Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Como estruturar uma boa Logística para e-commerce

Tag
e-commerce
logística para e-commerce
transporte terceirizado

De uma vez por todas, agora mais do que nunca, os e-commerces ocupam o mercado e,de todas as maneiras (diversos nichos), alcançaram a preferência de muitos consumidores, principalmente os mais jovens, que fazem suas compras através da internet, enquanto utilizam o computador (desktop) ou laptop, e também andando pelas ruas através de dispositivos móveis. Se tratando de eficiência no e-commerce, você sabe como estruturar uma boa logística para e-commerce

Não há loja física, mas ainda é necessário armazenar e transportar mercadorias.

Para além disso, a logística é tema central nos tempos modernos. Atualmente, a experiência do consumidor é determinante para empresas que querem se destacar no mercado. E para isso, a eficiência durante todo o processo logístico é fundamental.

Por que estruturar uma logística para e-commerce?

A logística para e-commerce é chamada, apropriadamente, de e-logística. Trata-se de um conjunto de atividades que integram a cadeia logística de um negócio e envolvem:

  • Recebimento e conferência dos produtos ou insumos;
  • Movimentação dos produtos para a preparação do pedido (picking);
  • Atuação das transportadoras, no caso de empresas que são encarregadas pelas entregas;
  • Gerenciamento das entregas.

Uma coisa é certa, a logística para e-commerce é responsável pelo planejamento e controle do armazém e do fluxo das mercadorias, assim como gerencia todas as informações relacionadas a elas, desde o ponto de partida até o ponto de destino. A partir do rastreamento dos pedidos, o próprio cliente pode acompanhar a jornada de sua encomenda.

E-commerces precisam investir em logística para assegurar o crescimento do negócio, a captação e, acima de tudo, a fidelização de clientes. Este último fator tem sido um dos principais objetivos dos empreendedores na atualidade, sobretudo devido à crise econômica e a necessidade cada vez maior de reduzir custos.

Para o consumidor, o prazo de entrega e o preço do frete são questões relevantes no momento de escolher um e-commerce.

Dessa forma, a logística para e-commerce bem estruturada transforma-se em um diferencial valioso para qualquer empresa que atua na internet. É responsabilidade do empreendedor ter produtos estocados suficientes para atender a demanda dos clientes que acessam seu site e prover a entrega dentro do prazo, buscando sempre alternativas para reduzir esse tempo e valorizar a experiência do consumidor. Além disso, conseguir que o cliente pague menos pelo frete é uma estratégia que certamente irá atrair mais clientes e manter aqueles que já fizeram alguma compra no e-commerce.

O valor do preço é um elemento do e-commerce que ainda representa desvantagem em relação ao comércio tradicional. A compra de um produto cujo valor do frete seja muito caro só é realmente digno de vantagem quando esse produto não existe na cidade do consumidor.

Portanto, o gestor deve considerar a logística para e-commerce como fundamental para seu negócio e não deixar para tratar dos assuntos que a envolvem apenas no último momento. É preciso fazer um planejamento eficiente, ou seja, desenvolver operações logísticas que vão satisfazer as necessidades de seu e-commerce. Acompanhe agora como estruturar a logística para e-commerce sem preocupações! 

Fulfillment para estruturar uma logística para e-commerce com eficiência! 

Para começar, vamos definir o que é o fulfillment. Trata-se de um conjunto de operações e atividades que são realizadas desde o recebimento do pedido no e-commerce até a entrega do produto. Dentro dele podemos referenciar alguns processos como o recebimento, armazenamento, picking (def: separação e preparação de pedidos), embalagem do produto, faturamento e expedição.

Entretanto, esses processos quando somados podem representar uma fatia muito importante no total de custos da operação virtual. Vamos a um exemplo de e-commerce, se o lojista envia produtos a mais no pedido sem conferência, o que pode ocorrer são grandes perdas financeiras.

E é justamente por este motivo que alguns dos grandes players escolhem por terceirizar essas atividades com empresas especializadas em full-commerce. Sabe-se que outras organizam, por exemplo, um padrão de serviços, usando um SLA de d+0.

O modelo full commerce ocorre quando o empreendedor terceiriza toda parte de planejamento, consultoria, criação, gestão, operação, segurança digital, meios de pagamento e análises de resultados do comércio eletrônico do seu negócio. Este método irá possibilitar uma visão total de todo o cenário, através dos instrumentos disponíveis e adequados, e então serão adotadas as melhores práticas, direcionando todo o funcionamento para soluções ágeis e inteligentes, do mesmo modo que irá auxiliar na comunicação entre empresa e mercado. 

A implementação da logística fulfillment garante que os custos sejam reduzidos e as vendas aumentem. Atualmente, sabemos que a participação das vendas de lojistas dentro dos negócios online dos principais varejistas ultrapassa os 25% em faturamento e 35% em quantidade de pedidos. 

Segmente os SKU´s

Os SKU’s (referências/código dos produtos), geralmente podem causar uma grande confusão no e-commerce. Um dos modos de reduzir os custos com seu fulfillment é segmentar os SKU’s por marca durante a armazenagem. Dessa forma, além de facilitar a procura do produto durante a montagem do pedido, você também terá um controle maior do seu estoque e diminuirá a probabilidade de ter falta de estoque.

