Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
17
09
2021

Importância do SKU na gestão de estoque

Tag
gestão
gestão de logística
estoque

Apesar da urgência em melhorar os processos, a política de gestão de estoque pode ser considerada por muitos gestores como um processo secundário. No entanto, o descaso com esta etapa pode repercutir em falhas nessa área que afetam diretamente a capacidade da empresa de ser competitiva. 

Por conta disso, muitos gestores buscam novas tecnologias para serem mais eficazes, como é o caso do SKU.

Atualmente, saber o que é SKU e como aplicá-lo é essencial para gestores de empresas que trabalham com o armazenamento de produtos. Serviços de exportação e importação, entregas, centros de distribuição e e-commerces são exemplos de segmentos do mercado que diariamente lidam, ou deveriam lidar, com essa sigla frequentemente. Aliás, ela tem um papel fundamental para melhorar o controle e a organização na gestão de um estoque.

Neste artigo, vamos apresentar a importância desta sigla para a gestão de estoque

O que é SKU?

SKU é a sigla para Stock Keeping Unit, traduzida para o português como Unidade de Manutenção de Estoque. O conceito faz é uma referência ou código identificador atribuído a um item armazenado no seu estoque.

O uso do SKU em estoques é responsável por facilitar o gerenciamento, a localização e o fluxo de produtos. A empresa poderá identificar os itens por suas características (como fabricante, tamanho, peso, cor e forma) rapidamente. Além disso, a maior rastreabilidade do item irá facilitar o transporte e a gestão do uso com o apoio de soluções de TI.

Basicamente, o SKU pode ser visto como o CPF de um produto, capaz de facilitar a identificação de todas as formas de um item, como o seu tamanho, a sua cor e demais especificações de modo automatizado. Tendo os dados em mãos, a empresa terá muito mais capacidade de evitar riscos e problemas na gestão de suas mercadorias.

Como o SKU funciona?

O SKU funciona como uma espécie de número de série, cadastro ou identidade de um produto no estoque. Por exemplo: uma shampoo Pantene 400ml poderia ter como SKU PT-HIDRA-400 — destacando-se as características básicas do produto, como a marca, o material e o tamanho.

Fato curioso é que, neste caso, se houver cem produtos de shampoo Pantene 400ml no seu estoque, você teria apenas um SKU, e não cem. Isso acontece devido a condição de não haver diferença entre o mesmo produto. No caso, o mais assertivo para diferenciar é inserir um numeral após o último dígito do código. Nesse caso, ficaria assim: PT-HIDRA-400-0001.

Ou seja, o SKU é um código estruturado capaz de facilitar a visualização de todas as características únicas de uma mercadoria. Assim, a empresa terá recursos para evitar problemas na gestão de seu estoque e atingir um maior nível de qualidade.

4 Vantagens do SKU na gestão de estoque

O uso do SKU traz uma série de vantagens para a empresa. A gestão dos recursos torna-se mais eficaz, há melhorias na comunicação e o acompanhamento dos produtos na cadeia de entrega da empresa. Conheça outros dos principais benefícios!

1. Aprimora a organização do estoque

Organizar o estoque é um passo fundamental dentro de uma série de estratégias capazes de evitar problemas. Caso os produtos estejam com uma classificação e um armazenamento confuso, a empresa terá dificuldades para identificar o fluxo das mercadorias e avaliar se existem produtos perto da sua validade ou que estão em baixa.

O trabalho realizado com um volume muito grande de produtos em um armazém, é representado por uma rotina de grande nível de complexidade.  

Mas, com o SKU, o time poderá ordenar os itens de um modo muito mais simples. Você pode, por exemplo, armazenar um SKU em um local fixo no estoque e, assim, facilitar a localização deles. E, quando for necessário, será mais fácil encontrar o item dentro do estoque.

2. Simplifica a comunicação interna

Para os colaboradores que atuam no estoque, é mais fácil localizar, separar ou falar de um produto com outros funcionários quando usam o SKU em vez de descrever um item por suas características.

Esse feito é responsável por agilizar os processos de movimentação de produtos em um armazém. É muito simples, basta informar o código da mercadoria para encontrar os dados referentes à sua localização.

