Inscreva-se e receba nossos artigos

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
18
04
2021

Como aplicar Business Inteligence na Logística

Tag
logística

Para começar, precisamos falar sobre a diferença entre os conceitos BI (Business Intelligence) e Big Data. Afinal, normalmente, são colocados na mesma caixinha e não é bem assim que funciona…

O BI (Business Intelligence) trata das perguntas conhecidas e das nossas pré-concepções com relação aos dados. Por outro lado,  Big Data se envolve com um universo de novas possibilidades e perguntas que ainda não são do nosso conhecimento. 

Como aplicar Business Intelligence na Logística 

Tanto BI quanto Big Data possuem grande importância e devem ser bem entendidas para que as empresas possam aproveitá-las da melhor forma, agregando, alcançando os valores e resultados desejados aos negócios.

Business Intelligence (BI) tem foco na coleta, organização, transformação e disponibilização de dados estruturados para a tomada de decisão, além disso, permite a análise preditiva de modo rápido e assertivo às organizações. Fornecem insights e tendências aos gestores, para então poderem criar diretrizes eficientes e eficazes para o alcance dos resultados empresariais desejados.

Big Data, de modo geral, pouco se preocupa com a exatidão que é fornecida em um sistema de BI (com exceção de casos específicos ou onde a utilização de sensores se faz presente).O Big Data tende a focar no processamento dos dados em busca de correlações e descobertas. Exatamente por isso que no Big Data nem sempre saberemos os motivos para as correlações que existem, pois poderá ser algo jamais concebido ou estudado.

Aí está a grande diferença do Big Data: mostrar caminhos e correlações antes desconhecidos nos grandes volumes de dados, em tempo hábil, com o objetivo de que as empresas obtenham vantagens competitivas.

Benefícios do BI na logística

Um sistema de BI é responsável por coletar dados de inúmeros setores de uma empresa, como:

  • Dados corporativos tradicionais de sistemas operacionais;
  • Dados sobre tráfego e clima vindos de sensores, monitores e sistemas de previsão;
  • Diagnóstico do veículo, padrões de condução e informações de localização;
  • Previsões de negócios financeiros;
  • Dados de resposta à publicidade;
  • Dados do padrão de navegação de sites;
  • Dados de mídias sociais;
  • Dados de Serviço de Atendimento ao cliente;
  • Dados de Recursos Humanos, como custos com hora-extras, funcionários afastados, índice de satisfação dos colaboradores, entre outros;
  • Dados comerciais, como quantidades de propostas versus fechamentos;
  • Dados de portaria para acesso a empresa.

Não cruzar esses dados é um grande erro. Agora, uma empresa não é liderada seguindo a intuição, mas sim com dados que irão te ajudar a tomar decisões e validações de processos.

Não  adianta ter ótimos indicadores de desempenho em entregas SE:  

  • Se seu SAC segue recebendo reclamações;
  • Se o seu funcionário falta demais;
  • Se seu custo logístico está fora do mercado por ser muito alto;
  • Se você tem um alto giro de seus colaboradores;
  • Se sua área comercial traz muitas propostas e poucos fechamentos

Como aplicar Business Intelligence (BI) na Logística 

As tendências do mercado são trazidas pelo canal receptivo e pelos seus agentes comerciais. Pois é, poucas pessoas sabem disso. 

Muitos gestores ainda preferem ouvir o que vem de fora, aqueles agentes externos oportunistas com foco neles mesmos e naquilo que podem trazer, extrair o que interessar e depois de cumprirem sua missão egoísta vão embora. Na logística isso acontece diariamente.

Dado o alerta. É necessário ressaltar: as respostas não estão fora de sua empresa, mas sim dentro. Nesse sentido, só depende de sua interação com seus dados e seus colaboradores para extrair.

A integração de todos os setores é fundamental para a saúde de um negócio, podemos até fazer uma analogia com o corpo humano, não adianta o coração estar saudável, se outros órgãos não estão na mesma condição, afinal, gradativamente essa situação geraria danos ao coração.

A chave para o sucesso de um projeto de BI é a possibilidade de se analisar uma grande quantidade de dados variáveis, estruturados ou não estruturados com grande precisão e velocidade, proporcionando inteligência gerencial à empresa em questão.

Uso de tecnologias para potencializar práticas logísticas

O que é muito comum acontecer é, ao implantar BI, os responsáveis pelas práticas logísticas de uma empresa terem algumas dúvidas quanto à sua efetividade, e ao modo como isso deverá ocorrer.

