Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
20
10
2021

Mitos e tendências da Logística 4.0

Tag
Confira as postagens sobre Logística 4.0 aqui na Pier8!

Com o tempo, o termo logística 4.0 tornou-se tão relevante no mercado, que pode ser considerado um membro da Indústria 4.0. Com esse movimento, é comum que surjam mitos, verdades e tendências do assunto.

Mas é importante ficar atento, pois pressuposições incorretas podem até mesmo afastar gestores e profissionais que têm em seu cotidiano a cadeia de suprimentos, o que os impede de aproveitar os resultados e os benefícios da transformação na logística.

No entanto, é essencial estar atualizado ao que essa terminologia de fato significa e ao que ela passa a significar com o tempo. Dessa forma, a empresa consegue compreender como a transformação pode envolver rupturas culturais, ao mesmo tempo em que não é impossível de ser alcançada. 

Vale considerar que, alguns esforços coordenados são necessários e podem ajudar a garantir uma transição que possibilite o crescimento do seu negócio. 

Neste conteúdo, conheça os mitos e tendências da Logística 4.0, assim, será possível aplicar todas as estratégias corretamente. 

Principais mitos e tendências da Logística 4.0

1. Exige tecnologias extremamente complexas e caras

Quando se tem acesso a informações sobre Logística 4.0, é comum se impactar com tecnologias consideradas complexas e caras. Com isso, automaticamente, se tem o raciocínio rápido, que a rede de aplicações interligadas deve ter custo inacessível para empresas pequenas. No entanto, isso não é verdade e sim um mito. 

É preciso reconhecer que a logística 4.0 não é um conceito fixo, e sim dinâmico. A partir disso, ficará mais fácil entender que ela pode ser aplicada com diferentes tecnologias e paradigmas em diferentes contextos. 

O principal foco desta solução deve ser alcançar os pilares fundamentais, como a conectividade e a automação. O valor de investimento em infraestrutura pode variar em dois contextos: complexidade e preço, mas os resultados devem ser alcançados.

Existe também a possibilidade de adquirir soluções tecnológicas como serviço, de forma simples e menos custosa, com a computação em nuvem. Nesse caso, uma empresa de logística pode agilizar todo o processo a partir da terceirização. O investimento inicial não é tão alto.

2. O planejamento da Logística 4.0 é feito somente uma vez

Mito. A logística 4.0 não deve ser planejada somente uma vez e depois está tudo certo. 

Aqui, é necessário relembrar que a Logística 4.0 não é um conceito fixo. 

Por conta disso, ela não está associada a checklists prontos. Para fazer o planejamento da maneira correta, algumas organizações estabelecem um cronograma gradual de reformas internas relacionadas a aplicação de tecnologia na logística e monitoramento, o lugar que se quer chegar é mais importante do que o tempo. A questão aqui é justamente fazer mudanças constantes para alcançar novos resultados.

3. Logística 4.0 só é para grandes empresas

Como você já deve saber, a transformação na logística não é exclusividade de grandes empresas. Por isso, eis aqui mais um mito. Afinal, aplicar as mudanças colocadas é uma necessidade de qualquer empresa que busca se manter atualizada às novas tendências e reduzir custos, aumentar a eficiência e conseguir outras vantagens (inclusive mais competitivas).

4. A mudança para a Logística 4.0 também é cultural

O comportamento do consumidor mudou, e está em constante mudança. Hoje, sabe-se que a busca é por uma melhor experiência de compra. 

Por consequência, a mudança para a era 4.0 é cultural. Isso é uma verdade. Para adaptar-se aos processos otimizados, integrados e conectados, é fundamental começar uma mudança orgânica, ou seja, da raiz, na visão de negócios e na visão da tecnologia.

A melhor maneira de seguir este fluxo corretamente é entendendo que as inovações devem fundamentar as ações, portanto, deve haver uma postura voltada aos dados para busca de insights, chamada de data driven.

