Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
17
02
2021

Como desenvolver Logística Estratégica?

Tag
Confira nossas postagens sobre Logística aqui na Pier8!

Tradicionalmente, a principal finalidade da logística é atender a prazos com o mínimo possível de despesas. As preocupações na logística estão apenas em torno da movimentação de insumos e produtos e atendimento a demandas. 

Porém, fato é que, o setor logístico de uma média ou grande indústria faz parte de algo maior e bem mais complexo, logo, o conceito precisa ser melhor desenvolvido. 

Portanto, é essencial que hoje em dia se faça a gestão logística estratégica, que leva em conta demais setores, trabalha junto a eles e procura não apenas ter um bom departamento operacionalmente, mas gerar resultados à empresa no geral.

Logística Estratégica para melhorar o desempenho do seu negócio 

Logística estratégica significa gerenciar o setor tendo em mente uma visão macro da empresa, como resultado, isso significa mais ações colocadas em prática, não apenas operacional. Ou seja, além de garantir o atendimento a prazos com os menores custos, o planejamento e as práticas diárias têm como objetivo qualificar a integração com outras áreas, otimizar processos e gerar vantagens competitivas à organização frente ao mercado competitivo.

1. Estruture o fluxo logístico

O primeiro passo é identificar quais são suas principais ações hoje, ou seja, o que está sendo feito? 

Para uma logística eficiente, é essencial cuidar do processo de armazenagem, expedição e entrega de mercadorias. Associado a isso, está o estudo das tendências atuais do mercado, da mesma maneira que as vendas realizadas pela empresa. O resultado dessas informações irá permitir escolher o que traz mais benefícios para o fluxo logístico da empresa, como a demanda, os níveis de estoque e o transporte da mercadoria.

2. Avalie usar operadores de Fulfillment

Se você não está tão animado para trabalhar com transportadoras, pode optar pela operação logística a partir do Fulfillment. Nada mais é que um processo especializado em logística de comércios físicos e digitais. De forma resumida, o Fulfillment se responsabiliza por preparar os itens a serem enviados, incluindo armazenamento em grandes depósitos, embalagem, emissão de etiquetas de postagens e transporte até o cliente.

O serviço de e-fulfillment tem sido uma questão de sobrevivência para muitos negócios. Empresas como o Mercado Livre e os Correios disponibilizam uma grande estrutura em logística, servindo como armazenagem, onde os clientes fazem a gestão online do estoque, com toda a responsabilidade de embalagem, preparo, até a entrega para o consumidor.

A Pier 8 possui integração com o Fulfillment dos Correios, onde é possível fazer gestão online do estoque e solicitar atendimento aos pedidos de vendas virtuais. Além de aprimorar a gestão de estoque, você tem a oportunidade de aproveitar as ferramentas oferecidas pelo sistema de gestão, como verificação de recebimento de pedidos, confirmação de pagamentos e emissão de notas fiscais. Além de comodidade, o Fulfillment oferece redução de custos para negócios brasileiros.

3. Faça monitoramento dos produtos enviados

O rastreamento de mercadorias pode ser um grande diferencial, aproveite as tecnologias de geolocalização para melhorar o desempenho do seu negócio. Isso porque o monitoramento beneficia tanto o comprador quanto o próprio comércio – ambas as partes podem conferir se está tudo certo com a mercadoria que está em transporte.

Lembre-se: é sua responsabilidade fazer com que o produto chegue ao seu local de destino. Além disso, o consumidor ficará satisfeito com os serviços prestados pelo seu comércio, podendo voltar a fazer outras compras.

4. Tenha uma logística reversa

A logística reversa é outro ponto que o empreendedor deve se atentar ao fazer a logística eficiente. Ela está ligada à boas práticas com o meio ambiente e a sociedade, com o mundo como está hoje, certamente você já inseriu práticas de logística reversa em seu negócio, certo? 

Ela também está relacionada à troca ou devolução de mercadorias adquiridas pela internet. É quando um produto volta para o lugar que ele saiu, nisso, práticas de estímulo à reciclagem, podem trazer novos consumidores para perto de você. Uma marca precisa estar bem posicionada, moralmente. 

Adotar esse processo é uma excelente oportunidade para gerar vantagem competitiva entre os concorrentes. Afinal, o consumidor irá perceber o atendimento eficiente da empresa mesmo no pós-venda. Além de atender os problemas dos clientes, a troca e devolução de mercadorias são direitos previstos em lei no Código de Defesa do Consumidor. Portanto, é essencial pensar em cada etapa desse procedimento.

