Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
30
03
2021

Dicas para evitar o excesso de estoque

Tag
estoque
logística

Para os negócios de sucesso, o excesso de estoque significa somente uma coisa: grande quantidade de capital imobilizado no negócio. Além disso, os prejuízos se ampliam, pois quanto maior for o estoque, maiores são os custos relacionados à sua estrutura e manutenção. Nessas situações, é hora de repensar estratégias logísticas e focar em soluções para aumentar o desempenho de seu negócio! 

Dicas para evitar o excesso de estoque 

1. Avalie seu estoque

O baixo giro de estoque é um problema que pode causar excesso, ele acontece quando produtos são comprados na quantidade certa, entretanto, por algum motivo não estão sendo vendidos como deveriam. A questão é: se você não mede, não consegue gerenciar. Essa é a regra básica de qualquer empreendimento. Diante disso, o primeiro passo numa gestão de estoque eficiente é saber exatamente o que e quanto se tem de cada item que está em estoque.

O que acontece bastante é que muitos gestores aproveitam promoções e ofertas de fornecedores e enchem o estoque com produtos que não apresentam tanta demanda e, em decorrência disto, ficam velhos demais, obsoletos e acabam dependendo de uma “venda eventual” – o que não é nada bom para a saúde financeira do seu negócio.

Nesse sentido, muito além de manter um registro atualizado de tudo que entra e sai de estoque é saber avaliar e tirar as melhores informações. O que significa ficar atento aos produtos que possuem maior saída, os que estão em baixa no estoque e aqueles que estão estagnados.

2. Automatize os processos

A qualidade do controle de estoque está diretamente relacionada à qualidade da entrada das informações. Muitos empreendedores, com o objetivo de reduzir gastos, acabam não otimizando e automatizando os processos de gestão de estoque. Com isso, inúmeras demandas do dia a dia podem se perder ou mesmo não serem realizadas dentro do prazo.

É essencial contar com um sistema de gestão de estoque. Softwares de gestão são integrados aos demais setores da empresa e auxiliam no momento da contabilização de mercadorias, mantendo o registro preciso e atualizado de tudo que entra e sai do estoque.

Dessa forma, uma venda realizada é automaticamente baixada do estoque, possibilitando ao gestor conhecer exatamente a quantidade disponível de cada item e qual a demanda de determinados produtos, isso tende a otimizar o estoque do seu negócio. 

3. Contabilize o inventário

Você não vai conseguir fugir. Se você trabalha com estoque é fundamental que todos os produtos sejam contabilizados. Um inventário atualizado oferece segurança e maior controle daquilo que tem em estoque e também de quais itens vendem mais ou menos.

A partir da automatização dos processos logísticos é possível gerar relatórios que oferecem uma visão detalhada da situação do estoque, assim como o desempenho das mercadorias que vendem bem e daquelas que estão estagnadas, possibilitando melhores resultados e a expansão dos lucros das mais vendidas.

4. Realize as compras com base no histórico de movimentação

Fazer uma previsão de vendas é essencial para manter uma gestão de estoque eficiente. Para isso, utilize as informações armazenadas no banco de dados para alimentar seu estoque.

Aproveitando esses dados, é possível se planejar e antecipar a demanda de um determinado produto, eliminando a possibilidade deste faltar em uma determinada época com pico de venda. 

Por outro lado, é necessário ficar atento aos chamados períodos de “sazonalidade”, aqueles em que determinada mercadoria está em alta no mercado. E para saber quais produtos têm maior demanda e em qual época é fundamental manter os dados do estoque sempre atualizados.

Software para controlar estoque com eficiência

A implantação de um WMS é o caminho mais assertivo para controle de estoque. Explicaremos o porquê.

Optar por um sistema de gerenciamento de armazém reduz o tempo de tarefas e maximiza os resultados, é ideal tanto para a gestão de estoque quanto para outros processos logísticos, como preparação de pedidos ou gestão de referências.

O uso de um WMS em armazéns de médio e grande porte já é uma realidade, principalmente em pequenas instalações, que já enxergam resultados mais potentes. Os benefícios do WMS para o controle de estoque são:

Informação em tempo real 

O uso do software WMS na logística permite o recebimento de informações sobre a quantidade de estoque de cada armazém: aliado ao ERP, o software integra todos os dados relativos aos produtos (rotação, lote, entre outros). Tornando as tomadas de decisões mais precisas e assertivas. 

