Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
16
06
2021

Planejamento de logística para reduzir falhas e custos

Tag
logística

Entre muitos desafios que os negócios modernos têm que enfrentar, a logística de produtos e serviços é um dos principais. As etapas logísticas tornam-se desafiadoras, muitas vezes, devido a infraestrutura precária do país. Contudo, não se limita apenas a isso, a falta de organização das empresas também pode atingir o planejamento logístico

Como estruturar um planejamento logístico para reduzir falhas e custos

Toda e qualquer empresa está envolvida em uma cadeia de suprimentos, sendo esta composta por outras diversas etapas. Essa cadeia funciona como um ciclo, que abrange desde a matéria-prima e a produção do produto até o atendimento ao cliente, no trajeto, também passa por expedição, distribuição e planejamento dos materiais.

Se a cadeia de suprimentos não é cumprida de forma adequada, começam a surgir os problemas relacionados à logística, que podem ocasionar prejuízos à empresa, como uma reputação negativa por parte dos consumidores modernos.

Dessa forma, o planejamento logístico é o que dá o suporte para que a cadeia de suprimentos seja efetivada, e assim o consumidor final é atingido pela excelência do seu serviço. É preciso se lembrar: o novo consumidor quer adquirir um produto e não ter que esperar muito tempo para recebê-lo. Somente o planejamento logístico permite que você faça entregas rápidas

Diminuição de custos 

Um dos principais objetivos de planejar as etapas logísticas é a busca pela diminuição dos gastos variáveis com transporte e armazenagem, além disso, há também redução de investimentos. 

Aqui, o objetivo passa a ser investir o valor mínimo possível para a frota e para a armazenagem, como resultado, pode-se ter um aumento dos custos variáveis, o que é uma desvantagem, no entanto, pode elevar o retorno sobre o montante investido, sendo um ponto favorável. No planejamento logístico, é essencial ter cuidado nos quesitos operacionais, afinal, a empresa pode não conseguir contratar terceiros para atender a demanda presente. 

Melhoria do serviço 

Ao ter um planejamento bem estruturado, é possível que haja aumento de receita pela melhoria do serviço. As mudanças no comportamento do consumidor indicam novas demandas a serem cumpridas, com a logística eficiente há  previsão das necessidades futuras dos clientes. Por exemplo, o  nível de serviço de atendimento ao cliente é um auxiliar importante para delimitar a demanda e tem relação com o nicho de mercado em que um negócio está inserido.

As características que compõem o produto são essenciais para as decisões de armazenagem e transporte, contudo, as opções de transporte são fundamentais para a redução de custos, podendo ser consideradas diversas alternativas. Outro ponto importante é que a estabilidade política e econômica é fundamental, afinal, define as variações de demanda e os riscos dos investimentos.

5 dicas para executar o planejamento logístico

Tendo considerado todos os elementos citados acima, é hora de definir o tipo de planejamento que será adotado no seu negócio, há 3 possibilidades:

  • Estratégico:  tem longo prazo, sempre superior a cinco anos;
  • Tático — tem duração de um ano, pois geralmente acompanha o orçamento do ano;
  • Operacional – está relacionado ao dia a dia, tendo duração máxima de duas semanas.

1. Otimização do estoque

Acompanhar as entradas e saídas de mercadorias em um estoque é fundamental para manter o controle desse processo logístico. Além disso, prever a demanda e utilizar metodologias de balanceamento de produtos, de reposição de mercadorias e softwares para otimizar o controle são ações importantes no trabalho cotidiano em armazéns.

2. Fornecedores de confiança

É inevitável que uma empresa dependa de fornecedores para manter o ciclo produtivo funcionando. Sejam eles de matéria-prima, de insumos ou de manutenção, é impreterível a sua necessidade. Por isso, manter nomes confiáveis entre os seus contatos é muito importante.

Fazer a escolha certa requer alguns cuidados, como observar a distância do fornecedor em relação ao seu endereço (principalmente em casos de urgência), o custo-benefício entre qualidade e preço cobrado pelo produto, o compromisso da empresa em honrar com os pedidos no prazo acordado, entre outros aspectos.

