Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
11
06
2021

Principais obstáculos na operação logística

Tag
logística
logística 4.0

O trajeto que uma mercadoria faz tem como destino final o consumidor, passando esta etapa, o responsável por acompanhar esse processo finalmente dá o visto, assim é atestado que o produto foi realmente entregue. 

No entanto, poucos sabem que esta é uma jornada desafiadora para muitos profissionais no Brasil, pois há muitos gargalos a serem considerados, como as estradas que torna o caminho mais difícil e aumentam os custos, as greves trabalhistas que param o país e os altos custos com combustível que encarecem muito o serviço. 

A boa notícia é que estamos na era informacional, de grandes soluções tecnológicas, a logística 4.0, por exemplo, têm estratégias que potencializam os processos logísticos, evitando falhas e reduzindo custos. A Pier 8 oferece as melhores soluções para minimizar os impactos dos obstáculos na operação logística

5 Obstáculos na operação logística

1- Mobilidade nas capitais

Os desafios de mobilidade das grandes cidades são responsáveis por afetar frontalmente a logística de transporte de cargas no Brasil. O trânsito é um dos elementos óbvios para isso acontecer, como as ruas estreitas que mal são capazes de suportar um caminhão. Além disso, ainda há situações em que a inexistência de área adequada para carga e descarga atrapalham os profissionais, bem como diferentes regras e restrições de circulação, que por serem tão rigorosas podem gerar multas para as transportadoras.

2- Custo operacional nas cidades do interior

Diferente da mobilidade urbana, no interior esse não é um fator problema, por outro lado, há os próprios desafios à logística. Os acessos são precários, o que gera um custo operacional maior, sem contar que essas cidades geralmente têm baixa densidade populacional. Ou seja, o número de entregas nesses municípios é menor e, por isso, gera um custo muito elevado. Uma vez que o Brasil seja um país com dimensões continentais, poucos aeroportos e péssimas estradas para acessar essas cidades se torna um desafio que demanda tempo e dinheiro, pois elevam-se ambos fatores.

3- Transporte aéreo restrito

O transporte via solução aérea é uma alternativa às rodovias. Porém, muitas operadoras logísticas no Brasil não podem contar com esse meio de transporte, pois são poucas as companhias que têm uma área realmente estruturada para transporte de cargas.

Por outro lado, ainda há o quesito desse ser um serviço custoso e que, muitas vezes, enfrenta a demora de processos de fiscalização e liberação das mercadorias para coleta nos aeroportos, além disso, há ainda a infraestrutura debilitada de grande parte dos aeroportos brasileiros.

4- Insegurança jurídica

Por existir regras rigorosas no setor de logística, há dificuldades em impulsionar o trabalho das empresas e traz insegurança jurídica para as operações logísticas. Isso acontece porque a legislação exige monitoramento e registro eletrônico de cada deslocamento da mercadoria por meio da empresa. Devido a isso, muitos negócios acabam sendo mais do que transportadoras ou armazéns logísticos, mas também se colocam com expertise em tecnologia da informação, processos e consultorias fiscais.

5- Controle de estoque

Quando não é feita corretamente, a gestão do estoque pode se tornar um grande gargalo logístico. Alguns desafios como pedidos incorretos, informações divergentes e falta de produtos podem gerar atrasos no carregamento e, como consequência, há impacto em toda a rota de entregas. É fundamental, nesse caso, que os negócios modernos tenham processos adequados e eficientes para que os processos sejam fluidos no embarque das mercadorias.

Como superar os obstáculos na operação logística?

Com a crise atual, aprendemos que todos os processos podem mudar do dia para a noite. Os tempos exigem novas soluções para sobreviver às interrupções na cadeia de suprimentos, dentro disso, a velocidade é crucial. É preciso rapidez para:

  • identificar a interrupção da cadeia;
  • analisar os dados disponíveis;
  • obter a melhor resposta dessa etapa logística;
  • executar as ações pertinentes. 

