Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
21
05
2021

Passo a passo para construir a logística verde como modelo de negócio

Tag
logística

Os negócios modernos precisam ficar cada vez mais atentos às práticas amigáveis com o meio ambiente. Se antes empresas investem (sem nenhum filtro) em práticas de incentivo aos produtos de vida útil cada vez mais curta, hoje, os próprios consumidores optam por marcas que se preocupam com o futuro ambiental. 

Para amenizar os danos ambientais que ocorrem devido ao consumismo à natureza, surgiu o conceito de logística verde, trata-se de um processo que busca dar a destinação correta aos resíduos de bens de consumo.

Qual a importância da Logística Verde?

Neste momento, a preocupação da sociedade com o meio ambiente torna a logística verde suprema dentro de uma empresa. É a área da logística que se preocupa com os impactos ambientais decorrentes de atividades do setor na sociedade como um todo. 

Essa preocupação que uma empresa tem com o meio ambiente pode atrair frutos. Pois, além de ajudar a sociedade, tende a atrair mais consumidores. No entanto, o que mais vale é a prática. Não se engane: algumas empresas gastam muito em marketing para expor sua condição sustentável e a prática beira ao resultado zero, isso é desmascarado pelo consumidor que está presente nas redes sociais, acredite. 

De acordo com pesquisas, ao aplicar práticas de logística verde, é possível monitorar diversos outros aspectos do seu negócio. Entre eles, a vida média dos pneus utilizados para transporte de cargas, a quilometragem por galão de combustível utilizado, o total de aproveitamento de espaço de carga pelos veículos e metas de redução de resíduos de embalagens.

Logística verde x Logística reversa

É comum que os conceitos se confundem. Afinal, logística verde e logística reversa são a mesma coisa? A resposta é não. 

Apesar do fato de que possuem aspectos semelhantes, e ambas são norteadas pela preocupação com o meio ambiente, há alguns aspectos próprios da logística verde que a diferenciam da logística reversa.

Algo em comum é que ambas prezam pela reciclagem, pela remanufatura e por questões como embalagens reutilizáveis. Contudo, se por um lado a logística reversa se encarrega da devolução dos produtos e do retorno comercial por parte das empresas, que obedece ao conceito “do berço à cova”, a logística verde possui aspectos mais amplos, como a preocupação com a redução de embalagens e do impacto ambiental das indústrias.

Essa é a parte da logística que tem como objetivo central cuidar do impacto ambiental gerado pela cadeia produtiva. É essencial frisar que a logística reversa é uma parte integrante da logística verde, e não a mesma coisa. 

Benefícios de construir a logística verde como estratégia de negócio: logística reversa 

O conceito de logística reversa surgiu a partir de uma publicação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, através da Lei nº 12.305 , em agosto de 2010, ali ficou firmado um acordo do setor logístico. Nele, fabricantes, distribuidores, importadores e comerciantes passam a compartilhar as responsabilidades sobre o ciclo de vida do produto, assim busca-se uma redução dos resíduos e de seus impactos à saúde humana. 

Surge então o conceito de Logística Reversa através de projetos públicos e privados, que promovem ações para conscientização em relação à coleta ou descarte de rejeitos.

Como é possível identificar, a logística reversa tem uma relação direta com a sustentabilidade, afinal, se tratando do meio ambiente, este é um meio para resolver problemáticas que estão na ordem do dia. Entretanto, vale considerar aqui, que não é apenas a sustentabilidade ambiental que percebe o impacto com a logística reversa.

Outros conceitos de sustentabilidade, identificados como mais amplos, como reaproveitamento de materiais, associados a ideias de economia coletiva (economia solidária), por exemplo, também são reforçados com ações de logística reversa

Vamos supor: um produto que sai da indústria de uma maneira, pode retornar a mesma, se transformar e resultar em um novo produto. A logística reversa também é responsável por isso. 

Objetivos (metas) de logística reversa

A principal meta da logística reversa, de maneira direta, é reduzir o impacto do lixo. Dessa forma, direciona que empresas, governo e pessoas físicas tenham a responsabilidade sobre o ciclo de vida do produto, a fim de conscientizar acerca do seu papel e seu compromisso em relação ao meio ambiente

A logística reversa tem o grande potencial de fazer com que diversos setores possam cumprir uma importante função social e ambiental, contribuindo para a construção de um mundo melhor. Assim, tem-se um impacto de grande importância na preservação do meio ambiente e redução dos prejuízos à saúde do ser humano. Além disso, a logística reversa traz outros benefícios para qualquer negócio, de diversos setores, se colocando como estratégia eficaz para empresas de todos os segmentos.

