Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
23
07
2021

Como funciona a integração entre os sistemas ERP e WMS?

Tag
wms
plataforma

Os sistemas de gerenciamento de armazém não operam de forma isolada de outras ferramentas de gestão de negócios, mas coexistem no mesmo ecossistema. No entanto, é necessário viabilizar a conexão entre o ERP (Enterprise Resource Planning) e o WMS, processo este que pode levantar dúvidas em termos técnicos. 

Fato é que, o fluxo de informações entre um WMS e ERP existem e funcionam em harmonia, mas não utilizam a mesma plataforma nem são construídos para cumprir a mesma função. Por consequência, o sistema de gestão de armazém não é um simples módulo ERP, mas sim um software desenvolvido ad hoc para a gestão das operações de armazém com funcionalidades muito mais avançadas.

Como integrar os sistemas ERP e WMS?

Os sistemas ERP e WMS compartilham informações de modo contínuo e, dependendo do tipo de dados e processos, o papel de cada sistema muda . Então, um fluxo de dados é estabelecido em duas direções:

O sistema ERP cria e mantém os bancos de dados principal: registra novos produtos, adiciona fornecedores e transfere pedidos de compras para o armazém, além de gerar notas fiscais. Para este tipo de tarefa, o ERP "rege" o WMS.

Além disso, existe uma transferência de informações do WMS para o ERP quando, por exemplo, a mercadoria é recebida no armazém ou os pedidos são despachados. Nessas situações, o WMS notifica o ERP e atualiza os dados do inventário. Assim, ele exerce a função de mestre.

É muito importante controlar essa troca de informações para que não ocorram erros ou dados duplicados. Isso geralmente é obtido usando a atribuição de diferentes estados(planejado, em processo, preparado, carregado, despachado, entre outros). Estas “etiquetas” indicam a um sistema e a outro quais ações podem e não podem ser realizadas de acordo com as regras que foram definidas. Por exemplo, o WMS é incapaz de carregar pedidos que não tenham sido marcados como “faturados” pelo ERP.

Por outro lado, o nível de detalhe das informações que cada sistema utiliza também varia. Para usuários de ERP, é provável que saibam diariamente quais são os produtos e em que quantidade. No entanto, o banco de dados WMS deve armazenar informações muito mais específicas, como a localização de cada SKU, o tipo de contentor em que está localizado (palete, caixa, unidades individuais) ou os prazos de entrega programados.

Entendendo as principais diferenças entre o ERP e o WMS... 

Para concluir, a principal diferença entre os dois sistemas de gestão é relevante do ponto de vista de sua especialização. Por um lado, o ERP é um sistema que abrange mais áreas da empresa, não à toa o consideramos a “espinha dorsal” do sistema logístico

Na logística, podemos dizer que o WMS envolve funcionalidades mais sofisticadas do que as disponibilizadas por um ERP, ou seja, ela é fundamental no auxílio de equipes que trabalham com a logística de armazenagem.

Entretanto, aqui vale reconhecer a importância do WMS integrado ao ERP, toda a operação logística é levada para um padrão, e assim reconhece-se as equipes trabalhando em sincronia e alta produtividade. O WMS também tem o diferencial de fornecer relatórios com base em tendências já consolidadas, e o desdobramento disso é mais eficiente frente à gestão logística e auxiliando na tomada de decisões.

Soluções integradas para Logística de Armazenagem

Lembre-se: para uma logística eficiente, o ERP e o WMS são dois softwares que juntos se complementam,  e assim podem potencializar a gestão logística atingindo todos os setores. WMS é essencial para negócios voltados para a cadeia de suprimentos. Já o ERP é capaz de aumentar de maneira significativa a capacidade de processamento de pedidos, afinal, aumenta a velocidade do picking, na armazenagem logística e em todas as outras movimentações dentro de uma armazenagem logística

Em resumo, o processo começa no ERP, passa pelo WMS e depois retorna ao ERP. 

A plataforma logística concentra todas as soluções em logística em único lugar, com alta tecnologia, suprindo todas as necessidades do setor em armazenagem e gestão de estoque

Dessa forma, uma empresa de logística é responsável por todos os processos de armazenagem, separação, controle das mercadorias, entrada e saída, além do monitoramento até a chegada na casa do cliente. Todos nós sabemos que este é um processo que demanda um trabalho de análise e experiência. Quando há uma empresa responsável por isso, você ganha mais segurança, assim como seu cliente. O melhor é que o contratante consegue acompanhar tudo em tempo real. 

Principais vantagens da plataforma logística da Pier 8:

  1. Poder de negociação oriundo dos grandes volumes de carga, que podem gerar acordos vantajosos para o prestador de serviços;
  2. Utilização das áreas próprias da plataforma logística para estoque, diminuindo assim  assim o espaço necessário na própria planta do cliente;
  3. Alcance maior na cadeia de distribuição, a possibilidade de realização de transporte multimodal/intermodal, o que contribui para a diminuição dos custos logísticos, assim como no balanceamento da matriz de transportes;
  4.  Proximidade de estruturas de apoio e a possibilidade de exploração de inúmeras alternativas no âmbito de terceiras partes que estão envolvidas no serviço
  5. Geração imediata de empregos na região de operação da plataforma logística.

Entre em contato conosco. Vamos ser parceiros logísticos!




Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
wms
plataforma

Como funciona a integração entre os sistemas ERP e WMS?

Os sistemas de gerenciamento de armazém não operam de forma isolada de outras ferramentas de gestão de negócios, mas coexistem no mesmo ecossistema. No entanto, é necessário viabilizar a conexão entre o ERP (Enterprise Resource Planning) e o WMS, processo este que pode levantar dúvidas em termos técnicos. 

Fato é que, o fluxo de informações entre um WMS e ERP existem e funcionam em harmonia, mas não utilizam a mesma plataforma nem são construídos para cumprir a mesma função. Por consequência, o sistema de gestão de armazém não é um simples módulo ERP, mas sim um software desenvolvido ad hoc para a gestão das operações de armazém com funcionalidades muito mais avançadas.

Como integrar os sistemas ERP e WMS?

Os sistemas ERP e WMS compartilham informações de modo contínuo e, dependendo do tipo de dados e processos, o papel de cada sistema muda . Então, um fluxo de dados é estabelecido em duas direções:

O sistema ERP cria e mantém os bancos de dados principal: registra novos produtos, adiciona fornecedores e transfere pedidos de compras para o armazém, além de gerar notas fiscais. Para este tipo de tarefa, o ERP "rege" o WMS.

Além disso, existe uma transferência de informações do WMS para o ERP quando, por exemplo, a mercadoria é recebida no armazém ou os pedidos são despachados. Nessas situações, o WMS notifica o ERP e atualiza os dados do inventário. Assim, ele exerce a função de mestre.

É muito importante controlar essa troca de informações para que não ocorram erros ou dados duplicados. Isso geralmente é obtido usando a atribuição de diferentes estados(planejado, em processo, preparado, carregado, despachado, entre outros). Estas “etiquetas” indicam a um sistema e a outro quais ações podem e não podem ser realizadas de acordo com as regras que foram definidas. Por exemplo, o WMS é incapaz de carregar pedidos que não tenham sido marcados como “faturados” pelo ERP.

Por outro lado, o nível de detalhe das informações que cada sistema utiliza também varia. Para usuários de ERP, é provável que saibam diariamente quais são os produtos e em que quantidade. No entanto, o banco de dados WMS deve armazenar informações muito mais específicas, como a localização de cada SKU, o tipo de contentor em que está localizado (palete, caixa, unidades individuais) ou os prazos de entrega programados.

Entendendo as principais diferenças entre o ERP e o WMS... 

Para concluir, a principal diferença entre os dois sistemas de gestão é relevante do ponto de vista de sua especialização. Por um lado, o ERP é um sistema que abrange mais áreas da empresa, não à toa o consideramos a “espinha dorsal” do sistema logístico

Na logística, podemos dizer que o WMS envolve funcionalidades mais sofisticadas do que as disponibilizadas por um ERP, ou seja, ela é fundamental no auxílio de equipes que trabalham com a logística de armazenagem.

Entretanto, aqui vale reconhecer a importância do WMS integrado ao ERP, toda a operação logística é levada para um padrão, e assim reconhece-se as equipes trabalhando em sincronia e alta produtividade. O WMS também tem o diferencial de fornecer relatórios com base em tendências já consolidadas, e o desdobramento disso é mais eficiente frente à gestão logística e auxiliando na tomada de decisões.

Soluções integradas para Logística de Armazenagem

Lembre-se: para uma logística eficiente, o ERP e o WMS são dois softwares que juntos se complementam,  e assim podem potencializar a gestão logística atingindo todos os setores. WMS é essencial para negócios voltados para a cadeia de suprimentos. Já o ERP é capaz de aumentar de maneira significativa a capacidade de processamento de pedidos, afinal, aumenta a velocidade do picking, na armazenagem logística e em todas as outras movimentações dentro de uma armazenagem logística

Em resumo, o processo começa no ERP, passa pelo WMS e depois retorna ao ERP. 

A plataforma logística concentra todas as soluções em logística em único lugar, com alta tecnologia, suprindo todas as necessidades do setor em armazenagem e gestão de estoque

Dessa forma, uma empresa de logística é responsável por todos os processos de armazenagem, separação, controle das mercadorias, entrada e saída, além do monitoramento até a chegada na casa do cliente. Todos nós sabemos que este é um processo que demanda um trabalho de análise e experiência. Quando há uma empresa responsável por isso, você ganha mais segurança, assim como seu cliente. O melhor é que o contratante consegue acompanhar tudo em tempo real. 

Principais vantagens da plataforma logística da Pier 8:

  1. Poder de negociação oriundo dos grandes volumes de carga, que podem gerar acordos vantajosos para o prestador de serviços;
  2. Utilização das áreas próprias da plataforma logística para estoque, diminuindo assim  assim o espaço necessário na própria planta do cliente;
  3. Alcance maior na cadeia de distribuição, a possibilidade de realização de transporte multimodal/intermodal, o que contribui para a diminuição dos custos logísticos, assim como no balanceamento da matriz de transportes;
  4.  Proximidade de estruturas de apoio e a possibilidade de exploração de inúmeras alternativas no âmbito de terceiras partes que estão envolvidas no serviço
  5. Geração imediata de empregos na região de operação da plataforma logística.

Entre em contato conosco. Vamos ser parceiros logísticos!




Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?