Sem dúvida, essa ação gera um grande ganho de qualidade para os processos de gestão de estoque. Os prazos de entrega cairão, tornando assim a empresa mais competitiva. Além disso, com menos erros, os atrasos serão menos frequentes, assim como os prejuízos.

3. Facilita a leitura humana

Diferente do que muitos podem imaginar, SKU não é código de barras, logo, qualquer pessoa pode ler sua descrição. Além disso, o SKU é único para as empresas que compram os produtos: basta adicionar um dígito que identifique sua marca. Por outro lado, o código de barras pode ser alterado pela fabricante e não apresenta uma ordem lógica.

Consequentemente, os profissionais logísticos poderão trocar dados sobre os SKUs de um produto sem utilizar soluções adicionais. Basta ler o seu código e informar, pelo meio mais conveniente, o registro a outra pessoa da equipe.

4. Possibilita a integração com outras soluções facilmente

Uma coisa é certa, muitas empresas já fazem o gerenciamento de estoque com o apoio de ferramentas de gestão. Além de encontrar facilidades na tecnologia, hoje, é quase impossível não ter alguma aplicação nos negócios. Elas otimizam o acesso a dados, centralizando as informações, permitindo o compartilhamento rápido de registros e automatizando etapas do fluxo operacional interno.

Com o SKU, a integração com esse tipo de solução de TI torna o processo muito mais simples e rápido. Hoje em dia, muitos softwares de gestão modernos já contam com suporte ao SKU integrado com as suas funcionalidades. Assim, o gerenciamento de estoque torna-se mais simples e automatizado. Além de toda a questão que envolve a identificação e a organização de mercadorias, o SKU irá auxiliar na visualização do status do estoque diretamente em seu ERP por toda a equipe interna.

Dessa maneira, com dados mais precisos, a empresa agilizará entregas, diminuirá os erros nos envios de produtos e aumentará a satisfação, tanto da equipe interna quanto dos seus clientes.

Gostou do conteúdo? 

Continue acompanhando o blog e receba mais dicas para seu negócio! A Pier 8 tem soluções em logística para seu negócio! 


Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
gestão
gestão de logística
estoque

Importância do SKU na gestão de estoque

Apesar da urgência em melhorar os processos, a política de gestão de estoque pode ser considerada por muitos gestores como um processo secundário. No entanto, o descaso com esta etapa pode repercutir em falhas nessa área que afetam diretamente a capacidade da empresa de ser competitiva. 

Por conta disso, muitos gestores buscam novas tecnologias para serem mais eficazes, como é o caso do SKU.

Atualmente, saber o que é SKU e como aplicá-lo é essencial para gestores de empresas que trabalham com o armazenamento de produtos. Serviços de exportação e importação, entregas, centros de distribuição e e-commerces são exemplos de segmentos do mercado que diariamente lidam, ou deveriam lidar, com essa sigla frequentemente. Aliás, ela tem um papel fundamental para melhorar o controle e a organização na gestão de um estoque.

Neste artigo, vamos apresentar a importância desta sigla para a gestão de estoque

O que é SKU?

SKU é a sigla para Stock Keeping Unit, traduzida para o português como Unidade de Manutenção de Estoque. O conceito faz é uma referência ou código identificador atribuído a um item armazenado no seu estoque.

O uso do SKU em estoques é responsável por facilitar o gerenciamento, a localização e o fluxo de produtos. A empresa poderá identificar os itens por suas características (como fabricante, tamanho, peso, cor e forma) rapidamente. Além disso, a maior rastreabilidade do item irá facilitar o transporte e a gestão do uso com o apoio de soluções de TI.

Basicamente, o SKU pode ser visto como o CPF de um produto, capaz de facilitar a identificação de todas as formas de um item, como o seu tamanho, a sua cor e demais especificações de modo automatizado. Tendo os dados em mãos, a empresa terá muito mais capacidade de evitar riscos e problemas na gestão de suas mercadorias.

Como o SKU funciona?

O SKU funciona como uma espécie de número de série, cadastro ou identidade de um produto no estoque. Por exemplo: uma shampoo Pantene 400ml poderia ter como SKU PT-HIDRA-400 — destacando-se as características básicas do produto, como a marca, o material e o tamanho.