3. Monitoramento do transporte

Não basta que a sua empresa faça todos os esforços para manter a integridade de seus produtos sem que o transporte também garanta essa especificidade. Por isso, é fundamental monitorar o envio de mercadorias.

Certifique-se de que está usando o meio de transporte ideal para seus produtos. Avalie se é um item especial que demanda meios adequados para manter a qualidade. Se for contratar terceirizados, não hesite em encontrar meios de monitorar todo o processo de entrega.

4. Uso de tecnologia

A tecnologia é uma forte aliada para o planejamento logístico. Com ela é possível integrar setores, automatizar operações e garantir a eficiência na comunicação, além de aumentar a segurança e a confiabilidade das informações. Isso significa aumento da produtividade e minimização de custos em toda a cadeia logística.

5. Acompanhamento de indicadores

Os indicadores são essenciais para acompanhar se o que foi implementado pelo planejamento logístico está dando certo. Eles garantem que a performance para alcançar os objetivos traçados estão de acordo com o estabelecido.

Por isso, definir KPI’s possíveis de serem medidos é essencial. Eles podem ser acompanhados diariamente (indicadores operacionais) ou mensalmente (indicadores estratégicos). O importante é não deixar de medir a eficiência dos processos.

Para que o planejamento logístico seja eficaz todas essas medidas devem ser cumpridas à risca. Além disso, não considerar aspectos financeiros da empresa, não determinar metas de médio e longo prazo e não ficar de olho em falhas são erros a evitar na implementação da metodologia.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre planejamento logístico? Caso você tenha alguma dúvida, sugestão ou opinião, não deixe de compartilhá-la conosco! 

Hoje, no mercado, há soluções como Fulfillment para reduzir custos com apoio da tecnologia.  Ao terceirizar a logística, você contará com o apoio do trabalho de profissionais com amplo conhecimento no seu negócio, e esta é uma das maiores vantagens para empresas destacadas no mercado. A plataforma logística está em uma das novas tendências do mercado, afinal, supre todas necessidades do setor em armazenagem e gestão de estoque. A Pier8 pode ajudar você nessa etapa importante a partir das soluções em logísticas! Entre em contato. 


Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
logística

Planejamento de logística para reduzir falhas e custos

Entre muitos desafios que os negócios modernos têm que enfrentar, a logística de produtos e serviços é um dos principais. As etapas logísticas tornam-se desafiadoras, muitas vezes, devido a infraestrutura precária do país. Contudo, não se limita apenas a isso, a falta de organização das empresas também pode atingir o planejamento logístico

Como estruturar um planejamento logístico para reduzir falhas e custos

Toda e qualquer empresa está envolvida em uma cadeia de suprimentos, sendo esta composta por outras diversas etapas. Essa cadeia funciona como um ciclo, que abrange desde a matéria-prima e a produção do produto até o atendimento ao cliente, no trajeto, também passa por expedição, distribuição e planejamento dos materiais.

Se a cadeia de suprimentos não é cumprida de forma adequada, começam a surgir os problemas relacionados à logística, que podem ocasionar prejuízos à empresa, como uma reputação negativa por parte dos consumidores modernos.

Dessa forma, o planejamento logístico é o que dá o suporte para que a cadeia de suprimentos seja efetivada, e assim o consumidor final é atingido pela excelência do seu serviço. É preciso se lembrar: o novo consumidor quer adquirir um produto e não ter que esperar muito tempo para recebê-lo. Somente o planejamento logístico permite que você faça entregas rápidas

Diminuição de custos 

Um dos principais objetivos de planejar as etapas logísticas é a busca pela diminuição dos gastos variáveis com transporte e armazenagem, além disso, há também redução de investimentos. 

Aqui, o objetivo passa a ser investir o valor mínimo possível para a frota e para a armazenagem, como resultado, pode-se ter um aumento dos custos variáveis, o que é uma desvantagem, no entanto, pode elevar o retorno sobre o montante investido, sendo um ponto favorável. No planejamento logístico, é essencial ter cuidado nos quesitos operacionais, afinal, a empresa pode não conseguir contratar terceiros para atender a demanda presente. 