Agilidade no tempo de trabalho

Um dos grandes benefícios da tecnologia aplicada à logística é a otimização de tempo. O WMS, por exemplo, evita a tarefa repetitiva de adicionar e retirar produtos e referências na aplicação. E mais: erros manuais são mais comuns de acontecer, a partir dessa solução todas as possibilidades de erros são eliminadas.

Otimização das referências

Quando falamos de WMS também falamos de automatização. Aqui, ele automatiza a localização dos produtos de acordo com as estratégias internas do negócio (rotação, proximidade com outras referências...). Assim, a capacidade de armazenagem é aumentada sem alterar o armazém.

Estoque rastreado

A partir do controle de estoque via rastreamento, o gestor tende a não somente a controlar a quantidade de produto de cada referência, como também onde ele se encontra durante os diferentes processos que acontecem no armazém.

Geração de relatórios e estatísticas

O software WMS é capaz de colher os milhares de dados, que são produzidos todos os dias em um armazém, o objetivo no entanto é que o responsável pela instalação consiga tomar decisões de acordo com o desempenho real de cada operação logística.

Automatização do estoque no armazém

Com o avanço da logística 4.0, os prazos de entrega foram reduzidos e as empresas foram obrigadas a se adaptarem aos diversos tipos de canais de venda, que no fim são utilizados pelo consumidor final. 

Negócios que têm um armazém - ou mais de um - e com alta densidade de entradas e saídas de produtos, o controle de estoque feito manualmente pode causar falhas que resultam em rupturas sérias (sobretudo para o futuro) de estoque.

Vivemos tempos em que não se pode ter uma reputação ruim, pois o consumidor está mais atento e sabe o que quer. Dessa forma, somente um serviço ágil pode garantir entregas eficientes e a correta otimização dos recursos do armazém na logística pode tornar seu negócio mais competitivo. 

Na prática, cada vez mais negócios optam por sistemas de gerenciamento de armazém, afinal, eles permitem: automatizar o controle de estoque e a gestão de localizações, como resultado é possível ter o aumento da produtividade e, principalmente, reduzir custos de operação logística

A Pier 8 tem soluções em logística a partir de tecnologias consistentes, como o sistema WMS para evitar excesso de estoque! Entre em contato conosco!



Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
estoque
logística

Dicas para evitar o excesso de estoque

Para os negócios de sucesso, o excesso de estoque significa somente uma coisa: grande quantidade de capital imobilizado no negócio. Além disso, os prejuízos se ampliam, pois quanto maior for o estoque, maiores são os custos relacionados à sua estrutura e manutenção. Nessas situações, é hora de repensar estratégias logísticas e focar em soluções para aumentar o desempenho de seu negócio! 

Dicas para evitar o excesso de estoque 

1. Avalie seu estoque

O baixo giro de estoque é um problema que pode causar excesso, ele acontece quando produtos são comprados na quantidade certa, entretanto, por algum motivo não estão sendo vendidos como deveriam. A questão é: se você não mede, não consegue gerenciar. Essa é a regra básica de qualquer empreendimento. Diante disso, o primeiro passo numa gestão de estoque eficiente é saber exatamente o que e quanto se tem de cada item que está em estoque.

O que acontece bastante é que muitos gestores aproveitam promoções e ofertas de fornecedores e enchem o estoque com produtos que não apresentam tanta demanda e, em decorrência disto, ficam velhos demais, obsoletos e acabam dependendo de uma “venda eventual” – o que não é nada bom para a saúde financeira do seu negócio.

Nesse sentido, muito além de manter um registro atualizado de tudo que entra e sai de estoque é saber avaliar e tirar as melhores informações. O que significa ficar atento aos produtos que possuem maior saída, os que estão em baixa no estoque e aqueles que estão estagnados.

2. Automatize os processos

A qualidade do controle de estoque está diretamente relacionada à qualidade da entrada das informações. Muitos empreendedores, com o objetivo de reduzir gastos, acabam não otimizando e automatizando os processos de gestão de estoque. Com isso, inúmeras demandas do dia a dia podem se perder ou mesmo não serem realizadas dentro do prazo.

É essencial contar com um sistema de gestão de estoque. Softwares de gestão são integrados aos demais setores da empresa e auxiliam no momento da contabilização de mercadorias, mantendo o registro preciso e atualizado de tudo que entra e sai do estoque.