Posso afirmar que, para se ter sucesso com o BI, dois pontos-chave a serem enaltecidos são: o planejamento e a ferramenta tecnológica adequada. Se por um lado um planejamento bem estruturado ajuda a reduzir o tempo e os custos de implementação, a escolha de uma ferramenta tecnológica adequada melhora a eficácia das decisões tomadas e resulta em melhores resultados.

Terceirização logística 

Logística terceirizada nunca esteve tão em evidência, principalmente com o cenário atual causado pela pandemia do novo coronavírus.

Com as importantes políticas para diminuir o contágio, como distanciamento social, a introdução do trabalho home office, o crescimento do e-commerce e do delivery de uma maneira geral, novos desafios surgiram para as operações last mile e a aplicação de tecnologias, até então somente avaliadas, com não tanta exigência de incorporá-las, mudaram grandemente o mercado.

Diante de tudo isso, a logística terceirizada tornou-se uma aliada para a crise. Por definição, e na prática, terceirizar é demandar uma tarefa que compete, originariamente à própria empresa. A logística terceirizada se coloca como excelente solução estratégica para driblar as dificuldades até que seja possível se estabilizar, atuando como uma gestão de risco.

Algumas das vantagens em terceirizar logística com a Pier 8, sob premissas em BI, estão em torno dos seguintes pontos: 

  • Diminuição nos custos de estoque;
  • Menos pessoas de sua equipe alocada;
  • Know-how do parceiro serviço de mais qualidade;
  • Redução no preço final do frete segurança prazos. 
  • Picking & Packing: Todo o nosso processo de picking é feito por código de barras e dupla conferência. No packing atendemos o que o seu produto precisar. 
  • Transporte: Pelo grande volume de vendas feito por nossos clientes possuímos condições diferenciadas de frete para reduzir seus custos e do cliente final. 
  • WMS: Temos parceria com diversas Plataformas de ERP, assim conseguimos integrar seus pedidos em nossa plataforma de forma simples e automatizada.
  • Segurança: Seu produto na Pier8 é nossa responsabilidade. Trabalhamos somente com produtos com NF e Seguro. 
  • 100% Online: Sua ferramenta de gestão é 100% online, onde você consegue acompanhar todas as etapas do seu processo.

Entre em contato conosco através do formulário, podemos agendar uma conversa, que tal? 


Inscreva-se e receba nossos artigos!

Tag
logística

Como aplicar Business Inteligence na Logística

Para começar, precisamos falar sobre a diferença entre os conceitos BI (Business Intelligence) e Big Data. Afinal, normalmente, são colocados na mesma caixinha e não é bem assim que funciona…

O BI (Business Intelligence) trata das perguntas conhecidas e das nossas pré-concepções com relação aos dados. Por outro lado,  Big Data se envolve com um universo de novas possibilidades e perguntas que ainda não são do nosso conhecimento. 

Como aplicar Business Intelligence na Logística 

Tanto BI quanto Big Data possuem grande importância e devem ser bem entendidas para que as empresas possam aproveitá-las da melhor forma, agregando, alcançando os valores e resultados desejados aos negócios.

Business Intelligence (BI) tem foco na coleta, organização, transformação e disponibilização de dados estruturados para a tomada de decisão, além disso, permite a análise preditiva de modo rápido e assertivo às organizações. Fornecem insights e tendências aos gestores, para então poderem criar diretrizes eficientes e eficazes para o alcance dos resultados empresariais desejados.

Big Data, de modo geral, pouco se preocupa com a exatidão que é fornecida em um sistema de BI (com exceção de casos específicos ou onde a utilização de sensores se faz presente).O Big Data tende a focar no processamento dos dados em busca de correlações e descobertas. Exatamente por isso que no Big Data nem sempre saberemos os motivos para as correlações que existem, pois poderá ser algo jamais concebido ou estudado.

Aí está a grande diferença do Big Data: mostrar caminhos e correlações antes desconhecidos nos grandes volumes de dados, em tempo hábil, com o objetivo de que as empresas obtenham vantagens competitivas.

Benefícios do BI na logística

Um sistema de BI é responsável por coletar dados de inúmeros setores de uma empresa, como:

  • Dados corporativos tradicionais de sistemas operacionais;
  • Dados sobre tráfego e clima vindos de sensores, monitores e sistemas de previsão;
  • Diagnóstico do veículo, padrões de condução e informações de localização;
  • Previsões de negócios financeiros;
  • Dados de resposta à publicidade;
  • Dados do padrão de navegação de sites;
  • Dados de mídias sociais;
  • Dados de Serviço de Atendimento ao cliente;
  • Dados de Recursos Humanos, como custos com hora-extras, funcionários afastados, índice de satisfação dos colaboradores, entre outros;
  • Dados comerciais, como quantidades de propostas versus fechamentos;
  • Dados de portaria para acesso a empresa.