5. Conte com o auxílio da tecnologia

Você já pensou em fazer logística com o apoio da tecnologia? Sistemas de gestão empresarial estão chamando cada vez mais a atenção por suas inúmeras funcionalidades, capazes de otimizar uma série de processos e departamentos, inclusive o estoque e transporte de mercadorias. Por exemplo: o WMS. 

Qual a função do WMS (Warehouse Management System) na logística?

O WMS nada mais é que um sistema de logística que integra a cadeia de suprimentos (SCM – Supply Chain Management), e seu principal objetivo é o gerenciamento e a automatização de todos os processos logísticos que ocorrem em um armazém ou centro de distribuição.

Com isso, houve uma revolução nos setores que demandam logística eficiente. Se antes o controle era feito manualmente, a partir dessa solução o próprio software assume total controle do estoque, desde o momento da chegada de um produto, até a etapa de expedição. O resultado? Diminuição de falhas nos processos logísticos e redução de custos, mas a lista não para por aí, além disso:

  • Otimização do tempo gasto;
  • Organização de todos os processos internos;
  • Controle da entrada e saída de produtos;
  • Planejamento de recursos;
  • Melhoria na comunicação;
  • Controle e abastecimento da linha de produção;

O sistema WMS na logística se conecta a um banco de dados, ali são registrados toda e qualquer movimentação que acontece dentro do armazém, tudo é mediado a partir do uso de códigos de barras, QR codes ou sensores automáticos. Algumas atividades realizadas pelo software, capaz de reduzir falhas importantes na logística:

  • Registra entrada e saída de mercadorias;
  • Atualizar o inventário com informações gerais sobre os produtos, como data de validade, peso, dimensões e número de lote;
  • Impulsiona a organização do estoque, com base na demanda, otimizando o espaço disponível;
  • Fornece relatórios atualizados sobre o status dos produtos no armazém.

A Pier 8 tem soluções em logística a partir de tecnologias consistentes, como o sistema WMS. Entre em contato, vamos agendar uma conversa!



Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
Confira nossas postagens sobre Logística aqui na Pier8!

Como desenvolver Logística Estratégica?

Tradicionalmente, a principal finalidade da logística é atender a prazos com o mínimo possível de despesas. As preocupações na logística estão apenas em torno da movimentação de insumos e produtos e atendimento a demandas. 

Porém, fato é que, o setor logístico de uma média ou grande indústria faz parte de algo maior e bem mais complexo, logo, o conceito precisa ser melhor desenvolvido. 

Portanto, é essencial que hoje em dia se faça a gestão logística estratégica, que leva em conta demais setores, trabalha junto a eles e procura não apenas ter um bom departamento operacionalmente, mas gerar resultados à empresa no geral.

Logística Estratégica para melhorar o desempenho do seu negócio 

Logística estratégica significa gerenciar o setor tendo em mente uma visão macro da empresa, como resultado, isso significa mais ações colocadas em prática, não apenas operacional. Ou seja, além de garantir o atendimento a prazos com os menores custos, o planejamento e as práticas diárias têm como objetivo qualificar a integração com outras áreas, otimizar processos e gerar vantagens competitivas à organização frente ao mercado competitivo.

1. Estruture o fluxo logístico

O primeiro passo é identificar quais são suas principais ações hoje, ou seja, o que está sendo feito? 

Para uma logística eficiente, é essencial cuidar do processo de armazenagem, expedição e entrega de mercadorias. Associado a isso, está o estudo das tendências atuais do mercado, da mesma maneira que as vendas realizadas pela empresa. O resultado dessas informações irá permitir escolher o que traz mais benefícios para o fluxo logístico da empresa, como a demanda, os níveis de estoque e o transporte da mercadoria.

2. Avalie usar operadores de Fulfillment

Se você não está tão animado para trabalhar com transportadoras, pode optar pela operação logística a partir do Fulfillment. Nada mais é que um processo especializado em logística de comércios físicos e digitais. De forma resumida, o Fulfillment se responsabiliza por preparar os itens a serem enviados, incluindo armazenamento em grandes depósitos, embalagem, emissão de etiquetas de postagens e transporte até o cliente.