Defina os KPI´s

A definição dos KPI’s (Key Performance Indicator, ou Indicadores-Chave de Desempenho) é essencial para uma boa gestão. Nesse sentido, estabeleça métricas para mensurar a performance diária, como por exemplo o número de pedidos e a quantidade enviada. Este feito irá permitir o controle integral da produção geral e individual.

Sabe-se que existem também outros tipos de KPI´s que não estão necessariamente relacionados à performance dos profissionais. Exemplos podem ser: quantidade de insucessos (ou seja, retorno de pedidos enviados após esgotamento das tentativas de entrega) e métricas de logística reversa.

Utilize tecnologia 

Outro ponto bastante conhecido é que a tecnologia é importante em um e-commerce, porém nem sempre ela é usada de uma forma que gere potencialidades. Utilizar ferramentas de apoio à gestão, pode ser essencial para garantir uma operação de fulfillment otimizada. Saiba que softwares como ERPs, WMS, TMS, entre outros, são essenciais para organização da operação quando existe uma quantidade considerável de pedidos.

Terceirize a mão de obra

Caso a logística tenha atendido às suas expectativas, é possível que ele irá comprar novamente e é nesse momento que a terceirização da logística do seu negócio pode entrar como uma ótima opção. Os empresários, neste cenário, poderão focar no melhor gerenciamento das empresas, não precisando ficar centralmente responsáveis pelo armazenamento do produto, embalagem e entrega, funções que ficarão à cargo de empresa qualificada e especialista no ramo. A terceirização de mão de obra é uma realidade. Essa alternativa tem diminuído os custos internos de muitas empresas e pode te ajudar também.

Ofereça uma experiência única

Os novos consumidores prezam por exclusividade. Para finalizar seu processo de fulfillment, não podemos esquecer da entrega do produto ao cliente. A experiência de compra precisa ser impecável em todas as etapas, desde a escolha do produto, checkout e recebimento do produto. Desse modo, você garante a fidelização dos clientes.

Independentemente da operação, seja ela terceirizada ou interna, utilize essas dicas em seu processo de fulfillment. Essas estratégias irão te ajudar a reduzir custos e otimizar sua gestão na loja virtual.

A Pier8 pode ajudar você nessa etapa importante a partir das soluções em logísticas para e-commerce (fulfillment e muito mais! Entre em contato conosco através do formulário, podemos tirar todas suas dúvidas! 

Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
e-commerce
logística para e-commerce
transporte terceirizado

Como estruturar uma boa Logística para e-commerce

De uma vez por todas, agora mais do que nunca, os e-commerces ocupam o mercado e,de todas as maneiras (diversos nichos), alcançaram a preferência de muitos consumidores, principalmente os mais jovens, que fazem suas compras através da internet, enquanto utilizam o computador (desktop) ou laptop, e também andando pelas ruas através de dispositivos móveis. Se tratando de eficiência no e-commerce, você sabe como estruturar uma boa logística para e-commerce

Não há loja física, mas ainda é necessário armazenar e transportar mercadorias.

Para além disso, a logística é tema central nos tempos modernos. Atualmente, a experiência do consumidor é determinante para empresas que querem se destacar no mercado. E para isso, a eficiência durante todo o processo logístico é fundamental.

Por que estruturar uma logística para e-commerce?

A logística para e-commerce é chamada, apropriadamente, de e-logística. Trata-se de um conjunto de atividades que integram a cadeia logística de um negócio e envolvem:

  • Recebimento e conferência dos produtos ou insumos;
  • Movimentação dos produtos para a preparação do pedido (picking);
  • Atuação das transportadoras, no caso de empresas que são encarregadas pelas entregas;
  • Gerenciamento das entregas.

Uma coisa é certa, a logística para e-commerce é responsável pelo planejamento e controle do armazém e do fluxo das mercadorias, assim como gerencia todas as informações relacionadas a elas, desde o ponto de partida até o ponto de destino. A partir do rastreamento dos pedidos, o próprio cliente pode acompanhar a jornada de sua encomenda.

E-commerces precisam investir em logística para assegurar o crescimento do negócio, a captação e, acima de tudo, a fidelização de clientes. Este último fator tem sido um dos principais objetivos dos empreendedores na atualidade, sobretudo devido à crise econômica e a necessidade cada vez maior de reduzir custos.

Para o consumidor, o prazo de entrega e o preço do frete são questões relevantes no momento de escolher um e-commerce.

Dessa forma, a logística para e-commerce bem estruturada transforma-se em um diferencial valioso para qualquer empresa que atua na internet. É responsabilidade do empreendedor ter produtos estocados suficientes para atender a demanda dos clientes que acessam seu site e prover a entrega dentro do prazo, buscando sempre alternativas para reduzir esse tempo e valorizar a experiência do consumidor. Além disso, conseguir que o cliente pague menos pelo frete é uma estratégia que certamente irá atrair mais clientes e manter aqueles que já fizeram alguma compra no e-commerce.