Além disso, é necessário compreender a mudança na gestão logística. Com essas mudanças, torna-se evidente a necessidade de automação, e voltar o olhar para a eficiência e a redução de desperdícios. É um alinhamento aos princípios de uma produção voltada a demandas claras, que lida com pequenos problemas por vez e oferece o melhor.

A mudança é cultural nesse sentido, afinal, o foco está em melhorias contínuas, como já mencionamos no tópico anterior. Portanto, o apoio de indicadores é crucial nessas etapas, pois só assim é possível identificar quais serão os melhores ajustes.

5. A tecnologia não vai ‘’substituir’’ o trabalho manual

Isso não é um mito.  As tecnologias aplicadas à logística 4.0 não têm o objetivo de substituir os colaboradores. A finalidade, no entanto, é de integrar os funcionários e complementar seu trabalho. 

Tecnologia na logística está muito mais relacionada ao melhor controle de dados, com trabalhos repetitivos e com funções que precisam de respostas em tempo real.

Qual a tendência da Logística 4.0: como ela impacta os negócios

No mundo em que os negócios precisam se adaptar, voltado para o 4.0, demanda a obtenção de inteligência para antecipar vendas e demandas, ajustar fluxos de distribuição para aumentar a eficiência, melhorar a detecção de erros e de problemas, entre outros.

As melhores decisões também estão voltadas ao máximo de informações possíveis e confiáveis, que são consequências da tecnologia na logística. 

A Logística 4.0 implica redução de desperdícios, com uma produção mais eficiente, voltada para atender a demandas personalizadas. Existem menos erros também e uma diminuição considerável do lead time, com maior satisfação dos clientes finais.

É muito importante ressaltar que a Logística 4.0 já tem saído do patamar de tendência e tem se tornado cada vez mais realidade no mundo dos negócios. As empresas que investirem nesse modelo podem sair na frente da concorrência, criar diferenciais competitivos e ganhar mais espaço no mercado.

Gostou do conteúdo? 

Continue acompanhando o blog e receba mais dicas para evoluir seu negócio. 

Pier 8 tem soluções em logística, que saber mais? Entre em contato


Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
Confira as postagens sobre Logística 4.0 aqui na Pier8!

Mitos e tendências da Logística 4.0

Com o tempo, o termo logística 4.0 tornou-se tão relevante no mercado, que pode ser considerado um membro da Indústria 4.0. Com esse movimento, é comum que surjam mitos, verdades e tendências do assunto.

Mas é importante ficar atento, pois pressuposições incorretas podem até mesmo afastar gestores e profissionais que têm em seu cotidiano a cadeia de suprimentos, o que os impede de aproveitar os resultados e os benefícios da transformação na logística.

No entanto, é essencial estar atualizado ao que essa terminologia de fato significa e ao que ela passa a significar com o tempo. Dessa forma, a empresa consegue compreender como a transformação pode envolver rupturas culturais, ao mesmo tempo em que não é impossível de ser alcançada. 

Vale considerar que, alguns esforços coordenados são necessários e podem ajudar a garantir uma transição que possibilite o crescimento do seu negócio. 

Neste conteúdo, conheça os mitos e tendências da Logística 4.0, assim, será possível aplicar todas as estratégias corretamente. 

Principais mitos e tendências da Logística 4.0

1. Exige tecnologias extremamente complexas e caras

Quando se tem acesso a informações sobre Logística 4.0, é comum se impactar com tecnologias consideradas complexas e caras. Com isso, automaticamente, se tem o raciocínio rápido, que a rede de aplicações interligadas deve ter custo inacessível para empresas pequenas. No entanto, isso não é verdade e sim um mito. 

É preciso reconhecer que a logística 4.0 não é um conceito fixo, e sim dinâmico. A partir disso, ficará mais fácil entender que ela pode ser aplicada com diferentes tecnologias e paradigmas em diferentes contextos. 

O principal foco desta solução deve ser alcançar os pilares fundamentais, como a conectividade e a automação. O valor de investimento em infraestrutura pode variar em dois contextos: complexidade e preço, mas os resultados devem ser alcançados.