Tende a reduzir custos

A logística reversa e redução de custos tem profunda ligação, o que diferencia ambos conceitos é a maneira como você vai trabalhar com eles! 

Na prática, se você estabelecer uma política de logística reversa, cujo objetivo é o reaproveitamento de matéria-prima para desenvolvimento de outros produtos, seu custo de operação logística pode ser bastante reduzido. Além disso, é possível reduzir custos melhorando o processo de produção, que é o processo item neste artigo.

Impactos positivos no processo produtivo

Fato é que, nem sempre a logística reversa é aplicada pós-consumo. Por exemplo, você pode ter uma política de logística reversa para recolher produtos com defeitos. Um dos objetivos dessa ação é acompanhar o volume de produtos devolvidos por defeito, insatisfação do cliente ou, até mesmo, erros na gestão de estoque ou de transporte, você poderá identificar oportunidades importantes, melhorando seus processos.

Imagem corporativa e relacionamento

Toda empresa, ou indústria, que aposta em políticas de logística reversa (de pós-consumo, ou outros critérios), tende a causar uma boa imagem para o consumidor moderno, sendo mais querida pelos consumidores. 

Afinal, estará apresentando a consciência ambiental, a flexibilidade em compreender e se adaptar a novas necessidades, além disso, é capaz de reforçar conceitos positivos que estão sendo cada vez mais exigidos pelos clientes, sendo eles: responsabilidade, compromisso social e economia colaborativa.

Mais vantagens competitivas

Todas as transformações advindas da crise econômica, mudanças de comportamento do consumidor e afins, tornaram o mercado mais competitivo. Com isso, a logística reversa pode ser um diferencial e resultar em benefícios importantes para que você consiga sair à frente da concorrência, e assim, aumentar também o valor da sua marca.

Gostou do conteúdo? Escreva nos comentários sobre qual assunto você quer ler! 

A Pier 8 tem soluções em logística para seu negócio. Preencha o formulário, estamos ansiosos por sua parceria! 


Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
logística

Passo a passo para construir a logística verde como modelo de negócio

Os negócios modernos precisam ficar cada vez mais atentos às práticas amigáveis com o meio ambiente. Se antes empresas investem (sem nenhum filtro) em práticas de incentivo aos produtos de vida útil cada vez mais curta, hoje, os próprios consumidores optam por marcas que se preocupam com o futuro ambiental. 

Para amenizar os danos ambientais que ocorrem devido ao consumismo à natureza, surgiu o conceito de logística verde, trata-se de um processo que busca dar a destinação correta aos resíduos de bens de consumo.

Qual a importância da Logística Verde?

Neste momento, a preocupação da sociedade com o meio ambiente torna a logística verde suprema dentro de uma empresa. É a área da logística que se preocupa com os impactos ambientais decorrentes de atividades do setor na sociedade como um todo. 

Essa preocupação que uma empresa tem com o meio ambiente pode atrair frutos. Pois, além de ajudar a sociedade, tende a atrair mais consumidores. No entanto, o que mais vale é a prática. Não se engane: algumas empresas gastam muito em marketing para expor sua condição sustentável e a prática beira ao resultado zero, isso é desmascarado pelo consumidor que está presente nas redes sociais, acredite. 

De acordo com pesquisas, ao aplicar práticas de logística verde, é possível monitorar diversos outros aspectos do seu negócio. Entre eles, a vida média dos pneus utilizados para transporte de cargas, a quilometragem por galão de combustível utilizado, o total de aproveitamento de espaço de carga pelos veículos e metas de redução de resíduos de embalagens.

Logística verde x Logística reversa

É comum que os conceitos se confundem. Afinal, logística verde e logística reversa são a mesma coisa? A resposta é não. 

Apesar do fato de que possuem aspectos semelhantes, e ambas são norteadas pela preocupação com o meio ambiente, há alguns aspectos próprios da logística verde que a diferenciam da logística reversa.

Algo em comum é que ambas prezam pela reciclagem, pela remanufatura e por questões como embalagens reutilizáveis. Contudo, se por um lado a logística reversa se encarrega da devolução dos produtos e do retorno comercial por parte das empresas, que obedece ao conceito “do berço à cova”, a logística verde possui aspectos mais amplos, como a preocupação com a redução de embalagens e do impacto ambiental das indústrias.