Melhoria do serviço 

Ao ter um planejamento bem estruturado, é possível que haja aumento de receita pela melhoria do serviço. As mudanças no comportamento do consumidor indicam novas demandas a serem cumpridas, com a logística eficiente há  previsão das necessidades futuras dos clientes. Por exemplo, o  nível de serviço de atendimento ao cliente é um auxiliar importante para delimitar a demanda e tem relação com o nicho de mercado em que um negócio está inserido.

As características que compõem o produto são essenciais para as decisões de armazenagem e transporte, contudo, as opções de transporte são fundamentais para a redução de custos, podendo ser consideradas diversas alternativas. Outro ponto importante é que a estabilidade política e econômica é fundamental, afinal, define as variações de demanda e os riscos dos investimentos.

5 dicas para executar o planejamento logístico

Tendo considerado todos os elementos citados acima, é hora de definir o tipo de planejamento que será adotado no seu negócio, há 3 possibilidades:

  • Estratégico:  tem longo prazo, sempre superior a cinco anos;
  • Tático — tem duração de um ano, pois geralmente acompanha o orçamento do ano;
  • Operacional – está relacionado ao dia a dia, tendo duração máxima de duas semanas.

1. Otimização do estoque

Acompanhar as entradas e saídas de mercadorias em um estoque é fundamental para manter o controle desse processo logístico. Além disso, prever a demanda e utilizar metodologias de balanceamento de produtos, de reposição de mercadorias e softwares para otimizar o controle são ações importantes no trabalho cotidiano em armazéns.

2. Fornecedores de confiança

É inevitável que uma empresa dependa de fornecedores para manter o ciclo produtivo funcionando. Sejam eles de matéria-prima, de insumos ou de manutenção, é impreterível a sua necessidade. Por isso, manter nomes confiáveis entre os seus contatos é muito importante.

Fazer a escolha certa requer alguns cuidados, como observar a distância do fornecedor em relação ao seu endereço (principalmente em casos de urgência), o custo-benefício entre qualidade e preço cobrado pelo produto, o compromisso da empresa em honrar com os pedidos no prazo acordado, entre outros aspectos.

3. Monitoramento do transporte

Não basta que a sua empresa faça todos os esforços para manter a integridade de seus produtos sem que o transporte também garanta essa especificidade. Por isso, é fundamental monitorar o envio de mercadorias.

Certifique-se de que está usando o meio de transporte ideal para seus produtos. Avalie se é um item especial que demanda meios adequados para manter a qualidade. Se for contratar terceirizados, não hesite em encontrar meios de monitorar todo o processo de entrega.

4. Uso de tecnologia

A tecnologia é uma forte aliada para o planejamento logístico. Com ela é possível integrar setores, automatizar operações e garantir a eficiência na comunicação, além de aumentar a segurança e a confiabilidade das informações. Isso significa aumento da produtividade e minimização de custos em toda a cadeia logística.

5. Acompanhamento de indicadores

Os indicadores são essenciais para acompanhar se o que foi implementado pelo planejamento logístico está dando certo. Eles garantem que a performance para alcançar os objetivos traçados estão de acordo com o estabelecido.

Por isso, definir KPI’s possíveis de serem medidos é essencial. Eles podem ser acompanhados diariamente (indicadores operacionais) ou mensalmente (indicadores estratégicos). O importante é não deixar de medir a eficiência dos processos.

Para que o planejamento logístico seja eficaz todas essas medidas devem ser cumpridas à risca. Além disso, não considerar aspectos financeiros da empresa, não determinar metas de médio e longo prazo e não ficar de olho em falhas são erros a evitar na implementação da metodologia.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre planejamento logístico? Caso você tenha alguma dúvida, sugestão ou opinião, não deixe de compartilhá-la conosco! 

Hoje, no mercado, há soluções como Fulfillment para reduzir custos com apoio da tecnologia.  Ao terceirizar a logística, você contará com o apoio do trabalho de profissionais com amplo conhecimento no seu negócio, e esta é uma das maiores vantagens para empresas destacadas no mercado. A plataforma logística está em uma das novas tendências do mercado, afinal, supre todas necessidades do setor em armazenagem e gestão de estoque. A Pier8 pode ajudar você nessa etapa importante a partir das soluções em logísticas! Entre em contato. 


Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?