A partir da digitalização ficará muito mais prático tomar essas ações de forma rápida, afinal, o uso de ferramentas que fornecem atualizações críticas, mudanças de tendência, alertas e execução de tomada de decisão e ação já é uma realidade. 

O sistema WMS, por exemplo, é o mais indicado para indústrias e empresas modernas, pois além de trazer mais produtividade e agilidade nos processos logísticos internos, também oferece dados em tempo real a respeito do que está acontecendo na operação, notificando automaticamente quando acontece algo ‘’fora do normal’’. É importante para reduzir os esforços de sua equipe na hora analisar dados, o resultado é que decisões assertivas são tomadas

A automação logística possibilita que sistemas de gestão e outras ferramentas que fazem com que os processos sejam executados de maneira automática. E assim, elimina-se — ou diminui-se de forma considerável— a necessidade de trabalhos e controles manuais.

1. Monitoramento do processo logístico

Com o uso de sistemas como o TMS (ferramenta de controle no gerenciamento de transporte) é possível monitorar informações sobre o frete, rastreamento de mercadorias, planejamento das rotas entre outras tarefas relacionadas aos processos de logística. Este recurso, além de melhorar a qualidade do serviço, pode exterminar com os erros na gestão da cadeia de suprimentos.

2. Redução de custos

A partir de um melhor aproveitamento de estoque, sistemas de gerenciamento e equipamentos que eliminam o esforço físico, é possível ter uma redução de custos operacionais considerável, o que permite que a empresa faça uma boa economia.

3. Oportunidades em áreas estratégicas

Apesar da tecnologia dispensar alguns serviços operacionais, antes realizados por colaboradores, a automação logística é capaz de gerar mais oportunidades aos funcionários nas áreas com funções mais estratégicas como: pesquisa, desenvolvimento de produtos e gestão de equipes.

4. Segurança para o colaborador

Os recursos que permitem a automação logística de armazéns e em outras atividades operacionais são capazes de garantir mais segurança para as pessoas, pois reduzem de forma significativa os riscos físicos associados às tarefas que expõem os empregados às lesões.

5. Monitoramento de desempenho

Os sistemas de avaliação de desempenho e competências possibilitam que a liderança de cada área identifique a queda de produtividade e as falhas em alguns processos gerenciais, administrativos e operacionais. E mais que isso, os supervisores e o RH contam com este tipo de tecnologia para o suporte na tomada de decisão para demissões e promoções dos funcionários.

6. Integração dos processos

O uso de ferramentas que auxiliem na automação logística garante a integração nos processos, permitindo que o fluxo das atividades seja otimizada de modo mais rápido e eficiente. Além desses benefícios, a interligação dos processos contribui para que gestores tenham uma visão sistêmica dos processos para a tomada de decisões.

7. Controle de estoques

O uso de softwares de gestão de estoque na cadeia de suprimentos torna possível controlar com maior precisão as entradas e saídas de insumos, dessa forma, garante que a disponibilidade dos itens acompanhe a demanda para a comercialização, evitando possíveis faltas e também desperdícios.

8. Maior índice de produtividade

Recursos tecnológicos, como sistemas de gerenciamento nos processos e ferramentas de automatização logística, possibilitam o alcance de maiores índices de produtividade e qualidade. Este ponto é crucial na capacidade de atender grandes demandas e atingir metas desafiadoras.

9. Fidelização dos clientes

Empresas que consigam trabalhar com mais eficiência nos processos poderá direcionar seus esforços no que é de fato mais importante para o negócio, ou seja, o cliente.

O ganho de tempo para estudar as necessidades e desejos de seus consumidores possibilita que as empresas façam pesquisas de desenvolvimento de produtos e serviços, garantindo assim a melhoria na qualidade das mercadorias e consequentemente na experiência de seus consumidores.

