Join Our Newsletter
  Corrija o(s) campo(s) assinalado(s) acima.

Full-Commerce como estratégia de negócio

14.2.2020 13:22

A compra e venda pela internet são ações já consolidadas no dia-a-dia de cada um de nós. Se por um lado está o consumidor, mais crítico, cheio de opções e ansiosos por boas experiências de compra; do outro está o desafio de quem vende em atender às expectativas do cliente, ter rentabilidade no negócio e destacar-se diante de seus concorrentes.


As pesquisas apontam que o e-commerce no Brasil só está em estado crescente, o que demonstra também a necessidade de que os empreendedores se especializem e acompanhem a evolução desse mercado. Diante disso, o conceito de Full Commerce entra como estratégia de negócios focada em otimizar resultados.


Neste artigo vamos explorar tudo o que você precisa saber sobre Full-Commerce


Vamos lá!

Leia também: O que é a Logística Reversa no E-Commerce?

Como funciona o Full-Commerce

Full-Commerce como estratégia de negócio

O Full-Commerce trata-se da terceirização de atividades inerentes ao processo de venda em um e-commerce. Ou seja, etapas como o planejamento, implantação da loja, operação, meios de pagamento, logística, marketing, tecnologia, atendimento ao cliente e outros serviços relacionados a operação de um e-commerce, ficam sob responsabilidade de um especialista. 


Nesse sentido, o empreendedor ganha tempo para direcionar seus esforços e manter o foco em outros aspectos do negócio.


Por outro lado, ao adotar o modelo de Full Commerce, o e-commerce consegue aliar à sua empresa a expertise de um serviço bem definido, desse modo, há a profissionalização de atividades que talvez não conseguiria desempenhar com a mesma eficiência.


Atente-se às vantagens: 


  • Rentabilidade na operação;
  • Conhecimento de um especialista somado às atividades;
  • Gestão compartilhada dos riscos do negócio;
  • Eficiência tecnológica;
  • Maior competitividade no mercado.


Vamos falar um pouco mais sobre os benefícios Full-Commerce.

Benefícios Full-Commerce para seu negócio

Esta é uma dúvida comum dentro desse tema. Pensando nisso, separamos algumas dicas para reduzir os custos e otimizar o fulfillment em seu e-commerce.

Segmente os SKU´s

Os SKU’s (referências/código dos produtos), geralmente podem causar uma grande confusão no e-commerce. Um dos modos de reduzir os custos com seu fulfillment é segmentar os SKU’s por marca durante a armazenagem


Dessa forma, além de facilitar a procura do produto durante a montagem do pedido, você também terá um controle maior do seu estoque e diminuirá a probabilidade de ter falta de estoque.

Leia mais: Descubra como Fazer o Calculo de Frete sem Prejuízo

Defina os KPI´s

A definição dos KPI’s (Key Performance Indicator, ou Indicadores-Chave de Desempenho) é essencial para uma boa gestão. Nesse sentido, estabeleça métricas para mensurar a performance diária, como por exemplo o número de pedidos e a quantidade enviada. Este feito irá permitir o controle integral da produção geral e individual.


Sabe-se que existem também outros tipos de KPI´s que não estão necessariamente relacionados à performance dos profissionais. Exemplos podem ser: quantidade de insucessos (ou seja, retorno de pedidos enviados após esgotamento das tentativas de entrega) e métricas de logística reversa.

Utilize tecnologia 

Outro ponto bastante conhecido é que a tecnologia é importante em um e-commerce, porém nem sempre ela é usada de uma forma que gere potencialidades. Utilizar ferramentas de apoio à gestão, pode ser essencial para garantir uma operação de fulfillment otimizada


Saiba que softwares como ERPs, WMS, TMS, entre outros, são essenciais para organização da operação quando existe uma quantidade considerável de pedidos.

Full-Commerce como estratégia de negócio

Terceirize a mão de obra

Caso a logística tenha atendido às suas expectativas, é possível que ele irá comprar novamente e é nesse momento que a terceirização da logística do seu e-commerce pode entrar como uma ótima opção. Os empresários, neste cenário, poderão focar no melhor gerenciamento das empresas, não precisando ficar centralmente responsáveis pelo armazenamento do produto, embalagem e entrega, funções que ficarão à cargo de empresa qualificada e especialista no ramo. A terceirização de mão de obra é uma realidade. Essa alternativa tem diminuído os custos internos de muitas empresas e pode te ajudar também.

Ofereça uma experiência única

Os novos consumidores prezam por exclusividade. Para finalizar seu processo de fulfillment, não podemos esquecer da entrega do produto ao cliente. A experiência de compra precisa ser impecável em todas as etapas, desde a escolha do produto, checkout e recebimento do produto. Desse modo, você garante a fidelização dos clientes.


Independentemente da operação, seja ela terceirizada ou interna, utilize essas dicas em seu processo de fulfillment. Essas estratégias irão te ajudar a reduzir custos e otimizar sua gestão na loja virtual.


A Pier8 pode ajudar você nessa etapa importante a partir das soluções em logísticas para e-commerce! Entre em contato conosco através do formulário , podemos tirar todas suas dúvidas! 


Não deixe de nos acompanhar e receba mais dicas para seu negócio! 


Até a próxima! 

Conteúdos Relacionados

Tem alguma dúvida sobre logística?

fale com um expert