Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
26
02
2020

Montar seu Estoque de Mercadorias para as compras de fim de ano

estoque de produtos
gestão de logística

No processo de busca pelo aumento dos lucros da empresa, inúmeros são os caminhos que podem ser seguidos. Um deles, que merece muita da sua atenção, passa pela melhoria do controle do estoque de mercadorias.

Manter o controle de estoque em dia é de fundamental importância para uma empresa apurar o seu movimento de entrada e saída de mercadorias. E, dessa forma, ter informações precisas sobre a demanda que o mercado possui de seu produto, eventuais desvios, assim como sobre o lucro líquido obtido no final do mês contábil.


Ter um estoque de mercadorias controlado é saber que existe a quantidade correta de produtos para que a empresa possa fluir de forma correta e atender sua demanda do mercado, sem que haja prejuízos com perdas. O que parece óbvio nem sempre é para muitos gestores que ainda não sabem como realizar o controle do estoque de mercadorias corretamente.

Além de auxiliar no gerenciamento da empresa, o controle do estoque de mercadorias oferece uma maior eficiência e organização de alguns dos processos internos de sua empresa. Além disso, ele também diminui desperdícios, tanto de tempo e energia no momento de fazer gestão quanto de seus recursos financeiros. O estoque pode ser, normalmente, de duas modalidades diferentes. Uma é de matérias-primas para a produção industrial de grande ou pequeno porte. A outra, de produtos finais prontos para a comercialização no varejo.

Neste conteúdo vamos abordar a importância de ter um estoque de mercadorias eficiente!

Leia também: Conheça os benefícios da automação logística no e-commerce

Qual a real importância do seu estoque de mercadorias bem estruturado?

Para além de ter um espaço físico organizado, o controle de seu estoque de mercadorias permite otimizar as tarefas de toda a estrutura da empresa. E dessa forma, trazer inúmeras vantagens e benefícios. Controlar o estoque significa fazer a gestão de uma parte importante dos seus ativos. Por outro lado, representa também uma estratégia fundamental das operações de negócios.

Essas operações podem ser complexas, sobretudo se houver mais de um ponto de distribuição. Porém, deixar de fazê-las ou fazê-las de modo inadequado irá gerar pequenos erros que podem custar caro. 

Montar seu Estoque de Mercadorias para as compras de fim de ano

Economia em gastos desnecessários

Há mudanças pertinentes que poderiam ser implementadas para reduzir ou eliminar totalmente os desperdícios de recursos, poupando dinheiro. O planejamento aliado a estratégias que envolvem técnicas e ferramentas certas irão otimizar os processos. Nesse sentido, realizar o controle do estoque de mercadorias é um fator determinante para o sucesso do negócio.

Sem o controle de estoque de mercadorias eficiente, sua empresa pode ter dificuldade em identificar produtos que estão em falta ou baixa quantidade, que pode levar a perda de possíveis vendas. Afinal, neste caso, seus potenciais clientes poderão procurar outra empresa que possua o produto desejado.

Melhora nas vendas

Um bom controle de estoque de mercadorias também pode se tornar uma vantagem competitiva para a sua empresa. A medida em que possuindo determinado produto, e que esteja em falta nas empresas que concorrem, você garante um aumento das vendas. Além disso, a fidelização de seus clientes. É muito ruim para o vendedor conseguir fechar uma venda difícil e descobrir que não existe o produto no estoque.

Ou pior, que ele pode demorar a chegar. Nesses casos, a frustração não é apenas do vendedor, mas também do cliente que acaba procurando outra opção a partir da concorrência.


O estoque de mercadorias controla o fluxo de materiais na empresa; que indicam o desempenho de setores como financeiro, vendas e administrativo. Permite também prever as necessidades de compras futuras e organiza o planejamento da empresa.


O controle de mercadorias a serem vendidas indica quais os produtos que possuem maior procura. E até em que momento do mês há mais vendas sobre ele. Também fala quais os que têm pouca saída e os que são sazonais. Ou seja, os que vendem apenas em determinada época. A partir dessas observações, é possível compreender as estratégias de vendas desses produtos e como o consumidor tem reagido a elas. Da mesma forma como o que pode ser feito no futuro.