Agora que você já sabe a importância da automação logística para uma cadeia de suprimentos eficiente, compartilhe este post em suas redes sociais, e entre em contato conosco. Vamos ser parceiros logísticos


Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
logística
logística 4.0

Principais obstáculos na operação logística

O trajeto que uma mercadoria faz tem como destino final o consumidor, passando esta etapa, o responsável por acompanhar esse processo finalmente dá o visto, assim é atestado que o produto foi realmente entregue. 

No entanto, poucos sabem que esta é uma jornada desafiadora para muitos profissionais no Brasil, pois há muitos gargalos a serem considerados, como as estradas que torna o caminho mais difícil e aumentam os custos, as greves trabalhistas que param o país e os altos custos com combustível que encarecem muito o serviço. 

A boa notícia é que estamos na era informacional, de grandes soluções tecnológicas, a logística 4.0, por exemplo, têm estratégias que potencializam os processos logísticos, evitando falhas e reduzindo custos. A Pier 8 oferece as melhores soluções para minimizar os impactos dos obstáculos na operação logística

5 Obstáculos na operação logística

1- Mobilidade nas capitais

Os desafios de mobilidade das grandes cidades são responsáveis por afetar frontalmente a logística de transporte de cargas no Brasil. O trânsito é um dos elementos óbvios para isso acontecer, como as ruas estreitas que mal são capazes de suportar um caminhão. Além disso, ainda há situações em que a inexistência de área adequada para carga e descarga atrapalham os profissionais, bem como diferentes regras e restrições de circulação, que por serem tão rigorosas podem gerar multas para as transportadoras.

2- Custo operacional nas cidades do interior

Diferente da mobilidade urbana, no interior esse não é um fator problema, por outro lado, há os próprios desafios à logística. Os acessos são precários, o que gera um custo operacional maior, sem contar que essas cidades geralmente têm baixa densidade populacional. Ou seja, o número de entregas nesses municípios é menor e, por isso, gera um custo muito elevado. Uma vez que o Brasil seja um país com dimensões continentais, poucos aeroportos e péssimas estradas para acessar essas cidades se torna um desafio que demanda tempo e dinheiro, pois elevam-se ambos fatores.

3- Transporte aéreo restrito

O transporte via solução aérea é uma alternativa às rodovias. Porém, muitas operadoras logísticas no Brasil não podem contar com esse meio de transporte, pois são poucas as companhias que têm uma área realmente estruturada para transporte de cargas.

Por outro lado, ainda há o quesito desse ser um serviço custoso e que, muitas vezes, enfrenta a demora de processos de fiscalização e liberação das mercadorias para coleta nos aeroportos, além disso, há ainda a infraestrutura debilitada de grande parte dos aeroportos brasileiros.

4- Insegurança jurídica

Por existir regras rigorosas no setor de logística, há dificuldades em impulsionar o trabalho das empresas e traz insegurança jurídica para as operações logísticas. Isso acontece porque a legislação exige monitoramento e registro eletrônico de cada deslocamento da mercadoria por meio da empresa. Devido a isso, muitos negócios acabam sendo mais do que transportadoras ou armazéns logísticos, mas também se colocam com expertise em tecnologia da informação, processos e consultorias fiscais.

5- Controle de estoque

Quando não é feita corretamente, a gestão do estoque pode se tornar um grande gargalo logístico. Alguns desafios como pedidos incorretos, informações divergentes e falta de produtos podem gerar atrasos no carregamento e, como consequência, há impacto em toda a rota de entregas. É fundamental, nesse caso, que os negócios modernos tenham processos adequados e eficientes para que os processos sejam fluidos no embarque das mercadorias.

Como superar os obstáculos na operação logística?

Com a crise atual, aprendemos que todos os processos podem mudar do dia para a noite. Os tempos exigem novas soluções para sobreviver às interrupções na cadeia de suprimentos, dentro disso, a velocidade é crucial. É preciso rapidez para:

  • identificar a interrupção da cadeia;
  • analisar os dados disponíveis;
  • obter a melhor resposta dessa etapa logística;
  • executar as ações pertinentes. 

