e mais espaçados. Nesse caso, é possível garantir uma precisão bem maior!


Você também pode integrar seu sistema de gestão de estoques com o sistema de vendas dos seus fornecedores, acionando-os sempre quando preciso, ou seja, que sua reserva atingir o limite mínimo de unidades. Diante disso, você nem sequer necessita se preocupar em ligar ou processar os pedidos, mantendo suas vendas em pé.

Leia também: Por que investir em Automação Logística

4. Organização do estoque

A organização de estoque é outra boa prática de logística em e-commerce que você deve adotar o quanto antes. Trata-se de uma tática simples que facilita bastante a separação dos pedidos, esse processo é conhecido por picking.


Nesse sentido, comece verificando quais são os produtos que possuem maior saída. Com essa lista em mãos, basta posicionar os mais vendidos à frente dos demais no estoque, o que vai facilitar a retirada. A lógica é simples: quanto mais ágil é o processo de separação de pedidos, igualmente mais ágil se torna sua entrega. E essa prontidão desperta uma percepção positiva por parte dos clientes, garantindo a boa experiência de compra

5. Oferta de frete

Quais as melhores práticas de logística na loja virtual

Você sabia que 81% dos e-commerces utiliza os serviços de envio dos Correios para ampliar sua capacidade de entrega? 


Nesse sentido, você pode estar localizado no Rio Grande do Sul e enviar um produto para o Tocantins sem problemas, por exemplo! Entretanto, será que não há outras formas de entrega mais interessantes para você.


Caso você faça entregas regionais, por exemplo, contratar os serviços de motoboys pode se tornar um diferencial diante da agilidade com que os produtos chegam até o consumidor. Por outro lado, se você comercializa para cidades vizinhas, contratos com transportadoras podem ser mais vantajosos que envios pelos Correios.


O grande segredo está em avaliar as opções de frete e diversificar as formas de envio tanto para melhorar sua capacidade de entrega como para flexibilizar os custos do frete. Aliás, vale destacar aqui que o valor do frete é um dos itens de maior importância para os consumidores de loja virtual.

6. Logística reversa

É muito importante entender que o consumidor de loja virtual é atraído por fotos e vídeos que nem sempre conseguem retratar a realidade. Dessa forma, a expectativa criada na compra pode ser totalmente frustrada no momento do recebimento. 


Nesse sentido, para melhorar o relacionamento e potencializar a retenção de clientes, você pode confiar no serviço de logística reversa, processo de devolução do produto do consumidor para a loja virtual. Ele é ofertado pelos Correios e funciona muito bem, sendo que você pode assumir o valor do transporte ou repassá-lo para o cliente. 

7. Sistema de gestão

A otimização de todo o processo logístico da loja virtual exige profissionais detalhistas e concentrados. Mas isso pode ser otimizado com sistemas de gestão para e-commerces, softwares que vêm equipados com funções de gestão de estoques, compras e logística em loja virtual.


A partir do uso dessa ferramenta, você consegue cadastrar os produtos com mais facilidade, assim como controla os pagamentos dos fornecedores sem mistérios, realiza pedidos de modo automático e gerencia sua cadeia logística com mais eficiência!

8. Treinamento da equipe

Quais as melhores práticas de logística na loja virtual

As vendas vão crescendo e o time também. Mas nem por isso você deve colocar as pessoas para trabalhar sem qualquer tipo de preparo, ok? Uma equipe bem treinada não só é mais produtiva e eficiente como tem facilidade para absorver os processos e até para sugerir melhorias.

Mesmo que você não tenha recursos de imediato para pagar cursos de capacitação, estimule sua equipe a acompanhar blogs sobre o tema e a buscar cursos gratuitos on-line! É fato: tem muita informação disponível na internet para que os profissionais se mantenham atualizados em relação às melhores práticas de logística em loja virtual.

9. Planejamento constante

É essencial que você tenha em mente que o planejamento logístico nunca acaba. Mesmo após a identificação de seus processos e criar os devidos fluxos de trabalho, é possível analisar de forma constante o desempenho da sua loja virtual e modificar os processos para que se tornem mais velozes e eficientes. Não pare no tempo. Afinal, seus consumidores não param!


Atente-se aos avanços da tecnologia. Afinal, até alguns anos atrás, ninguém pensaria em entregas em 24 horas no e-commerce ou em logística reversa, por exemplo. Mas as inovações em logística estão aí e os consumidores modernos estão de olho em quem facilita sua vida no momento de estabelecer processos eficientes de entrega no e-commerce.


Entre em contato conosco e vamos ser parceiros logísticos. Continue nos acompanhando e receba mais dicas para seu negócio. 


Até a próxima! 

Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?