Não cruzar esses dados é um grande erro. Agora, uma empresa não é liderada seguindo a intuição, mas sim com dados que irão te ajudar a tomar decisões e validações de processos.

Não  adianta ter ótimos indicadores de desempenho em entregas SE:  

  • Se seu SAC segue recebendo reclamações;
  • Se o seu funcionário falta demais;
  • Se seu custo logístico está fora do mercado por ser muito alto;
  • Se você tem um alto giro de seus colaboradores;
  • Se sua área comercial traz muitas propostas e poucos fechamentos

Como aplicar Business Intelligence (BI) na Logística 

As tendências do mercado são trazidas pelo canal receptivo e pelos seus agentes comerciais. Pois é, poucas pessoas sabem disso. 

Muitos gestores ainda preferem ouvir o que vem de fora, aqueles agentes externos oportunistas com foco neles mesmos e naquilo que podem trazer, extrair o que interessar e depois de cumprirem sua missão egoísta vão embora. Na logística isso acontece diariamente.

Dado o alerta. É necessário ressaltar: as respostas não estão fora de sua empresa, mas sim dentro. Nesse sentido, só depende de sua interação com seus dados e seus colaboradores para extrair.

A integração de todos os setores é fundamental para a saúde de um negócio, podemos até fazer uma analogia com o corpo humano, não adianta o coração estar saudável, se outros órgãos não estão na mesma condição, afinal, gradativamente essa situação geraria danos ao coração.

A chave para o sucesso de um projeto de BI é a possibilidade de se analisar uma grande quantidade de dados variáveis, estruturados ou não estruturados com grande precisão e velocidade, proporcionando inteligência gerencial à empresa em questão.

Uso de tecnologias para potencializar práticas logísticas

O que é muito comum acontecer é, ao implantar BI, os responsáveis pelas práticas logísticas de uma empresa terem algumas dúvidas quanto à sua efetividade, e ao modo como isso deverá ocorrer.

Posso afirmar que, para se ter sucesso com o BI, dois pontos-chave a serem enaltecidos são: o planejamento e a ferramenta tecnológica adequada. Se por um lado um planejamento bem estruturado ajuda a reduzir o tempo e os custos de implementação, a escolha de uma ferramenta tecnológica adequada melhora a eficácia das decisões tomadas e resulta em melhores resultados.

Terceirização logística 

Logística terceirizada nunca esteve tão em evidência, principalmente com o cenário atual causado pela pandemia do novo coronavírus.

Com as importantes políticas para diminuir o contágio, como distanciamento social, a introdução do trabalho home office, o crescimento do e-commerce e do delivery de uma maneira geral, novos desafios surgiram para as operações last mile e a aplicação de tecnologias, até então somente avaliadas, com não tanta exigência de incorporá-las, mudaram grandemente o mercado.

Diante de tudo isso, a logística terceirizada tornou-se uma aliada para a crise. Por definição, e na prática, terceirizar é demandar uma tarefa que compete, originariamente à própria empresa. A logística terceirizada se coloca como excelente solução estratégica para driblar as dificuldades até que seja possível se estabilizar, atuando como uma gestão de risco.

Algumas das vantagens em terceirizar logística com a Pier 8, sob premissas em BI, estão em torno dos seguintes pontos: 

  • Diminuição nos custos de estoque;
  • Menos pessoas de sua equipe alocada;
  • Know-how do parceiro serviço de mais qualidade;
  • Redução no preço final do frete segurança prazos. 
  • Picking & Packing: Todo o nosso processo de picking é feito por código de barras e dupla conferência. No packing atendemos o que o seu produto precisar. 
  • Transporte: Pelo grande volume de vendas feito por nossos clientes possuímos condições diferenciadas de frete para reduzir seus custos e do cliente final. 
  • WMS: Temos parceria com diversas Plataformas de ERP, assim conseguimos integrar seus pedidos em nossa plataforma de forma simples e automatizada.
  • Segurança: Seu produto na Pier8 é nossa responsabilidade. Trabalhamos somente com produtos com NF e Seguro. 
  • 100% Online: Sua ferramenta de gestão é 100% online, onde você consegue acompanhar todas as etapas do seu processo.

Entre em contato conosco através do formulário, podemos agendar uma conversa, que tal? 


Preencha seus dados e acesse o e-book.

Tem alguma dúvida sobre Logística para E-Commerce?