A partir da digitalização ficará muito mais prático tomar essas ações de forma rápida, afinal, o uso de ferramentas que fornecem atualizações críticas, mudanças de tendência, alertas e execução de tomada de decisão e ação já é uma realidade. 

O sistema WMS, por exemplo, é o mais indicado para indústrias e empresas modernas, pois além de trazer mais produtividade e agilidade nos processos logísticos internos, também oferece dados em tempo real a respeito do que está acontecendo na operação, notificando automaticamente quando acontece algo ‘’fora do normal’’. É importante para reduzir os esforços de sua equipe na hora analisar dados, o resultado é que decisões assertivas são tomadas

A automação logística possibilita que sistemas de gestão e outras ferramentas que fazem com que os processos sejam executados de maneira automática. E assim, elimina-se — ou diminui-se de forma considerável— a necessidade de trabalhos e controles manuais.

1. Monitoramento do processo logístico

Com o uso de sistemas como o TMS (ferramenta de controle no gerenciamento de transporte) é possível monitorar informações sobre o frete, rastreamento de mercadorias, planejamento das rotas entre outras tarefas relacionadas aos processos de logística. Este recurso, além de melhorar a qualidade do serviço, pode exterminar com os erros na gestão da cadeia de suprimentos.

2. Redução de custos

A partir de um melhor aproveitamento de estoque, sistemas de gerenciamento e equipamentos que eliminam o esforço físico, é possível ter uma redução de custos operacionais considerável, o que permite que a empresa faça uma boa economia.

3. Oportunidades em áreas estratégicas

Apesar da tecnologia dispensar alguns serviços operacionais, antes realizados por colaboradores, a automação logística é capaz de gerar mais oportunidades aos funcionários nas áreas com funções mais estratégicas como: pesquisa, desenvolvimento de produtos e gestão de equipes.

4. Segurança para o colaborador

Os recursos que permitem a automação logística de armazéns e em outras atividades operacionais são capazes de garantir mais segurança para as pessoas, pois reduzem de forma significativa os riscos físicos associados às tarefas que expõem os empregados às lesões.

5. Monitoramento de desempenho

Os sistemas de avaliação de desempenho e competências possibilitam que a liderança de cada área identifique a queda de produtividade e as falhas em alguns processos gerenciais, administrativos e operacionais. E mais que isso, os supervisores e o RH contam com este tipo de tecnologia para o suporte na tomada de decisão para demissões e promoções dos funcionários.

6. Integração dos processos

O uso de ferramentas que auxiliem na automação logística garante a integração nos processos, permitindo que o fluxo das atividades seja otimizada de modo mais rápido e eficiente. Além desses benefícios, a interligação dos processos contribui para que gestores tenham uma visão sistêmica dos processos para a tomada de decisões.

7. Controle de estoques

O uso de softwares de gestão de estoque na cadeia de suprimentos torna possível controlar com maior precisão as entradas e saídas de insumos, dessa forma, garante que a disponibilidade dos itens acompanhe a demanda para a comercialização, evitando possíveis faltas e também desperdícios.

8. Maior índice de produtividade

Recursos tecnológicos, como sistemas de gerenciamento nos processos e ferramentas de automatização logística, possibilitam o alcance de maiores índices de produtividade e qualidade. Este ponto é crucial na capacidade de atender grandes demandas e atingir metas desafiadoras.

9. Fidelização dos clientes

Empresas que consigam trabalhar com mais eficiência nos processos poderá direcionar seus esforços no que é de fato mais importante para o negócio, ou seja, o cliente.

O ganho de tempo para estudar as necessidades e desejos de seus consumidores possibilita que as empresas façam pesquisas de desenvolvimento de produtos e serviços, garantindo assim a melhoria na qualidade das mercadorias e consequentemente na experiência de seus consumidores.

Agora que você já sabe a importância da automação logística para uma cadeia de suprimentos eficiente, compartilhe este post em suas redes sociais, e entre em contato conosco. Vamos ser parceiros logísticos


Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?