Dessa forma, uma venda realizada é automaticamente baixada do estoque, possibilitando ao gestor conhecer exatamente a quantidade disponível de cada item e qual a demanda de determinados produtos, isso tende a otimizar o estoque do seu negócio. 

3. Contabilize o inventário

Você não vai conseguir fugir. Se você trabalha com estoque é fundamental que todos os produtos sejam contabilizados. Um inventário atualizado oferece segurança e maior controle daquilo que tem em estoque e também de quais itens vendem mais ou menos.

A partir da automatização dos processos logísticos é possível gerar relatórios que oferecem uma visão detalhada da situação do estoque, assim como o desempenho das mercadorias que vendem bem e daquelas que estão estagnadas, possibilitando melhores resultados e a expansão dos lucros das mais vendidas.

4. Realize as compras com base no histórico de movimentação

Fazer uma previsão de vendas é essencial para manter uma gestão de estoque eficiente. Para isso, utilize as informações armazenadas no banco de dados para alimentar seu estoque.

Aproveitando esses dados, é possível se planejar e antecipar a demanda de um determinado produto, eliminando a possibilidade deste faltar em uma determinada época com pico de venda. 

Por outro lado, é necessário ficar atento aos chamados períodos de “sazonalidade”, aqueles em que determinada mercadoria está em alta no mercado. E para saber quais produtos têm maior demanda e em qual época é fundamental manter os dados do estoque sempre atualizados.

Software para controlar estoque com eficiência

A implantação de um WMS é o caminho mais assertivo para controle de estoque. Explicaremos o porquê.

Optar por um sistema de gerenciamento de armazém reduz o tempo de tarefas e maximiza os resultados, é ideal tanto para a gestão de estoque quanto para outros processos logísticos, como preparação de pedidos ou gestão de referências.

O uso de um WMS em armazéns de médio e grande porte já é uma realidade, principalmente em pequenas instalações, que já enxergam resultados mais potentes. Os benefícios do WMS para o controle de estoque são:

Informação em tempo real 

O uso do software WMS na logística permite o recebimento de informações sobre a quantidade de estoque de cada armazém: aliado ao ERP, o software integra todos os dados relativos aos produtos (rotação, lote, entre outros). Tornando as tomadas de decisões mais precisas e assertivas. 

Agilidade no tempo de trabalho

Um dos grandes benefícios da tecnologia aplicada à logística é a otimização de tempo. O WMS, por exemplo, evita a tarefa repetitiva de adicionar e retirar produtos e referências na aplicação. E mais: erros manuais são mais comuns de acontecer, a partir dessa solução todas as possibilidades de erros são eliminadas.

Otimização das referências

Quando falamos de WMS também falamos de automatização. Aqui, ele automatiza a localização dos produtos de acordo com as estratégias internas do negócio (rotação, proximidade com outras referências...). Assim, a capacidade de armazenagem é aumentada sem alterar o armazém.

Estoque rastreado

A partir do controle de estoque via rastreamento, o gestor tende a não somente a controlar a quantidade de produto de cada referência, como também onde ele se encontra durante os diferentes processos que acontecem no armazém.

Geração de relatórios e estatísticas

O software WMS é capaz de colher os milhares de dados, que são produzidos todos os dias em um armazém, o objetivo no entanto é que o responsável pela instalação consiga tomar decisões de acordo com o desempenho real de cada operação logística.

Automatização do estoque no armazém

Com o avanço da logística 4.0, os prazos de entrega foram reduzidos e as empresas foram obrigadas a se adaptarem aos diversos tipos de canais de venda, que no fim são utilizados pelo consumidor final. 

Negócios que têm um armazém - ou mais de um - e com alta densidade de entradas e saídas de produtos, o controle de estoque feito manualmente pode causar falhas que resultam em rupturas sérias (sobretudo para o futuro) de estoque.

Vivemos tempos em que não se pode ter uma reputação ruim, pois o consumidor está mais atento e sabe o que quer. Dessa forma, somente um serviço ágil pode garantir entregas eficientes e a correta otimização dos recursos do armazém na logística pode tornar seu negócio mais competitivo. 

Na prática, cada vez mais negócios optam por sistemas de gerenciamento de armazém, afinal, eles permitem: automatizar o controle de estoque e a gestão de localizações, como resultado é possível ter o aumento da produtividade e, principalmente, reduzir custos de operação logística

A Pier 8 tem soluções em logística a partir de tecnologias consistentes, como o sistema WMS para evitar excesso de estoque! Entre em contato conosco!



Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?