Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
12
05
2020

Entenda como o conceito de Internet das Coisas adentra no setor logístico

logística
logística 4.0
processo logistico

Não se esqueça de que a era digital, na qual estamos inseridos, não aceita erros e ineficiências e agrega consumidores cada vez mais exigentes. Uma das respostas à isso está no fato de que as redes sociais está propagando mais velozmente os problemas das empresas. Concorrências acirradas são alguns dos pontos que fazem com que você tenha que ter atenção. Ou seja, não se pode mais ficar para trás no mercado.


Uma tecnologia que ganhou espaço no setor logístico foi a Internet das Coisas. Continue lendo este artigo e entenda como isso está ocorrendo nessa área!

Leia também: Logística do futuro: tecnologias emergentes que vão mudar o segmento

O que é a Internet das Coisas?

Entenda como o conceito de Internet das Coisas adentra no setor logístico

A Internet das Coisas (IoT ou Internet of Things) trata-se de um conceito da área de Tecnologia da Informação e diz respeito à integração de objetos que, geralmente, não são “tecnológicos” com sensores e conexão à internet. A tendência é que todos os objetos do dia-a-dia passarão a ser conectados à rede, de forma inteligente e sensorial.


Se a informação do parágrafo acima não é de seu conhecimento, saiba que já é uma realidade, sobretudo nos setores empresarial e industrial. Há diversos exemplos que podem ser citados, tais como:


  • sensores em máquinas para mensurar produtividade;
  • sensores no setor fabril, que indicam o momento de reposição de insumos;
  • uso da Internet das Coisas para controle de estoques;
  • uso de lâmpadas inteligentes como modo de economizar com energia elétrica, entre outros.

Como se dá a Internet das Coisas no setor logístico?

A Internet das Coisas possui uma série de aplicações interessantes que auxiliam a revolucionar o setor logístico das empresas. As organizações que optarem por aplicar o conceito em seus negócios podem ter um aumento de produtividade significativo. Assim como maior controle e melhor gestão das questões internas do negócio em longo prazo.


Listamos algumas das principais aplicações da Internet das Coisas na logística e como é possível conseguir melhores resultados! 

Monitoramento de cargas

A partir do uso de sensores nas cargas, que transmitem as informações em tempo real para um sistema, é possível acompanhar se os itens estão chegando aos seus destinos tal como planejado. Se há atrasos ou desvios e é possível até mesmo identificar um furto ou roubo de carga em tempo real, permitindo contactar as autoridades de forma imediata.

Controle de rotas de veículos

Entenda como o conceito de Internet das Coisas adentra no setor logístico

Quanto mais eficiente for seu prazo de entrega, melhor será para a empresa, de modo a agradar o cliente final. Isso é possível a partir da otimização de rotas.


Com os sensores conectados aos veículos, um software consegue acompanhar as informações transmitidas e conferir, com aplicativos de trânsito, qual é o melhor trajeto para que o motorista possa prosseguir. Dessa maneira evita-se atrasos gerados por congestionamentos, acidentes, entre outros.

Gestão de estoque otimizada

Através de coletores de dados que utilizam radiofrequência, assim como de leitores de códigos de barras integrados a sistemas de controle de armazéns, é possível ter um domínio muito mais preciso do inventário e agilizar o processamento e a separação de pedidos para o transporte.

Internet das Coisas + Monitoramento da jornada de trabalho na logística 

Outro ponto bastante interessante sobre a aplicação da Internet das Coisas no setor logístico não diz respeito apenas à eficiência, mas também aos cuidados com seus colaboradores, a equipe que trabalha no setor. É muito comum que motoristas estendam a jornada de trabalho para melhorar prazos de entrega e terminar a viagem mais cedo.


Entretanto, essa é uma prática perigosa, além de injusta, sendo uma das principais causas de acidentes entre esses colaboradores, já reconhecida, inclusive, pelo STF e utilizada como importante argumento em casos de processos judiciais.


Diante disso, é essencial que os gestores mantenham o controle sobre o ritmo de trabalho dos seus motoristas, e a Internet das Coisas ocupa esse lugar enquanto aliada de peso no processo.


A partir de sensores implementados nos veículos, torna-se possível verificar se o automóvel está parado ou em movimento e por quanto tempo ele circulou. Desta forma é possível punir os motoristas que desobedecem às ordens e realizam jornadas exaustivas de trabalho.


O uso de inovações, novas tecnologias e modos de fazer em rotinas produtivas auxilia a potencializar resultados e tornar o processo logístico mais eficiente. A Internet das Coisas é uma das mais importantes utilizadas atualmente, mas não se engane, não é única. 


Não deixe de nos acompanhar e receba mais dicas para seu negócio! 

Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?