Sabemos que para o setor financeiro, o controle de estoque pode diminuir seus custos, aumentar o fluxo de entradas e saídas e evitar desperdícios. Tudo a partir de um planejamento seguro por mês.

Como montar seu estoque de mercadorias de forma eficiente

1 - Planeje compras fazendo projeções de demanda

A previsão de demanda é uma questão essencial para as estratégias de otimização do estoque de mercadorias. Prevendo a quantidade exata de produtos e serviços que serão requisitados em cada período, você irá garantir uma compra mais enxuta. O que faz a mercadoria girar mais rapidamente e, consequentemente, liberar espaços importantes no estoque. Além disso, você irá garantir que não falte os produtos e serviços certos no momento em que mais são procurados. Assim, então, aumentando o volume de vendas. Para que isso aconteça, analise o histórico de saídas de mercadorias cruzando as informações do volume com o período. Nesse sentido, você descobre o período sazonal de cada um.


E dessa forma, você irá poder projetar demandas futuras, planejar compras melhores, negociar descontos e custos de entrega. Além de eliminar os riscos de receber produtos atrasados.

2 - Considere os prazos de entrega no planejamento

Inúmeros gestores não consideram os prazos reais em que devem receber as compras após a encomenda. E acabam por culpar os fornecedores por não lhes darem a devida atenção. Isso significa falta de planejamento de compras.

A falta de consideração ao prazo de entrega faz com que as encomendas sejam realizadas em cima da hora. O torna impossível de serem atendidas pelos fornecedores, que também possuem seus métodos e padrões de entrega. Você pode até mudar de fornecedor para um mais próximo ou que atenda mais rápido, porém o problema irá continuar. Isso, pois ele também terá o seu prazo para entregar as encomendas.


O prazo de entrega deve ser contado a partir do momento em que é realizada a encomenda (fecha o negócio de compra com o fornecedor) até de fato recebê-la em seu estoque. Nesse sentido, pesquise junto aos fornecedores quais são os prazos reais, com margem para atrasos. Em alguns casos, sabemos que é possível negociar um prazo menor, mas dependerá do volume e frequência de compra.

Não deixe de ler: 5 KPIs e métricas logísticas que todo gestor deve ficar de olho

3 - Escolha os fornecedores que melhor lhe atendam

O fornecedor não deve ser escolhido somente devido aos preços de vendas, porém também pela qualidade dos produtos e serviços oferecidos, pelos prazos de entrega, pelas condições de pagamento, pelo relacionamento, entre outros motivos.

Há muitos fatores a serem considerados, e cada um tem a sua devida importância para o negócio. Diante disso, faça uma análise mais detalhada deles. Liste cada fornecedor na vertical com os atributos na horizontal. Dê um peso para cada atributo (nota, pontos etc.). Por exemplo: caso você considere o prazo de entrega mais importante, dê uma pontuação superior a esse fator para o fornecedor que entregar mais rápido.


Um bom relacionamento e uma boa negociação de prazos de entrega com seus fornecedores pode ser um diferencial muito importante para a sua empresa. A pronta entrega pode fazer com que sua empresa possua determinado produto antes de seus concorrentes.

Outra questão importante, pesquise essas informações com os fornecedores, pontuando cada fator de acordo com o peso que tem para o seu negócio. Some as pontuações e descubra quais são os melhores fornecedores para a sua empresa. Lembrando que essa pesquisa deve ser feita de período em período.

4 - Cadastre os seus produtos

Realizando o cadastro de todos os seus produtos no estoque, sua gestão neste processo fica muito mais organizada e facilitada. É essencial realizar a atualização da contagem de estoque a cada nova entrada ou saída de produto. Ao cumprir esse processo, você  saberá exatamente quando há falta ou excesso de produtos, e terá a noção precisa do momento certo para realizar novas compras com seus fornecedores, ou então o momento para fazer liquidação de possíveis produtos em excesso.

Para montar um estoque de mercadorias eficiente é fundamental que você delimite o estoque máximo e mínimo de cada produto de acordo com a demanda de cada um. Ao separar os seus produtos por suas respectivas categorias fica muito mais fácil organizar e fazer um bom controle de estoque. Dessa forma, você poderá saber a natureza, especificações, características e tipos de produtos que estão disponíveis no seu estoque.