Essa é a parte da logística que tem como objetivo central cuidar do impacto ambiental gerado pela cadeia produtiva. É essencial frisar que a logística reversa é uma parte integrante da logística verde, e não a mesma coisa. 

Benefícios de construir a logística verde como estratégia de negócio: logística reversa 

O conceito de logística reversa surgiu a partir de uma publicação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, através da Lei nº 12.305 , em agosto de 2010, ali ficou firmado um acordo do setor logístico. Nele, fabricantes, distribuidores, importadores e comerciantes passam a compartilhar as responsabilidades sobre o ciclo de vida do produto, assim busca-se uma redução dos resíduos e de seus impactos à saúde humana. 

Surge então o conceito de Logística Reversa através de projetos públicos e privados, que promovem ações para conscientização em relação à coleta ou descarte de rejeitos.

Como é possível identificar, a logística reversa tem uma relação direta com a sustentabilidade, afinal, se tratando do meio ambiente, este é um meio para resolver problemáticas que estão na ordem do dia. Entretanto, vale considerar aqui, que não é apenas a sustentabilidade ambiental que percebe o impacto com a logística reversa.

Outros conceitos de sustentabilidade, identificados como mais amplos, como reaproveitamento de materiais, associados a ideias de economia coletiva (economia solidária), por exemplo, também são reforçados com ações de logística reversa

Vamos supor: um produto que sai da indústria de uma maneira, pode retornar a mesma, se transformar e resultar em um novo produto. A logística reversa também é responsável por isso. 

Objetivos (metas) de logística reversa

A principal meta da logística reversa, de maneira direta, é reduzir o impacto do lixo. Dessa forma, direciona que empresas, governo e pessoas físicas tenham a responsabilidade sobre o ciclo de vida do produto, a fim de conscientizar acerca do seu papel e seu compromisso em relação ao meio ambiente

A logística reversa tem o grande potencial de fazer com que diversos setores possam cumprir uma importante função social e ambiental, contribuindo para a construção de um mundo melhor. Assim, tem-se um impacto de grande importância na preservação do meio ambiente e redução dos prejuízos à saúde do ser humano. Além disso, a logística reversa traz outros benefícios para qualquer negócio, de diversos setores, se colocando como estratégia eficaz para empresas de todos os segmentos.

Tende a reduzir custos

A logística reversa e redução de custos tem profunda ligação, o que diferencia ambos conceitos é a maneira como você vai trabalhar com eles! 

Na prática, se você estabelecer uma política de logística reversa, cujo objetivo é o reaproveitamento de matéria-prima para desenvolvimento de outros produtos, seu custo de operação logística pode ser bastante reduzido. Além disso, é possível reduzir custos melhorando o processo de produção, que é o processo item neste artigo.

Impactos positivos no processo produtivo

Fato é que, nem sempre a logística reversa é aplicada pós-consumo. Por exemplo, você pode ter uma política de logística reversa para recolher produtos com defeitos. Um dos objetivos dessa ação é acompanhar o volume de produtos devolvidos por defeito, insatisfação do cliente ou, até mesmo, erros na gestão de estoque ou de transporte, você poderá identificar oportunidades importantes, melhorando seus processos.

Imagem corporativa e relacionamento

Toda empresa, ou indústria, que aposta em políticas de logística reversa (de pós-consumo, ou outros critérios), tende a causar uma boa imagem para o consumidor moderno, sendo mais querida pelos consumidores. 

Afinal, estará apresentando a consciência ambiental, a flexibilidade em compreender e se adaptar a novas necessidades, além disso, é capaz de reforçar conceitos positivos que estão sendo cada vez mais exigidos pelos clientes, sendo eles: responsabilidade, compromisso social e economia colaborativa.

Mais vantagens competitivas

Todas as transformações advindas da crise econômica, mudanças de comportamento do consumidor e afins, tornaram o mercado mais competitivo. Com isso, a logística reversa pode ser um diferencial e resultar em benefícios importantes para que você consiga sair à frente da concorrência, e assim, aumentar também o valor da sua marca.

Gostou do conteúdo? Escreva nos comentários sobre qual assunto você quer ler! 

A Pier 8 tem soluções em logística para seu negócio. Preencha o formulário, estamos ansiosos por sua parceria! 


Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?