Join Our Newsletter
  Corrija o(s) campo(s) assinalado(s) acima.

Como driblar a greve dos Correios

24.10.2019 11:01

Hora ou outra os Correios informam a paralisação de seus serviços por tempo indeterminado. Já nos deparamos com inúmeras situações em que os Correios em greve se fez presente, onde a empresa interrompe suas atividades, e apesar de muitas vezes possuírem pautas legítimas para as tomadas de decisões, é algo que impacta e-commerces e clientes por todo o País, gerando alta no número de atrasos e reclamações. Entretanto, você sabia que alguns danos causados pela greve podem ser evitados com um bom planejamento de negócio? 

É sobre isso que vamos abordar em nosso conteúdo! Fique com a gente! :) 


Leia também: 5 Vantagens da Logística Terceirizada para E-commerce

Por que os Correios entram em greve?

Quem trabalha com e-commerce online há muitos anos já sabe: setembro, principalmente, trata-se de um mês delicado para as operações logísticas. Isso porque esse é o mês da convenção anual do sindicato que atende a categoria dos Correios. Isso amplia as chances de uma movimentação de trabalhadores rumo à defesa de algumas pautas de sua categoria. 

Sabemos que em 2019, a decisão de iniciar uma greve foi tomada pelos funcionários para reivindicar pela melhora e manutenção de benefícios individuais, como salários, planos de saúde e vales refeição e alimentação. Ou seja, dada a situação de crise econômica que o país se encontra, são pautas legítimas

Como driblar a greve dos Correios

Como a greve dos Correios impacta os e-commerces

Ainda que hoje existam diversas alternativas logísticas para as entregas de mercadorias, como transportadoras privadas e serviços como locker, pick-up store e pick-up point, muitos e-commerces ainda utilizam a estatal como uma opção para seus envios. Segundo dados da própria empresa, aproximadamente  25 milhões de encomendas são enviadas por mês pelos Correios para endereços de todo o Brasil.

 Isso aponta uma abrangência territorial da empresa que permite que, frequentemente, os lojistas optem pela contratação de seus serviços. Porém, nesse caso, o problema está quando as marcas entregam um volume considerável de suas encomendas, aumentando as chances de prejuízos em períodos de paralisação. 

Entre os principais problemas enfrentados pelos e-commerces durante a greve dos Correios, podemos listar: 

1 - Abandono de carrinho e queda nas vendas

É simples, isso ocorre porque a notícia sobre a greve dos Correios é comunicada e replicada por diversos sites e demais veículos de todo o País. Diante disso, clientes que encontram a empresa como única opção de frete para sua compra tendem a abandonar os carrinhos e ir em busca de outros e-commerces que ofereçam alternativas de entrega.

2 - Aumento no número de reclamações

Fato: clientes sempre querem as melhores experiências em suas compras, o que inclui entregas dentro do prazo – e obviamente as greves organizadas pelos Correios influenciam consideravelmente nesse tempo. Embora elas sejam anunciadas pela imprensa, os consumidores não toleram atrasos e recorrem a canais para exigir explicações.


Não deixe de ler: 5 dicas para Melhorar seu Processo Logístico

3- Altas chances de acionamentos judiciais

Segundo a  Fundação Procon, o consumidor que contratar serviços dos Correios, como a entrega de encomendas, possui direito a solicitar ressarcimento ou abatimento do valor pago. Para além disso, o órgão orienta que empresas que utilizam os Correios como serviço de entrega são automaticamente responsáveis por encontrar um novo modo de envio dentro do prazo contratado.

Como driblar a greve dos Correios 

Bom, podemos dizer que até aqui você compreendeu que os e-commerces que trabalham com os Correios estão inevitavelmente expostos às suas greves e que podem ser impactados por essa escolha, sobretudo se ela for a única opção de entrega. Mas o que queremos mesmo abordar:  O que você pode fazer para DRIBLAR a Greve dos Correios e, consequentemente, trazer problema para dentro do seu negócio.