5 - Faça um inventário de estoque

Através da contagem, cadastro e categorização de todos os seus produtos, o recomendado é fazer um inventário de estoque. Ou seja, é necessário calcular o valor somado de todos os produtos disponíveis no estoque. Com o inventário, fazer um controle de estoque eficiente se torna uma tarefa mais fácil. O motivo está no fato de  possibilitar ao empresário o planejamento e realização de ações estratégicas. Nesse sentido, visando a otimização do giro de estoque, de modo a não deixar produtos parados por muito tempo.

6 - Fique atento aos indicadores de resultados

É essencial realizar um constante e rigoroso registro de suas vendas a cada nova saída de seus produtos, permitindo assim identificar quais os seus produtos que possuem uma maior demanda no mercado e quais deles não obtém o retorno esperado.


O controle de produtos mais e menos vendidos é o que chamamos de ABC de vendas por produtos. Isso é fundamental para que sua empresa foque na compra de produtos realmente necessários para o estoque e reduza gastos desnecessários. Outro importante indicador, que não podemos deixar de expor, para fazer um controle de estoque eficiente é o que chamamos de cobertura de estoque. Este recurso serve para apontar se o seu estoque é suficiente ou não para atender as médias de compra de acordo com o registro de todas as saídas de seus produtos.

Para o cálculo do estoque de mercadorias, é necessário fazer o cruzamento do número de produtos que você possui em seu estoque com a sua previsão média de vendas.

7 - Integre os setores de sua empresa

O estoque não deve de forma alguma ser tratado como um setor isolado dentro da empresa. O motivo está no fato de que um controle de estoque eficiente é fundamental para o bom funcionamento de todos os setores da organização em si e vice-versa. Afinal, todos eles precisam trabalhar em torno de uma boa gestão de estoque de mercadorias.


Caso profissionais responsáveis por cuidar da saúde financeira do empreendimento demonstram preocupação com o atual orçamento empresarial, é necessário haver um diálogo. Isso, de forma a reduzir o estoque e evitar gastos excessivos, evitando desse modo possíveis situações de endividamento da empresa.

8 - Conte com ferramentas de gestão

Considerando o avanço das tecnologias de internet, você não precisa mais fazer todo o trabalho manualmente. Um sistema de gestão na nuvem pode automatizar inúmeras tarefas, liberando mais tempo para você se dedicar ao planejamento estratégico do negócio.

O controle de estoque de mercadorias ganhou muito com essa novidade e agora pode ser totalmente gerido. Dessa forma, reduzindo os riscos de erros e até de retrabalhos. Os gestores podem analisar os relatórios que são emitidos e compreender como está o andamento dos processos como um todo e também por setor.


O próprio software pode indicar quando houver necessidade de aquisição de novos produtos. Nesse sentido, de acordo com a saída deles do estoque e o valor que precisa ser disponibilizado para sua aquisição. É o tipo de ferramenta que traz vantagens para toda a empresa. Afinal, ele pode controlar melhor as vendas, as compras, as finanças e a administração de setores, baseado tudo em relatórios detalhados ou simplificados, diários ou mensais, de acordo com a necessidade.


Nesse sentido, a quantidade de mercadorias em estoque, ordens de compras, dados históricos e outros podem ser atualizadas em tempo real. Por outro lado, um software de gestão baseado em nuvem possibilita que todos os seus dados sejam acessíveis. Independentemente da hora e local que estiver.

Para finalizar, o que queremos dizer é que não importa onde você está ou qual dispositivo móvel está usando. Se tiver uma conexão com internet, poderá acessar o sistema, verificar dados e realizar tarefas, e melhor, tudo em tempo real. Imagine o tempo e dinheiro que poderia economizar com locomoção ao agregar essa mobilidade aos dados do estoque.

Leia mais:  Conheça os benefícios da automação logística no e-commerce

A Pier8 pode ajudar você nessa etapa importante a partir das soluções em logísticas para seu negócio! Entre em contato conosco através do formulário , podemos tirar todas suas dúvidas! :)

Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?