Existe também a possibilidade de adquirir soluções tecnológicas como serviço, de forma simples e menos custosa, com a computação em nuvem. Nesse caso, uma empresa de logística pode agilizar todo o processo a partir da terceirização. O investimento inicial não é tão alto.

2. O planejamento da Logística 4.0 é feito somente uma vez

Mito. A logística 4.0 não deve ser planejada somente uma vez e depois está tudo certo. 

Aqui, é necessário relembrar que a Logística 4.0 não é um conceito fixo. 

Por conta disso, ela não está associada a checklists prontos. Para fazer o planejamento da maneira correta, algumas organizações estabelecem um cronograma gradual de reformas internas relacionadas a aplicação de tecnologia na logística e monitoramento, o lugar que se quer chegar é mais importante do que o tempo. A questão aqui é justamente fazer mudanças constantes para alcançar novos resultados.

3. Logística 4.0 só é para grandes empresas

Como você já deve saber, a transformação na logística não é exclusividade de grandes empresas. Por isso, eis aqui mais um mito. Afinal, aplicar as mudanças colocadas é uma necessidade de qualquer empresa que busca se manter atualizada às novas tendências e reduzir custos, aumentar a eficiência e conseguir outras vantagens (inclusive mais competitivas).

4. A mudança para a Logística 4.0 também é cultural

O comportamento do consumidor mudou, e está em constante mudança. Hoje, sabe-se que a busca é por uma melhor experiência de compra. 

Por consequência, a mudança para a era 4.0 é cultural. Isso é uma verdade. Para adaptar-se aos processos otimizados, integrados e conectados, é fundamental começar uma mudança orgânica, ou seja, da raiz, na visão de negócios e na visão da tecnologia.

A melhor maneira de seguir este fluxo corretamente é entendendo que as inovações devem fundamentar as ações, portanto, deve haver uma postura voltada aos dados para busca de insights, chamada de data driven.

Além disso, é necessário compreender a mudança na gestão logística. Com essas mudanças, torna-se evidente a necessidade de automação, e voltar o olhar para a eficiência e a redução de desperdícios. É um alinhamento aos princípios de uma produção voltada a demandas claras, que lida com pequenos problemas por vez e oferece o melhor.

A mudança é cultural nesse sentido, afinal, o foco está em melhorias contínuas, como já mencionamos no tópico anterior. Portanto, o apoio de indicadores é crucial nessas etapas, pois só assim é possível identificar quais serão os melhores ajustes.

5. A tecnologia não vai ‘’substituir’’ o trabalho manual

Isso não é um mito.  As tecnologias aplicadas à logística 4.0 não têm o objetivo de substituir os colaboradores. A finalidade, no entanto, é de integrar os funcionários e complementar seu trabalho. 

Tecnologia na logística está muito mais relacionada ao melhor controle de dados, com trabalhos repetitivos e com funções que precisam de respostas em tempo real.

Qual a tendência da Logística 4.0: como ela impacta os negócios

No mundo em que os negócios precisam se adaptar, voltado para o 4.0, demanda a obtenção de inteligência para antecipar vendas e demandas, ajustar fluxos de distribuição para aumentar a eficiência, melhorar a detecção de erros e de problemas, entre outros.

As melhores decisões também estão voltadas ao máximo de informações possíveis e confiáveis, que são consequências da tecnologia na logística. 

A Logística 4.0 implica redução de desperdícios, com uma produção mais eficiente, voltada para atender a demandas personalizadas. Existem menos erros também e uma diminuição considerável do lead time, com maior satisfação dos clientes finais.

É muito importante ressaltar que a Logística 4.0 já tem saído do patamar de tendência e tem se tornado cada vez mais realidade no mundo dos negócios. As empresas que investirem nesse modelo podem sair na frente da concorrência, criar diferenciais competitivos e ganhar mais espaço no mercado.

Gostou do conteúdo? 

Continue acompanhando o blog e receba mais dicas para evoluir seu negócio. 

Pier 8 tem soluções em logística, que saber mais? Entre em contato


Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?