O serviço de e-fulfillment tem sido uma questão de sobrevivência para muitos negócios. Empresas como o Mercado Livre e os Correios disponibilizam uma grande estrutura em logística, servindo como armazenagem, onde os clientes fazem a gestão online do estoque, com toda a responsabilidade de embalagem, preparo, até a entrega para o consumidor.

A Pier 8 possui integração com o Fulfillment dos Correios, onde é possível fazer gestão online do estoque e solicitar atendimento aos pedidos de vendas virtuais. Além de aprimorar a gestão de estoque, você tem a oportunidade de aproveitar as ferramentas oferecidas pelo sistema de gestão, como verificação de recebimento de pedidos, confirmação de pagamentos e emissão de notas fiscais. Além de comodidade, o Fulfillment oferece redução de custos para negócios brasileiros.

3. Faça monitoramento dos produtos enviados

O rastreamento de mercadorias pode ser um grande diferencial, aproveite as tecnologias de geolocalização para melhorar o desempenho do seu negócio. Isso porque o monitoramento beneficia tanto o comprador quanto o próprio comércio – ambas as partes podem conferir se está tudo certo com a mercadoria que está em transporte.

Lembre-se: é sua responsabilidade fazer com que o produto chegue ao seu local de destino. Além disso, o consumidor ficará satisfeito com os serviços prestados pelo seu comércio, podendo voltar a fazer outras compras.

4. Tenha uma logística reversa

A logística reversa é outro ponto que o empreendedor deve se atentar ao fazer a logística eficiente. Ela está ligada à boas práticas com o meio ambiente e a sociedade, com o mundo como está hoje, certamente você já inseriu práticas de logística reversa em seu negócio, certo? 

Ela também está relacionada à troca ou devolução de mercadorias adquiridas pela internet. É quando um produto volta para o lugar que ele saiu, nisso, práticas de estímulo à reciclagem, podem trazer novos consumidores para perto de você. Uma marca precisa estar bem posicionada, moralmente. 

Adotar esse processo é uma excelente oportunidade para gerar vantagem competitiva entre os concorrentes. Afinal, o consumidor irá perceber o atendimento eficiente da empresa mesmo no pós-venda. Além de atender os problemas dos clientes, a troca e devolução de mercadorias são direitos previstos em lei no Código de Defesa do Consumidor. Portanto, é essencial pensar em cada etapa desse procedimento.

5. Conte com o auxílio da tecnologia

Você já pensou em fazer logística com o apoio da tecnologia? Sistemas de gestão empresarial estão chamando cada vez mais a atenção por suas inúmeras funcionalidades, capazes de otimizar uma série de processos e departamentos, inclusive o estoque e transporte de mercadorias. Por exemplo: o WMS. 

Qual a função do WMS (Warehouse Management System) na logística?

O WMS nada mais é que um sistema de logística que integra a cadeia de suprimentos (SCM – Supply Chain Management), e seu principal objetivo é o gerenciamento e a automatização de todos os processos logísticos que ocorrem em um armazém ou centro de distribuição.

Com isso, houve uma revolução nos setores que demandam logística eficiente. Se antes o controle era feito manualmente, a partir dessa solução o próprio software assume total controle do estoque, desde o momento da chegada de um produto, até a etapa de expedição. O resultado? Diminuição de falhas nos processos logísticos e redução de custos, mas a lista não para por aí, além disso:

  • Otimização do tempo gasto;
  • Organização de todos os processos internos;
  • Controle da entrada e saída de produtos;
  • Planejamento de recursos;
  • Melhoria na comunicação;
  • Controle e abastecimento da linha de produção;

O sistema WMS na logística se conecta a um banco de dados, ali são registrados toda e qualquer movimentação que acontece dentro do armazém, tudo é mediado a partir do uso de códigos de barras, QR codes ou sensores automáticos. Algumas atividades realizadas pelo software, capaz de reduzir falhas importantes na logística:

  • Registra entrada e saída de mercadorias;
  • Atualizar o inventário com informações gerais sobre os produtos, como data de validade, peso, dimensões e número de lote;
  • Impulsiona a organização do estoque, com base na demanda, otimizando o espaço disponível;
  • Fornece relatórios atualizados sobre o status dos produtos no armazém.

A Pier 8 tem soluções em logística a partir de tecnologias consistentes, como o sistema WMS. Entre em contato, vamos agendar uma conversa!



Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?