Fato curioso é que, neste caso, se houver cem produtos de shampoo Pantene 400ml no seu estoque, você teria apenas um SKU, e não cem. Isso acontece devido a condição de não haver diferença entre o mesmo produto. No caso, o mais assertivo para diferenciar é inserir um numeral após o último dígito do código. Nesse caso, ficaria assim: PT-HIDRA-400-0001.

Ou seja, o SKU é um código estruturado capaz de facilitar a visualização de todas as características únicas de uma mercadoria. Assim, a empresa terá recursos para evitar problemas na gestão de seu estoque e atingir um maior nível de qualidade.

4 Vantagens do SKU na gestão de estoque

O uso do SKU traz uma série de vantagens para a empresa. A gestão dos recursos torna-se mais eficaz, há melhorias na comunicação e o acompanhamento dos produtos na cadeia de entrega da empresa. Conheça outros dos principais benefícios!

1. Aprimora a organização do estoque

Organizar o estoque é um passo fundamental dentro de uma série de estratégias capazes de evitar problemas. Caso os produtos estejam com uma classificação e um armazenamento confuso, a empresa terá dificuldades para identificar o fluxo das mercadorias e avaliar se existem produtos perto da sua validade ou que estão em baixa.

O trabalho realizado com um volume muito grande de produtos em um armazém, é representado por uma rotina de grande nível de complexidade.  

Mas, com o SKU, o time poderá ordenar os itens de um modo muito mais simples. Você pode, por exemplo, armazenar um SKU em um local fixo no estoque e, assim, facilitar a localização deles. E, quando for necessário, será mais fácil encontrar o item dentro do estoque.

2. Simplifica a comunicação interna

Para os colaboradores que atuam no estoque, é mais fácil localizar, separar ou falar de um produto com outros funcionários quando usam o SKU em vez de descrever um item por suas características.

Esse feito é responsável por agilizar os processos de movimentação de produtos em um armazém. É muito simples, basta informar o código da mercadoria para encontrar os dados referentes à sua localização.

Sem dúvida, essa ação gera um grande ganho de qualidade para os processos de gestão de estoque. Os prazos de entrega cairão, tornando assim a empresa mais competitiva. Além disso, com menos erros, os atrasos serão menos frequentes, assim como os prejuízos.

3. Facilita a leitura humana

Diferente do que muitos podem imaginar, SKU não é código de barras, logo, qualquer pessoa pode ler sua descrição. Além disso, o SKU é único para as empresas que compram os produtos: basta adicionar um dígito que identifique sua marca. Por outro lado, o código de barras pode ser alterado pela fabricante e não apresenta uma ordem lógica.

Consequentemente, os profissionais logísticos poderão trocar dados sobre os SKUs de um produto sem utilizar soluções adicionais. Basta ler o seu código e informar, pelo meio mais conveniente, o registro a outra pessoa da equipe.

4. Possibilita a integração com outras soluções facilmente

Uma coisa é certa, muitas empresas já fazem o gerenciamento de estoque com o apoio de ferramentas de gestão. Além de encontrar facilidades na tecnologia, hoje, é quase impossível não ter alguma aplicação nos negócios. Elas otimizam o acesso a dados, centralizando as informações, permitindo o compartilhamento rápido de registros e automatizando etapas do fluxo operacional interno.

Com o SKU, a integração com esse tipo de solução de TI torna o processo muito mais simples e rápido. Hoje em dia, muitos softwares de gestão modernos já contam com suporte ao SKU integrado com as suas funcionalidades. Assim, o gerenciamento de estoque torna-se mais simples e automatizado. Além de toda a questão que envolve a identificação e a organização de mercadorias, o SKU irá auxiliar na visualização do status do estoque diretamente em seu ERP por toda a equipe interna.

Dessa maneira, com dados mais precisos, a empresa agilizará entregas, diminuirá os erros nos envios de produtos e aumentará a satisfação, tanto da equipe interna quanto dos seus clientes.

Gostou do conteúdo? 

Continue acompanhando o blog e receba mais dicas para seu negócio! A Pier 8 tem soluções em logística para seu negócio! 


Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?