Como driblar a greve dos Correios

Como driblar a greve dos Correios

1 - Seja claro com seus clientes

Antes de decidir por qualquer ação, é fundamental que você seja claro com seu cliente sobre a situação. Não é porque a notícia de greve é divulgada amplamente pela mídia que você está dispensando para assumir a postura de alertá-lo. Uma solução eficiente é enviar um comunicado a todos de sua base reforçando o fato de que a paralisação pode influenciar nos prazos de entrega. Que tal reforçar a mensagem em um banner da homepage? Esta dica cumpre com o compromisso de seu negócio.

2 - Tenha mais de uma opção de entrega

Mais que uma dica, essa é uma obrigação de todo e-commerce. Contar com uma única opção de transporte é um erro fatal que alguns ainda insistem em cometer. É fundamental que as empresas negociem seus volumes com mais de uma opção de transportadora, isso as previne não só contra as situações de greve, mas também gera economias e vantagens.

3 - Ajuste seus prazos de entrega

A medida mais rápida para reduzir os impactos é a de reajustar os prazos em sua tabela de fretes. Considerando que um produto que, em média, levaria três dias para ser entregue leve o dobro do tempo, é prudente já aplicar essa margem. Assim, tudo o que chegar antes do prazo estabelecido é visto de maneira positiva pelo seu cliente.

Leia também: Redução de custos de frete e mais qualidade na entrega

4 - Avalie a possibilidade de frete grátis

Como já dissemos acima, greves tendem a afetar o número de vendas de um e-commerce. Para se prevenir e evitar essa baixa, a dica é que você avalie a possibilidade de oferecer frete grátis aos clientes em troca de um prazo estendido nas entregas. Isso permite manter o tráfego em seu site e o consumidor mais flexível.

5 - Aumente o time de atendimento

De forma inevitável, você será alvo de reclamações quando as encomendas não chegarem dentro do prazo. Diante disso, esteja pronto para atendê-las e reduzir a frustração de seus clientes. Nos períodos de greve, você deve garantir que seu time irá orientar os consumidores da melhor forma possível, com velocidade e paciência.

Como driblar a greve dos Correios

6 - Conte com a Pier 8

Na parte logística, com  a Pier 8 você terá garantia em:

  • Diminuição nos custos de estoque;
  • Menos pessoas de sua equipe alocada;
  • Know-how do parceiro serviço de mais qualidade;
  • Redução no preço final do frete segurança prazos. 


Independentemente da operação, seja ela terceirizada ou interna, utilize essas dicas em seu processo de fulfillment. Essas estratégias irão te ajudar a reduzir custos e otimizar sua gestão na loja virtual.

  1. Picking & Packing: Todo o nosso processo de picking é feito por código de barras e dupla conferência. No packing atendemos o que o seu produto precisar. 
  2. Transporte: Pelo grande volume de vendas feito por nossos clientes possuímos condições diferenciadas de frete para reduzir seus custos e do cliente final. 
  3. WMS: Temos parceria com diversas Plataformas de ERP, assim conseguimos integrar seus pedidos em nossa plataforma de forma simples e automatizada.
  4. Segurança: Seu produto na Pier8 é nossa responsabilidade. Trabalhamos somente com produtos com NF e Seguro. 
  5. 100% Online: Sua ferramenta de gestão é 100% online, onde você consegue acompanhar todas as etapas do seu processo.


Leia mais: Porque terceirizar é o passo ideal para épocas como Black Friday e Natal


Essas são somente algumas das vantagens que a logística terceirizada para e-commerce proporciona para as empresas, sobretudo quando o assunto é driblar a greve dos Correios. 

Continue nos acompanhando e receba mais dicas para seu negócio! :)

Conteúdos Relacionados

Tem alguma dúvida sobre logística?

fale com um expert