Join Our Newsletter
  Corrija o(s) campo(s) assinalado(s) acima.

Operação logística versus Full commerce: saiba mais

26.9.2019 10:06

Nos últimos tempos o marketplace vem se desenvolvendo e crescido consideravelmente, gerenciados pelos grandes varejistas e plataformas online no Brasil, trazendo  também alguns desafios para a sustentabilidade das empresas e credibilidade das suas marcas perante seus consumidores.

Para essa questão precisamos analisar os dois lados da moeda, uma é a entrada de lojistas que reduz a necessidade de empregar tantos recursos além de ampliar as opções com agilidade e eficácia. Por outro lado, a satisfação do cliente fica à mercê da capacidade desse mesmo lojista, pois precisam que a entrega seja feita dentro do prazo estipulado.

Operação logística versus Full commerce

Existe uma forma de negócio que está sendo cada vez mais aprimorada, e que os clientes têm aprovado na mesma proporção que é a relação com a marca. Grande parte da experiência de compra do consumidor está nas mãos dos lojistas credenciados no marketplace.

operação logística e o full commerce

Os números não mentem

A participação das vendas de lojistas dentro dos negócios online dos varejistas que mais se destacam chega a ultrapassar a casa dos 25% em faturamento e 35% em quantidade de pedidos. Resumidamente são quase que 1/3 dos clientes das principais bandeiras de e-commerce do Brasil, proporcionando uma experiência de compra que compreende a participação do lojista de forma significante.

Conheça as vantagens de ser um cliente Pier8 e Encante seus clientes!

Esse número tende a crescer cada vez, a estimativa é que esse número atinja o patamar de 50% nos próximos anos.

Com esse cenário os lojistas acabam sofrendo a pressão para que a qualidade operacional seja cada vez maior em um mercado que oferece tantas oportunidades de negócios e crescimento de vendas.

Como ser um lojista importante dentro dos maiores marketplaces do mercado? 

Para entender como funciona a gestão é preciso saber em primeiro lugar que a coleta, interpretação e avaliação das informações dos consumidores são extremamente importantes. É preciso levar em consideração as avaliações no pós-venda, tais como NPS e Reviews, dessa forma é possível tomar decisões baseadas na percepção do consumidor.

Outro fator importante é a realização de um controle rígido de KPIs operacionais com regras objetivas de operação e gestão. Em outras palavras é preciso trazer essas lojas para trabalharem de forma integrada com a sua estratégia de negócio. E pensando nisso alguns indicadores devem ser monitorados de perto, são eles: a taxa de cancelamento de pedidos, taxa de assertividade de entrega e taxa de contato.

Um dos grandes exemplos de gestão é a Amazon com seus sellers e plataformas de serviços de transporte urbano, como Uber e 99, que aplicam o uso das métricas acima para gerir a qualidade de seus parceiros. Sendo assim, a loja que opera em e-commerce precisa se desenvolver em um mercado extremamente competitivo, cada vez mais controlado e com volume de vendas crescente.

Para conseguir atender as exigências do mercado e consequentemente ter um negócio que gera bons resultados, é preciso investir e aperfeiçoar a gestão em diversas áreas, principalmente em tecnologia e logística.

Nesse novo cenário cenário em adaptação é que a prestação de serviços de e-commerce ou full commerce toma uma proporção maior. Empresas que oferecem esse tipo de serviço precisa suportar a expansão do comércio digital, em que atuam players de diferentes origens, isso inclui tanto os lojistas online tradicionais, quanto as indústrias que estão ingressando no modelo de negócios B2C, além das marcas internacionais que pretendem ingressar no mercado nacional. 

Como o full commerce pode apoiar na sua estratégia de comércio digital? 

Oferecer serviços com soluções de full commerce otimizam os investimentos em tecnologia, logística e o time to market da sua loja fica muito mais ágil no comércio online. É possível contratar uma plataforma que faça integração com diversos marketplaces e, dando suporte completo da gestão do site, gestão de marketing digital, gestão de vendas, operação logística, transportes e atendimento ao consumidor.

Sabemos que essa é uma cadeia de negócios desafiadora e algumas vezes bem complexa, onde o empreendedor pode ter a disposição um conjunto de soluções de forma integrada ou modular, de um ou mais fornecedores. 

Contudo, é importante ressaltar que empresas de full commerce precisam ser capazes de oferecer serviços que atendam a toda a cadeia de valor do e-commerce, assim como é fundamental ter em mente que nem todos que se posicionam dessa forma conseguem entregar uma solução completa e com qualidade.

Para finalizar, seja um expert no varejo, use a tecnologia a seu favor e, não se esqueça que a operação logística é um dos principais fatores de risco para o sucesso do seu e-commerce e atuação nos maiores marketplaces do mercado. 

Resumindo, ao procurar um parceiro de full commerce para desenvolver e qualificar sua operação, opte por empresas com know-how comprovado e ampla capacidade de distribuição. O mais recomendado é que você faça essa escolha logo no início e assim conseguir decolar sem precisar trocar de parceiro.

Conheça as vantagens e se torne um cliente Pier8!


Conteúdos Relacionados

Tem alguma dúvida sobre logística?

fale com um expert