O valor do preço é um elemento do e-commerce que ainda representa desvantagem em relação ao comércio tradicional. A compra de um produto cujo valor do frete seja muito caro só é realmente digno de vantagem quando esse produto não existe na cidade do consumidor.

Portanto, o gestor deve considerar a logística para e-commerce como fundamental para seu negócio e não deixar para tratar dos assuntos que a envolvem apenas no último momento. É preciso fazer um planejamento eficiente, ou seja, desenvolver operações logísticas que vão satisfazer as necessidades de seu e-commerce. Acompanhe agora como estruturar a logística para e-commerce sem preocupações! 

Fulfillment para estruturar uma logística para e-commerce com eficiência! 

Para começar, vamos definir o que é o fulfillment. Trata-se de um conjunto de operações e atividades que são realizadas desde o recebimento do pedido no e-commerce até a entrega do produto. Dentro dele podemos referenciar alguns processos como o recebimento, armazenamento, picking (def: separação e preparação de pedidos), embalagem do produto, faturamento e expedição.

Entretanto, esses processos quando somados podem representar uma fatia muito importante no total de custos da operação virtual. Vamos a um exemplo de e-commerce, se o lojista envia produtos a mais no pedido sem conferência, o que pode ocorrer são grandes perdas financeiras.

E é justamente por este motivo que alguns dos grandes players escolhem por terceirizar essas atividades com empresas especializadas em full-commerce. Sabe-se que outras organizam, por exemplo, um padrão de serviços, usando um SLA de d+0.

O modelo full commerce ocorre quando o empreendedor terceiriza toda parte de planejamento, consultoria, criação, gestão, operação, segurança digital, meios de pagamento e análises de resultados do comércio eletrônico do seu negócio. Este método irá possibilitar uma visão total de todo o cenário, através dos instrumentos disponíveis e adequados, e então serão adotadas as melhores práticas, direcionando todo o funcionamento para soluções ágeis e inteligentes, do mesmo modo que irá auxiliar na comunicação entre empresa e mercado. 

A implementação da logística fulfillment garante que os custos sejam reduzidos e as vendas aumentem. Atualmente, sabemos que a participação das vendas de lojistas dentro dos negócios online dos principais varejistas ultrapassa os 25% em faturamento e 35% em quantidade de pedidos. 

Segmente os SKU´s

Os SKU’s (referências/código dos produtos), geralmente podem causar uma grande confusão no e-commerce. Um dos modos de reduzir os custos com seu fulfillment é segmentar os SKU’s por marca durante a armazenagem. Dessa forma, além de facilitar a procura do produto durante a montagem do pedido, você também terá um controle maior do seu estoque e diminuirá a probabilidade de ter falta de estoque.

Defina os KPI´s

A definição dos KPI’s (Key Performance Indicator, ou Indicadores-Chave de Desempenho) é essencial para uma boa gestão. Nesse sentido, estabeleça métricas para mensurar a performance diária, como por exemplo o número de pedidos e a quantidade enviada. Este feito irá permitir o controle integral da produção geral e individual.

Sabe-se que existem também outros tipos de KPI´s que não estão necessariamente relacionados à performance dos profissionais. Exemplos podem ser: quantidade de insucessos (ou seja, retorno de pedidos enviados após esgotamento das tentativas de entrega) e métricas de logística reversa.

Utilize tecnologia 

Outro ponto bastante conhecido é que a tecnologia é importante em um e-commerce, porém nem sempre ela é usada de uma forma que gere potencialidades. Utilizar ferramentas de apoio à gestão, pode ser essencial para garantir uma operação de fulfillment otimizada. Saiba que softwares como ERPs, WMS, TMS, entre outros, são essenciais para organização da operação quando existe uma quantidade considerável de pedidos.

Terceirize a mão de obra

Caso a logística tenha atendido às suas expectativas, é possível que ele irá comprar novamente e é nesse momento que a terceirização da logística do seu negócio pode entrar como uma ótima opção. Os empresários, neste cenário, poderão focar no melhor gerenciamento das empresas, não precisando ficar centralmente responsáveis pelo armazenamento do produto, embalagem e entrega, funções que ficarão à cargo de empresa qualificada e especialista no ramo. A terceirização de mão de obra é uma realidade. Essa alternativa tem diminuído os custos internos de muitas empresas e pode te ajudar também.

Ofereça uma experiência única

Os novos consumidores prezam por exclusividade. Para finalizar seu processo de fulfillment, não podemos esquecer da entrega do produto ao cliente. A experiência de compra precisa ser impecável em todas as etapas, desde a escolha do produto, checkout e recebimento do produto. Desse modo, você garante a fidelização dos clientes.

Independentemente da operação, seja ela terceirizada ou interna, utilize essas dicas em seu processo de fulfillment. Essas estratégias irão te ajudar a reduzir custos e otimizar sua gestão na loja virtual.

A Pier8 pode ajudar você nessa etapa importante a partir das soluções em logísticas para e-commerce (fulfillment e muito mais! Entre em contato conosco através do formulário, podemos tirar todas suas dúvidas! 

Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?